A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

11/02/2015 14:20

Hipertensão: como tratá-la sem remédios?

Por Bruna Mello (*)

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença multifatorial, que pode levar a complicações, como acidente vascular cerebral (AVC), doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca, insuficiência renal crônica, doença vascular de extremidades.

Veja Mais
Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio

Entretanto, todos os riscos trazidos por essa doença podem ser amenizados pelo tratamento não medicamentoso, permitindo aos portadores da hipertensão levar uma vida normal. Para isso, são necessários alguns cuidados, como os listados abaixo:

Controle o peso: mantenha o peso corporal na faixa normal (índice de massa corporal entre 18,5 e 24,9 Kg/m2) e a medida da circunferência da cintura inferior a 102 cm para homens e 88 cm para mulheres.

Consuma alimentos benéficos: alguns alimentos são essenciais na luta contra a hipertensão. Veja:

Alho: tem o poder de aumentar a elasticidade dos vasos. Ideal consumi-lo cru, para ter essa propriedade. Estudos comprovam que um dente de alho por dia é suficiente.

Canela: ajuda a reduzir o colesterol, e por sua vez, ajuda a baixar a pressão arterial. Uma porção de 2g/dia é o suficiente.

Linhaça: reduz a pressão arterial. Ideal consumir de uma a duas colheres de sopa/dia e triturar a semente de linhaça no momento do consumo, ou armazenar em pote escuro na geladeira por três ou quatro dias, para não oxidar.

Cacau: é fonte de flavonóides, que entre as suas funções promove relaxamento dos vãos sanguíneos e, consequentemente, diminui a pressão arterial. Ideal consumir chocolate a partir de 70% de cacau para ter os benefícios, e não consumir mais do que de 20g/dia.

Azeite de oliva: estimula a produção de óxido nítrico (substância vasodilatadora), que é um importante agente regulador da pressão arterial. Uma colher de sopa por dia é suficiente para estimular a produção de óxido nítrico. Ideal escolher sempre o azeite extra virgem, com acidez menor e com potes escuros. Armazenar longe da luz e do oxigênio.

Castanha-do-Brasil: ótima fonte de magnésio, um excelente ativador de óxido nítrico, que tem efeito direto na diminuição da pressão arterial. Ideal consumir duas unidades/dia no lanche, junto com uma fruta.

Chá de hibisco: flavonóides presentes no chá proporcionam benefícios para diminuição da pressão arterial. A melhor forma de prepará-lo é em infusão das folhas. Ideal consumir de uma a duas xícaras ao dia.
Semente de girassol: ótima fonte de potássio, que exercer efeito positivo no tônus vascular pela redução da pressão arterial. Ideal consumir torrada e sem sal.

Suco de uva integral: fontes de resveratrol e antocianinas, poderosos antioxidantes, que neutralizam os radicais livres e relaxam os vasos, auxiliando no controle da pressão arterial e prevenindo doenças cardiovasculares. Ideal consumir um cálice pequeno por dia.

Semente de chia: fonte de ômega 3, um vasodilatador suave, que auxilia no controle da agregação de plaquetas. Atua na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, aterosclerose e hipertensão arterial. Ideal consumir uma a duas colheres de sopa/dia.

Reduza o consumo de sal: É comprovado que a restrição de sódio está associada à redução dos níveis pressóricos, sendo que os efeitos são mais evidentes entre indivíduos hipertensos, quando comparados com indivíduos normotensos. O sal de cozinha (NaCl) é a principal fonte deste mineral. Reduza o sal adicionado aos alimentos e evite o saleiro à mesa. Substitua o sal comum por salgante (livre de sódio, controla a pressão arterial, diminui a retenção de líquidos e é à base de cloreto de potássio) ou por temperos naturais e reduza os alimentos industrializados, como conservas, embutidos, toucinho defumado, queijos salgados, margarinas e manteigas com sal, bolachas, pães com coberturas salgadas, sopa e temperos prontos. Ideal consumir no máximo 5g/dia de sal.

Pratique exercício físico: habitue-se a praticar regularmente atividade física aeróbica por, pelo menos, 30 minutos por dia, de três a cinco vezes por semana.

Tenha hábitos saudáveis. Lembre-se que seu estilo de vida hoje, vai determinar a sua qualidade de vida amanhã.

(*) Bruna Mello é nutricionista e consultora do Bio Salgante, primeiro sal sem sódio do Brasil.

Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Nestes poucos dias do Ano da graça de 2017, o Brasil e o Mundo viram estarrecidos o massacre brutal de cerca de pelo menos 134 detentos, dentro das p...
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions