A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

16/02/2016 15:40

Campo Grande precisa renovar com experiência

Por Felipe Orro (*)

O início do ano eleitoral é um bom momento para refletirmos sobre as necessidades de Campo Grande. A sinalização das ruas é clara: o povo exige renovação, mudança para melhor, pessoas com ficha limpa, sem mancha, com passado abonador, porém ao mesmo tempo com experiência e capacidade para enfrentar os desafios da administração pública, a cada dia maiores.

Veja Mais
Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio

Com base nesses requisitos tenho colocado meu nome à disposição do partido para ser avaliado nas urnas. Estou convicto que tenho o preparo e me enquadro dentro das exigências que o povo faz e Campo Grande precisa, de pessoa qualificada e com perfil renovador. Meu interesse é o bem comum e minha dedicação é integral à vida pública.

Digo isso porque assistimos, nesse prelúdio das eleições, às mesmas cantigas de sempre: algumas lideranças ignoram o clamor popular e, movidas por interesses puramente pessoais, tentam impor os nomes de sempre, com os mesmos vícios, os mesmos cacoetes, subservientes e manipulados que se prestam apenas a ocupar espaço político, buscam o poder pelo poder, sem disposição para o trabalho e sem demonstrar interesse em resolver os problemas de nossa cidade.

Penso eu que algumas lideranças que já tiveram a oportunidade de conduzir os destinos de Campo Grande, fizeram a sua parte. Avançamos em alguns setores, estacionamos em outros tantos, retroagimos também em alguns. É chegada a hora de oxigenar a administração municipal. Fazer a opção pelos mesmos não seria salutar.

Acredito, também, que já passou o tempo de nos aventurarmos no "novo" sem experiência administrativa. Campo Grande precisa de comando, de alguém que tenha sido testado e aprovado na administração pública, que saiba e entenda dos problemas relacionados às maiores necessidades que uma cidade tem, que tenha zelo e responsabilidade com os recursos públicos, que tenha planejamento e saiba executar, que tenha disposição para trabalhar, que goste de ouvir as pessoas e, acima de tudo, seja ficha limpa.

Por isso, entendo que posso contribuir muito com a cidade que me viu crescer, que conheço e onde estudei desde os tempos do Colégio Dom Bosco até a diplomação na UCDB. Sou convicto, do fundo do meu coração, que posso ajudar o campo-grandense reconquistar a autoestima e o orgulho de morar na capital mais bonita do Brasil.

Comprometimento com Campo Grande é minha prioridade e não vou desistir dos meus anseios, pois a força está nos meus princípios que convergem com ideais e opiniões da população campo-grandense.

(*) Felipe Orro é deputado estadual em segundo mandato pelo PDT, foi prefeito de Aquidauana por dois mandatos (2001/2008) e vereador de 1997 a 2000.

Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Nestes poucos dias do Ano da graça de 2017, o Brasil e o Mundo viram estarrecidos o massacre brutal de cerca de pelo menos 134 detentos, dentro das p...
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions