A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

20/12/2012 15:17

Desenvolvendo a autoconfiança

Por Soeli de Oliveira (*)

Tudo é criado na mente antes de se tornar realidade física. O sucesso ou fracasso é precedido por vitorias ou derrotas no campo da mente. Milhares de pessoas recorrem aos cursos de graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e até pós-doutorado, em busca de conhecimento técnico, na ânsia de alcançar o sucesso na carreira e na vida. Porém, apesar dos esforços, muitas acabam derrotadas pelas suas atitudes. E, quais são estas atitudes que levam tantas pessoas para o endereço errado? Podemos destacar como mais evidentes, a falta de autoconfiança, a falta de disciplina, a ausência de iniciativa, a inexistência de foco, o pessimismo e o hábito infantil de procurar culpados e o de se queixar de tudo e de todos. Lembre-se que as pessoas que vivem reclamando, condenando e se queixando se tornam “imãs de coisas ruins.”

Veja Mais
Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
A aviação e suas regras

Milhares de indivíduos assemelham-se a ilhas de pobreza, cercadas de riquezas por todos os lados. O maior desafio não é domínio de novas tecnologias, mas sim o controle da mente. Vivemos em um universo abundante e cheio de oportunidades. Entretanto, somos criaturas de hábitos, e esses como carcereiros, são capazes de nos manter aprisionados em nossas zonas de conforto. Isso é claro, se contra eles não nos rebelarmos, certos de que precisamos, queremos e podemos assumir o comando de nosso destino e mudar sejam quais forem os nossos comportamentos e atitudes, a partir de nossa força de vontade.

O caminho do sucesso tem por base o conhecimento, as habilidades e as atitudes. Não existem atalhos em direção ao topo das grandes realizações materiais e espirituais. É preciso saber, saber fazer, querer fazer e acima de tudo entrar em ação para fazer acontecer. Sem ação, o cérebro não passa de um cemitério de boas intenções. Somente conhecimentos colocados em prática geram habilidades e consequentes resultados.

A história é farta de personagens que desafiaram as circunstâncias e venceram, quando tudo em sua volta parecia provar o contrário. A única coisa capaz de nos deter somos nós mesmos. Roosevelt, o primeiro Presidente dos Estados Unidos, disse certa vez que: "não há nada a temer a não ser o próprio medo". Já o seu antidoto, a autoconfiança, é a característica encontrada nas pessoas de sucesso.

Nossas qualidades como povo pacífico, alegre e com jogo de cintura, são reconhecidas internacionalmente. No entanto, pesa contra nós o insatisfatório rótulo de um povo com baixa autoestima. Precisamos aprender a confiar em nós mesmos. Como o pequeno pastor de ovelhas Davi, da história Bíblica, quando foi enfrentar o gigante Golias, devemos nos deter mais em nossas virtudes e realizações, do que em nossas deficiências, certos de que em tudo em que concentramos nossa atenção aumenta. Quando reconhecemos as nossas qualidades nos aproximamos de nós, já quando nos criticamos, nos afastamos de nós mesmo.

Pensamentos de vitória, de conquistas, lembranças de elogios recebidos, fortalecem a musculatura da nossa autoconfiança para enfrentar os tropeços da vida. Sabedores de que em nossas cabeças há um permanente turbilhão mental de pensamentos, devemos optar pelos que são positivos e que elevam o nosso astral e a fé em nós mesmos. Afinal, estamos lutando a favor ou contra nós mesmos?

Vivemos em um tempo e em um pais de grandes oportunidades. Diante da crise econômica na Europa e na América, qual o cidadão europeu ou americano médio, que não gostaria de estar m nosso lugar? Será que estamos preparados para tomar posse das oportunidades? Os nossos resultados crescem, na medida em que nós crescemos. Se não estamos satisfeitos com os frutos que estamos colhendo é importante descobrir quais são as nossas crenças limitadoras. A realidade é criada primeiro nos pensamentos, que por sua vez alimentam os nossos sentimentos, que nos levam a paralisia ou a ação, gerando consequentemente os resultados.

(*)Soeli de Oliveira é consultora e palestrante do Instituto Tecnológico de Negócios, nas áreas de marketing, varejo, atendimento e motivação. E-mail: soeli@sinos.net – Novo Hamburgo – RS.

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions