A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

02/09/2016 10:58

Empreendedor sustentável também precisa descansar

Por Marcus Nakagawa (*)

Quando falamos em sustentabilidade muitos significados estão inseridos neste contexto: meio ambiente, salvar o planeta, onda verde, reciclagem, tripé sustentável, desenvolvimento sustentável, enfim, a sustentabilidade está sendo utilizada em qualquer momento, local, empresa, produto ou frase. Já começamos a sentir um certo desgaste para este termo e usos inadequados para uma palavra que está “na moda”.

Veja Mais
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Tédio é a falta de projeto

Depois da COP 21, encontro de 195 países em Paris, em dezembro de 2015, vimos que alguns deles começaram a se comprometer com o tema do aquecimento global e os outros milhares de assuntos referentes ao ambiente. Dizem que este movimento verde não é somente verde, mas também um movimento de pessoas e do planeta.

Sim, este termo é importante e está em voga, mas nunca deve sair da pauta.

A ONU, como exemplo de mobilização para o tema, por meio dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, está buscando 17 tópicos para que as pessoas, governos e empresas possam, até 2030, se unir e vencer problemas referentes à pobreza, fome, desigualdade, degradação, vida na água, energia limpa, entre outros.

Esta é uma luta não somente pelo ambiente, mas também pelo ser humano e a sua convivência com os outros seres vivos neste planeta.

Porém, estes tais de seres pensantes que buscam algo nesta sociedade, precisam aprender a trabalhar inicialmente consigo antes de querer salvar o planeta. Não é frase de autoajuda, mas sim uma máxima que não vemos sendo praticada no dia a dia, talvez somente nos “posts” das mídias sociais: "se você quer mudar ao mundo, antes de tudo comece você esta mudança para o bem", uma das frases de Gandhi, parte do seu legado ao mundo.

Começar a pensar em você é fundamental! Pensar nas suas próprias mudanças e melhorias, mas não só para ganhar mais dinheiro, poder ou fama, mas sim para ser mais verdadeiro com você mesmo. Fazer o que realmente faz sentido para você com consciência e com “pé no chão”. Não é nenhum artigo do tipo “largue tudo e vá atrás do seu sonho sem pensar”, mas sim “respire fundo, analise o que faz sentido para você, os seus potenciais e sonhos". E vá em frente! Sempre com muita ética. O mundo agradece e florescerá ainda mais com isso.

Tem muito palestrante, articulista e escritor que escreve vários passo a passo para este encontro consigo mesmo. Leia todos e veja qual faz mais sentido. Se não quiser ler ou assistir a uma palestra, reflita com seus amigos e pessoas que realmente gostem de você. Principalmente um mentor ou alguém que você admira, ou que tenha mais experiência. Veja o estilo de vida dele e avalie se te agrada.

Esta parte da vida não é fácil. Estudar, entender e ter consciência é difícil, pois vivemos numa sociedade na qual temos cada vez menos temos tempo de refletir. Tudo é somente em alguns caracteres, posts, imagens ou três segundos de um frame de filme. Refletir sobre o seu eu para depois ajudar a mudar as coisas no seu entorno, isso ajudará a mudar o mundo.

Ufa! Só de pensar já dá um certo desespero... Coisas de começo de ano. Por isso, é importante que o empreendedor tenha um tempo para si e limpe sua mente. Prepare para ser este empreendedor da sua vida de uma maneira sustentável.

(*) Marcus Nakagawa é professor da graduação e MBA da ESPM, idealizador e diretor da Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade e palestrante sobre sustentabilidade, empreendedorismo e estilo de vida.

Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions