A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

19/05/2014 23:59

Nota de Repúdio

SISEM

SISEM repudia agressão a servidores durante invasão de vândalos na Prefeitura

Veja Mais
NOTA DE FALECIMENTO
Edital de Convocação

O SISEM (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Campo Grande), através do seu presidente, Marcos Tabosa, bem como toda diretoria, repudia veementemente o ato de vandalismo orquestrado pelo prefeito cassado Alcides Bernal e seus seguidores, que invadiu ilegalmente a Prefeitura Municipal de Campo Grande na última semana, utilizando-se de violência depredando patrimônio e agredindo física e moralmente servidores de carreira no serviço público municipal. Como representante legal dos servidores municipais, o SISEM se solidariza com os agredidos e tomará todas as medidas cabíveis para que os agressores sejam responsabilizados judicialmente pelo crime que cometeram contra servidores em seus locais de trabalho. O setor jurídico do sindicato está totalmente à disposição dos servidores agredidos para resguardar seus direitos e garantir na Justiça a reparação da qual foram vítimas inocentemente. O Sindicato lamenta que entre os vândalos que invadiram a prefeitura e agrediram os trabalhadores, além do prefeito cassado, exista a presença de maus servidores, que atentaram contra o erário público para qual garantiram, através de concurso, defender com dignidade, trabalhando com orgulho para o seu efetivo funcionamento. A estes, o sindicato apurará responsabilidades e cobrará do Executivo os rigores da lei.

O SISEM, através do seu presidente, Marcos Tabosa lamenta ainda a postura autoritária e ditadora do prefeito cassado Alcides Bernal, que desde o primeiro dia do seu mandato tentou de todas as formas sufocar o sindicato para impedir que este defendesse os direitos dos servidores e desta forma implantar um maquiavélico sistema de terrorismo e toda ordem de constrangimento contra qualquer servidor que tenha tido algum tipo de relação com seus adversários políticos. Foram meses de perseguição e ataques aos direitos dos servidores que só cessou quando o seu mandato foi cassado. Um fato histórico e lamentável não somente para a vida pública, mas para toda a sociedade campo-grandense em presenciar a ascensão e queda de um homem público, que representava para os servidores a esperança de ampliar direitos e melhorar ainda mais a carreira no serviço público.

Edital de Convocação
EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL O Centro de Tradições Gaúchas Tropeiros da Querência, por meio do seu presidente (patrão) Mario Marcio Ignácio ...
Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 5,5 milhões no próximo sábado
O prêmio da Mega-Sena sorteado nesta noite de quarta-feira (5) pela Caixa Econômica Federal não teve vencedores e o valor, de R$ 3 milhões, agora acu...
Faça parte do Clube do Vinho Grand Cru!
Só quem assina sabe a felicidade que é chegar em casa e ter uma caixa com três rótulos esperando por você. No dia 13 de setembro, terça-feira, a part...



Realmente, o que aconteceu é revoltante!!! Os servidores estavam trabalhando e, quem invadiu e fez terrorismo,não respeitou seus direitos. O tal Bernal tinha uma liminar em mãos, o que não justifica a ação e, os outros? Baseado em que fizeram esta baderna em um órgão publico? Pensaram que Bernal ficaria msm no cargo de Prefeito?
Foi deselegante,pequeno!!!
 
Mirtes Lourenço Camilo em 20/05/2014 09:52:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions