A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

07/01/2014 11:05

Como desenvolver sua carreira em 2014

Por Mariana Brizotto (*)

Toda transição de ano costuma vir acompanhada de resoluções e metas pessoais a serem cumpridas nos próximos 365 dias. Mudar o que não deu certo, repetir o que foi bom e tentar realizar coisas novas. Mas você já pensou que unir essas questões com os seus objetivos de carreira pode ser uma boa ideia?

Veja Mais
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
Comércio exterior: o que esperar de 2017

Sim! Essa união entre metas pessoais e profissionais faz com que você esteja sempre mais motivado para alcançar o sucesso que tanto quer. Mas como fazer isso na prática? É bem simples! Estabeleça uma união entre trabalho e o que te gera prazer, por exemplo: algumas pessoas se sentem mais produtivas enquanto ouvem músicas, outras se sentem mais dispostas para o trabalho quando praticam algum tipo de exercício, como andar de bicicleta, fazer natação ou praticar esgrima. Encontre a sua motivação! Para te ajudar, listei algumas dicas para você tirar o melhor proveito das oportunidades em 2014 para a sua carreira. Tome nota:

Brainstorm: esse é o momento para declarar todas as suas ideias. Não se reprima. Faça uma retrospectiva sobre o ano que passou e o que quer para o ano de 2014 em relação à sua carreira e vida. Em primeiro lugar, defina quais são os seus valores e estabeleça o seu objetivo de carreira. Por exemplo, o que você valoriza mais, conforto ou aventura? Comunicação ou engenharia? Ficar em casa ou sair para outros lugares? A simples escolha pelo que você tem prazer em fazer vai influenciar os seus princípios e objetivos de carreira. Então faça um brainstorm e anote tudo no papel.

Descubra suas áreas de domínio: todos nós atuamos em diversas frentes com diferentes responsabilidades. Definir as suas áreas de domínio nada mais é do que classificar quais são as áreas mais relevantes para a sua carreira. Você é daquelas pessoas que prefere anotar no papel algo que está pensando? Grava o áudio de alguma reunião para ter como lembrete? Ou então, costuma gesticular enquanto conversa com as pessoas, para representar melhor o que está falando?

Com as respostas para essas perguntas, você irá definir qual o seu estilo de aprendizagem, ou seja, se você é visual, auditivo ou cinestésico. As pessoas mais visuais tem tendência a imaginar cenas ou imagens sobre algo que outra pessoas estão falando. Os que têm tendência auditiva são capazes de ouvir os detalhes e montar histórias com as informações que estão recebendo. Já os cinestésicos, guiam-se pela experiência motora, geralmente mostrando algo por meio de movimentos.

Além disso, a dica principal para descobrir as suas áreas de domínio e seu estilo de aprendizagem é estar sempre atento aos elogios que as outras pessoas lhe fazem. Mas nem sempre o motivo dos elogios é sobre alguma tarefa que você gosta de fazer. Portanto, tente unir o prazer às suas habilidades para alcançar sucesso na carreira.

Estabeleça metas: estabelecer e organizar as metas e objetivos é o primeiro passo para transformar ideias abstratas em realizações concretas. Muitos acham que possuem metas claras, como organizar um novo processo de área ou melhorar as relações. Mas na verdade isso não são metas! São apenas intenções de uma visão de futuro.

Reflita: qual processo você quer organizar? O que vai fazer para melhorar as relações com as pessoas? Pensando nisso, cada vez se faz mais importante a utilização da meta SMART. Esse é um exercício muito clássico dentro do Coaching, e para definir as suas metas, cada uma delas deve ser específica (Specifics), mensurável (Measurable), realizável (Achievable), relevante (Relevants) e com prazo definido (Timed).

Por exemplo, ao invés de traçar uma meta para melhorar os relacionamentos, você pode definir uma meta específica para estreitar o contato com outras áreas, mantendo comunicação uma vez por semana, por todo o período de 2014, a fim de estreitar os relacionamentos.

Elabore projetos: a diferença entre um sonho e um projeto é uma data. Estabelecer datas fará com que você se comprometa com os seus planos. Não adianta apenas dizer que quer emagrecer em 2014, estabeleça metas com data e monte um projeto para que isso aconteça. Por isso, quando falamos de projetos, estamos nos referindo ao desdobramento de ações vindas da meta SMART que você traçou para 2014. Estabeleça ações realizáveis para cada meta e transforme os seus projetos em desafios. Os desafios são capazes de gerar mudanças significativas e te fazem sair do ciclo de dias iguais. Isso te mantém motivado!

Engaje-se: a única forma de atingir os seus objetivos é partir para a ação. Para manter-se firme no seu propósito você deve estar em ligação constante com o que definiu de projetos e metas.

Uma vez por semana separe um tempo para revisar os seus projetos e verificar quais as ações foram realizadas e quais foram deixadas para trás. Uma vez por mês reveja as suas metas e avalie se a sua meta SMART ainda está fazendo sentido. O objetivo dessa revisão não é apenas para ver se tudo está andando sobre os trilhos, mas sim para fazer com que você melhore cada vez mais.

Pensando em todas essas dicas, uma das soluções que vem dando bastante resultado nesse quesito é a implantação de um sistema de avaliação de desempenho que controle todas as metas e possa ser utilizado para realizar um planejamento sucessório de maior qualidade. Atualmente temos empresas com grande representatividade nesse setor. Uma delas é SuccessFactors, um membro de RH da grande americana SAP, que oferece um sistema integrado para auxiliar o alinhamento da estratégia corporativa ao desenvolvimento profissional.

No Brasil, a SucessFactors é parceira da SOU, empresa de serviços voltada ao desenvolvimento de pessoas. Além de alinhar as expectativas profissionais com os objetivos organizacionais da empresa, a SOU é especializada em análise, diagnóstico, implementação e acompanhamento em gestão de carreira e desenvolvimento humano. Agora que você já tem todas as dicas em mãos, é hora de colocar em prática a sua automotivação. Que 2014 venha com muito sucesso para você!

(*) Mariana Brizotto é formada em publicidade e propaganda e é designer educacional na SOU, empresa de serviços voltada ao desenvolvimento de pessoas.

Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...



SAP não é americana.
 
Jucilei Barbosa em 08/01/2014 10:14:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions