A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

21/07/2015 08:34

Como encontrar a felicidade com ou sem diploma

Por Dominique Magalhães (*)

Falta de tempo, carência de boas oportunidades ou simplesmente indecisão: algumas pessoas não concluem o ensino superior por algum destes motivos. Outras, nem iniciam. A vida nem sempre segue de forma linear para todos, por isso, alguns só decidem ou conseguem entrar numa universidade bem depois dos “vinte e poucos anos”, seja por necessidade de trabalhar para ajudar em casa, ou simplesmente por não saberem que carreira escolher quando terminam a escola.

Veja Mais
Tiro no pé ou tiro na mão?
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno

Passei por muitos caminhos até descobrir minha verdadeira vocação e me sentir, de fato, feliz com minhas escolhas. Cursei Direito, Publicidade, e, atualmente, faço Pedagogia com o objetivo de entender um pouco mais sobre o universo e a metodologia da educação.

É necessário compreender que cada um tem a sua trajetória e encontrará - cada um no seu tempo e do seu jeito -, seu “lugar ao sol”. Existem casos de profissionais que se destacam em suas carreiras sem ter uma formação acadêmica. Conheço casos de publicitários, escritores, atores, músicos, artistas plásticos...

Em contrapartida, com o avanço da tecnologia, o aumento da longevidade, e a crise econômica mundial, o mercado de trabalho encontra-se saturado. Sem um currículo de destaque, fica mais difícil sair do lugar. Então, pensemos: o que tenho de diferente que possa chamar atenção de uma empresa?

Sugiro algumas atitudes comuns entre pessoas que conseguiram se sobressair:

• Busque sempre melhorar: Você já sabe que tem talento em algo, mas isso não é suficiente. É preciso ter humildade para reconhecer que se aperfeiçoar nunca é demais. Dedique-se com intensidade e paixão àquilo que faz de melhor para conquistar a excelência e ser reconhecido por isso. Faça cursos de extensão, leia, estude! Abrace tudo o que te permita crescer e sua agenda permitir;

• Valorize o seu diferencial: As pessoas que dão valor à sua maneira de se expressar costumam ser mais originais. Ao acreditarem em si mesmas, desenvolvem um jeito próprio, imprimindo sua marca. Acabam não caindo no esquecimento e são lembradas em boas oportunidades;

• Saiba lidar com as dificuldades: Ocorreu um grande imprevisto, um embate de opiniões, algo que te prejudicou? O segredo para lidar com estas situações é investir na sua capacidade de superação. Quem é feliz não encontra menos empecilhos, simplesmente aprende com os acontecimentos, encontra outras formas de lidar com os problemas, levanta a cabeça e segue em frente;

• Conheça a si mesmo e observe os outros: É essencial sabermos quem somos de verdade e é preciso tranquilidade para estarmos atentos às oportunidades. Nosso dom pode ser direcionado para atender ao outro. A melhor maneira de descobrir isso é através do autoconhecimento e da observação. Olhe as pessoas a sua volta com respeito e sem críticas. Conheça aqueles que vão consumir o fruto do seu dom, seja em atendimento estético, na área alimentícia, em comunicação ou criação.

Não podemos permitir que pensamentos castradores e críticas pessoais nos impeçam de buscar sermos melhores como profissionais. Tudo tem o momento certo de acontecer. Se por algum motivo ainda não teve a oportunidade de sentar nos bancos universitários, não se acomode! Procure cursos livres, estude sozinho, faça uma faculdade à distância. Sempre há espaço e alternativas para quem quer crescer. Ouça e aprenda com quem tem mais experiência, e, acima de tudo, valorize o seu talento!

(*) Dominique Magalhães cursou Direito, Publicidade, concluiu pós-graduação em Portfolio na ESPM, e, atualmente, estuda Pedagogia. É escritora, produtora cultural e diretora de criação da Dom Produções Criativas, que tem foco em trabalhos de brandedcontent.

Tiro no pé ou tiro na mão?
Embora a economia do País tenha dado tímidos sinais de recuperação nos últimos tempos, a verdade é que ainda precisamos avançar mais e com velocidade...
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions