A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/01/2015 14:01

Faça seu 2015 valer a pena

Por Mari Gradilone (*)

Luzes piscando, shoppings lotados, amigo secreto, confraternizações e tudo mais a agenda de dezembro permitir. Final de ano é sempre assim. Piscamos e pronto, o ano terminou. Depois de tanta luta e festas, janeiro é o momento de descansar. Tudo bem com essa perspectiva, mas quem toca um negócio próprio precisa arrumar um tempinho para encaixar nessa reta final de ano mais um compromisso importante: o de planejar bem o ano seguinte.

Veja Mais
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Educação e o futuro da alimentação

Uma atividade que começa por encerrar bem o ano em curso. Gestão competente, bom alinhamento com seu assessor contábil e jurídico, visão de futuro e controle de gastos. Você fez tudo isso? Então, pode encerrar 2014 tranquilo e focar sua atenção no próximo ano.

Assuma a responsabilidade de fazer do seu ano um sucesso. Sim, a economia influencia, a legislação tributária e social, controle de inflação e taxas de juros vão nos preocupar nos próximos meses. O País precisa recuperar a credibilidade frente aos investidores e voltar a crescer. Mas o empresário precisa seguir em frente, confiante.

Começar o ano de forma organizada, com um bom planejamento orçamentário, é muito importante. Um empreendedor responsável estuda o mercado, observa os movimentos da concorrência, monitora bem seu plano de metas, mês a mês, e corrige a rota quando necessário.Também precisa ficar de olho em mudanças de legislação, conversar com seu assessor contábil sobre algum novo incentivo no recolhimento de impostos, como o super simples para 2015, por exemplo.

Aproveitar o momento de fluxo de trabalho menos intenso para buscar informação, ampliar seu conhecimento sobre finanças, tecnologia, marketing. Tudo faz diferença.Em setembro, o faturamento real das micro e pequenas empresas paulistas aumentou 6,9% em relação a setembro de 2013. Neste período, a receita total das MPE's do Estado somou R$ 51,5 bilhões. O empreendedor brasileiro é criativo, busca o resultado e faz acontecer.

Organização ajuda muito, cercar-se de bons profissionais também. Uma empresa que tem um time forte alcança mais rapidamente os resultados. Em 20 anos de vida executiva à frente de um dos maiores escritórios virtuais do País, observo a luta de muitos empreendedores e profissionais liberais, aprendo com eles todos os dias e me concentro em gerar soluções compatíveis com suas demandas, a custos compatíveis com suas possibilidades.

Um exercício feliz. Crescemos os dois. Eles com um fornecedor comprometido em levar mais flexibilidade e qualidade ao seu dia a dia; eu em compartilhar do crescimento deles e agregar novas soluções ao portfólio da minha empresa.

2015 está aí. Estou planejando como ser uma executiva e fornecedora de serviços melhor ainda. E você, já está pronto para fazer do próximo ano o melhor de sua vida?

(*) Mari Gradilone é sócia-fundadora do Virtual Office.

A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...
Educação e o futuro da alimentação
Educação deve colaborar na preparação de todos para o pleno exercício da cidadania e, especialmente, formar os jovens para uma vida profissional que ...
Convenções internacionais e competitividade
O Brasil precisa atuar com mais critério na hora de analisar e ratificar convenções multilaterais, especialmente as negociadas no âmbito de entidades...
A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions