A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

16/01/2012 15:02

Dourados e seus distritos

José Tibiriçá Martins Ferreira*

O Município de Dourados também já foi Distrito, pertencia a Ponta Porã, sendo emancipado em 20 de dezembro de 1935, com áreas desmembradas do Município de Ponta Porã, por decreto nº 30 de 20/12/1925, do então Governador do Estado, Sr. Mário Corrêa da Costa. Implantado o Município de Dourados, criaram-se ao longo dos anos outros distritos que depois se tornaram novos municípios.

Veja Mais
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
Elementos da teoria da decisão

Atualmente nosso Município é constituído de 08 (oito) distritos: Formosa, Guassu, Indápolis, Itahum, Panambi, Picadinha, São Pedro e Vila Vargas. Dentre eles, existiu Serraria que passou na década de 1980 a chamar Indápolis.

Lendo os jornais de nossa cidade sempre se fala em milhões de reais para implantação de asfalto nos bairros e distritos de Dourados, mas dentre eles apenas o Distrito de Picadinha é o único que não tem sido lembrado, apenas em épocas de eleição. Quando chove, ônibus e demais carros que ali trafegam têm que tomar outro rumo para não ficar atolado. A via principal que corta Picadinha tem cerca de 3.700 km, começando à direita na entrada no km 15, rodovia Dourados/Itahum e findando no acesso para o asfalto rumo a Itahum.

No dia 26/08/2011 foi publicado no Jornal O Progresso, o artigo de autoria do deputado Geraldo Resende, intitulado por investir em asfalto. Em parte dele assim ele se expressa: “Foi desta forma que Dourados recebeu, nos últimos cinco anos, 47 novos quilômetros de asfalto e outros quinze quilômetros de drenagem, se medidos linearmente. Esse trabalho tem trazido satisfação a muitos moradores, que alegam condições de vida muito melhores do que antes da chegada da pavimentação asfáltica.”

No dia 14/01/2012, sábado passado, novamente o deputado publica o artigo: Pacote do asfalto. Nele ele relata que começou o ano de 2012 com muitas vitórias, isso é muito bom. No último parágrafo do artigo ele afirma que começou o ano com o pé direito. Fala sobre a sobre sua infância, sobre sua mãe. “Por isto que luto, firmemente, até conseguir transformar a vida destes nossos douradenses que ainda não dispõe deste direito”

Deputado Geraldo Resende, desde 1986 estamos para viabilizar o asfalto para acesso ao Distrito de Picadinha que leva o nome de Abílio Ferreira. Em 2005 estava tudo certo que o governo do estado faria, mas com a desculpa da aftosa não saiu e agora estamos novamente lutando para concretização do sonho dos picadenses com o asfaltamento. Fizemos até abaixo-assinado, entregue ao deputado Marçal Filho que o recebeu em 2009, logo após a sua posse. Com o deputado Geraldo conversei sobre esse assunto no dia 09/08/2009, naquela manhã frígida, num domingo, dia da inauguração do Mosteiro Santa Maria dos Anjos – Irmãs Clarissas. Na oportunidade exigiu-se uma reunião com cerca de 200 pessoas, quando respondi que na zona rural não é igual à zona urbana, pois o povo não tem muito tempo para se reunir.

De lá para cá estou assistindo o anúncio de recursos pela imprensa para os bairros de Dourados e alguns distritos. O própria prefeito de Dourados estando na Picadinha há um mês, anunciou aos presentes que sua meta é contemplar a Picadinha com o asfalto. Como é a terceira promessa, novamente estamos aguardando. Para isso há necessidade também do empenho dos dois deputados federais, sem necessidade de procurar outros de fora, como Mandetta, Reinaldo Azambuja e Vander Loubet que também foram bem votados em Dourados.

No dia 05 de fevereiro do corrente será realizado o 32ª Torneio da Picadinha e 2º Torneio do Agricultor, um evento que tem a participação de equipes do estado, fora do estado e do Paraguai. O Distrito, através de sua população tem lutado por melhorias, mas o poder público tem realizado muito pouco.

O evento vai reunir mais de 10.000 pessoas, da cidade de Dourados e várias regiões e pergunto: se cair uma chuva, o que acontecerá com os carros e ônibus que ali chegarem? Então é muito importante o asfalto para integração e para o desenvolvimento da região.

Assim exposto, gostaria que o deputado, juntamente com o deputado Marçal Filho, o prefeito de Dourados viabilizassem o asfalto para Picadinha, afinal os três foram aliados na última eleição para o governo do estado que deve ter interesse também. Nessa investida, convoca-se também os deputados Zé Texeira e George Takimoto para que sejam nossos parceiros. O trabalho em conjunto traz muitos votos, pois a população sempre está de olho nos atos dos políticos.

(*) José Tibiriçá Martins Ferreira, advogado e produtor rural no distrito de Picadinha, Dourados

Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...
Embarque comprometido
O Brasil está entre os cinco melhores mercados de aviação doméstica, mas há quase dois anos vem perdendo demanda por conta do cenário econômico. Só e...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions