A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

13/03/2014 16:00

Bernal, o único

Por Ronaldo Franco (*)

Bernal não pode ser chamado de BERNAL PRIMEIRO, mas de BERNAL O ÚNICO. EXPLICO. Bernal não é apenas ‘único’ no quesito cassação.

Veja Mais
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
Comércio exterior: o que esperar de 2017

Ele é ‘único’ em muitas outras coisas. Poderíamos dizer que sua cassação se deu UNICAMENTE em face de ter sido o único prefeito de Campo Grande a não pertencer às elites.

Que foi o único a vencer sem uma aliança e com chapa pura. Que foi o único Prefeito de Campo Grande que o TCE tenha barrado licitações, interpretando, finalmente, de forma correta a diferença entre suplementação e remanejamento orçamentário.

O único Prefeito de Campo Grande que teve seu patrimônio investigado pelo MPE. Todavia esta tese conspiratória não é suficiente para explicar a sua cassação.

Há mais coisas em que Bernal é único. Essas sim foram determinantes para sua cassação. Vejamos:

a) Único prefeito (precisando ampliar sua base na câmara) a deixar vacante a titularidade de uma secretaria (da juventude). Gilmar Olarte agradece.

b) Único prefeito que mesmo sob a ameaça de cassação e sem número para barrar esta cassação nomeia sua advogada como nova secretária da Mulher, esquecendo-se de ampliar sua base. Secretária nem suplente votaram ontem.

c) Único prefeito que mesmo tendo uma base de 9 vereadores teve apenas 6 votos. Feito inédito.

d) Único prefeito que em pleno embate com Câmara isola seu vice, deixando-o livre para se articular com a oposição.

e) Único Prefeito que mesmo tendo 3 liminares suspendendo o processo de cassação não aproveitou o tempo para construir sua maioria necessária na Câmara.

f) Único Prefeito a conseguir do Vice Presidente do TJ/MS, num prazo de 30 dias, duas decisões absolutamente díspares e únicas:

Suspensão da sessão da câmara para cassação de seu mandato e o bloqueio das contas da Prefeitura.

g) Único Prefeito a brigar ao mesmo tempo com:

A Câmara, a imprensa, os aliados do 2º turno, os partidos da oposição, o MPE, o TCE, o seu próprio Secretário de Planejamento, o governador.

h) Único a conseguir brigar com o CHOCOLATE, até então o seu principal JARBAS.

I) O Único Prefeito que acredita no FACEBOOK mais que o próprio dono do FACEBOOK.

j) Único prefeito que acredita ser possível ser prefeito e radialista ao mesmo tempo.

l) Único prefeito que troca um suplente de vereador (Chadid) por um partido e sua bancada (PSDB).

m) Único Prefeito a anunciar o secretariado na data da posse.

n) Único Prefeito a dizer que comprou uniformes escolares em 2014, sem os entregar e nem dizer de quem os comprou e ainda achar isto ‘normal’.

Há mais coisas únicas em Bernal. Único a ter como única grande obra o seu slogan: AS PESSOAS EM PRIMEIRO LUGAR.

O único a ter que decidir pessoalmente sobre a nomeação de todo e qualquer assessor. O único a demitir as esposas dos vereadores Chocolate e João Rocha e ainda assim acreditar (sabe Deus de onde) que teria seus votos.

O único a ir numa sessão de cassação e brigar com um vereador em plena sessão. O único a desapropriar um prédio (CNEC) para ‘sabe Deus o que?’ enquanto a Câmara se encontra sob risco de despejo.

O único a contratar verbalmente um presidente da OAB/MS e dizer que não assinou o contrato e ainda assim o contratado prestar os serviços. O único a contratar um Procurador Municipal impedido de ser Procurador.

O único a decidir demandas depois de sofrer todos os desgastes possíveis (mesmo podendo ter resolvido antes e sem desgastes), como no caso das nomeações da guarda municipal, reajuste e chamada do concurso dos professores.

O único Prefeito que já foi vereador e finge não saber como funciona o jogo político no legislativo de Campo Grande. Tudo ocorreu porque Bernal se julga o Único honesto, o Único sério e o Único republicano em Campo Grande.

Gilmar Olarte tem em BERNAL um grande exemplo a não ser seguido.

(*) Ronaldo de Souza Franco é advogado.

Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions