A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2017

16/07/2012 14:02

Estamos todos pedestres,..."tem gente atrás da máquina."

Por Rinaldo Aparecido Santiago (*)

Parece estranho para alguns, com certeza, iniciar um texto com a palavra estamos todos pedestres.

Veja Mais
Criptografia: de arma de guerra a pilar da sociedade moderna
Sobre a liberação da venda de terras para estrangeiros no Brasil

Diriam, o mais correto não seria somos todos pedestres? Ledo engano, ninguém ao que posso lhes afirmar é pedestre o tempo todo.

Não sai de sua cama dentro de um automóvel, anda com ele o dia todo, abre a porta e deita novamente em seu confortável leito.

Estamos todos pedestres, sim. Durante o decorrer do dia passamos por diversas situações. Estamos pedestres, estamos condutores de veículos, estamos bicicleteiros, motoqueiros, cadeirantes...

Por isso, é sempre bom lembrar, quando estiver dirigindo, que estamos todos pedestres. Respeite o pedestre. A faixa é do pedestre.

Lembre-se, em algum momento do dia você estará pedestre, em outro estará motorista...

Mas em todos os momentos, você será, ai sim, podemos usar o verbo ser, será pessoa, será ser humano, pois isto é essência do nosso ser. Ser pessoa.

E pessoa que está educada, que dá a preferência, pessoa que pensa, que ri, que chora, mas que acima de tudo, deve lembrar-se de uma coisa essencial: “...tem gente atrás da máquina...” Este é um lembrete antigo de um comercial de uma empresa brasileira que há anos atrás e não faz muito tempo, lembrava a todos os brasileiros através de comerciais veiculados através da mídia.

Precisamos nos dar conta deste fato, que desde o mais alto cargo do país até um simples ato de plantar um pé de alface, sempre haverá gente atrás da máquina.

Aquela moça que te atende sorrindo no supermercado ou aquele frentista que lhe diz, “ é para completar”? Tem gente atrás da máquina. O porteiro atrás do balcão tem gente atrás da máquina. No momento em que escrevo esta poesia, tem gente atrás da maquina.

No filme Tempos Modernos no início da revolução industrial, Charles Chaplin já satirizava o que lhes estou escrevendo e parece que nós ainda não conseguimos enxergar que “TEM GENTE ATRÁS DA MÁQUINA...”

Estamos todos pedestres e tem gente atrás da máquina são duas verdades que precisamos nos colocar no lugar do outro para perceber.

Ou então, continuaremos a SER todos pedestres e funcionaremos como simples máquinas, atrás da máquina.

(*) Rinaldo Aparecido Santiago é frade franciscano, formado em Filosofia, com especialização em Didática do Ensino Superior.

Criptografia: de arma de guerra a pilar da sociedade moderna
A estratégia permitiu que vitórias impossíveis pudessem acontecer ao longo da história. São vários os casos de pequenos exércitos vencerem batalhas c...
Sobre a liberação da venda de terras para estrangeiros no Brasil
Terra, capital e trabalho compõem a clássica tríade dos fatores de produção que embasam as análises e cálculos econômicos desde a Economia Política, ...
Inclusão bancária no Brasil
O sistema bancário brasileiro atravessa um momento de aceleração na prestação dos serviços bancários, resultado da estabilidade econômica dos últimos...
Como é saber escutar no mundo digital
A maioria das pessoas sabe ou pelo menos já leu em alguma mensagem que para se comunicar adequadamente é preciso aprender a escutar. Sim, escutar sem...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions