A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

22/07/2016 11:26

Impulsione a carreira mesmo em época de crise

Por Lília Parrini (*)

Todo período de dificuldades econômicas gera receio e ansiedade nas pessoas em relação ao emprego. Geralmente, aqueles com melhor capacitação ficam mais protegidos. Por isso, é fundamental investir na educação. Além de impulsionar a carreira, ajuda a manter um bom nome no mercado de trabalho.

Veja Mais
Educação e o futuro da alimentação
Convenções internacionais e competitividade

Por exemplo, o aprendizado de línguas estrangeiras ainda tem grande relevância. Diversas vezes, esse fator se torna um diferencial para as empresas na escolha de candidatos para uma determinada vaga.

Por esse motivo, a razão da procura por um curso de idiomas está quase sempre ligada às necessidades de melhores oportunidades profissionais e posicionamento no mercado. Já há quem almeja estudar em outro país, visando capacitação internacional.

Independente da intenção, saber se comunicar com outras nações sempre irá influenciar positivamente a vida de alguém. Todo profissional antenado investe na própria carreira. É fundamental pensar sempre para frente.

No mundo corporativo, por exemplo, esse conhecimento se torna imprescindível ao atuar em empreendimentos que lidam com instituições internacionais ou que estão com objetivo de expandir os negócios e atuação no exterior.

Por conta disso, percebe-se um grande aumento na busca por cursos no modelo in company, ou seja, quando as aulas acontecem dentro das empresas para os funcionários.

Essa necessidade mostra a importância de se capacitar equipes para aprimorar a produtividade e o atendimento de clientes estrangeiros. Além disso, a escolha por esse método traz diversas facilidades, como poder estudar com os próprios colegas de equipe e não ter de se deslocar de um lugar para outro.

Mas aprender um idioma é necessário esforço. Por exemplo, é fundamental ouvir e dialogar com professores em aulas presenciais. Isso auxilia numa boa assimilação.

É preciso ainda que o aprendizado seja estendido além da sala, para reforçar o conhecimento e torná-lo mais prático para o cérebro. Isso pode ser facilitado com o uso de novos recursos da comunicação, principalmente, com a internet.

Atualmente, estão disponíveis aplicativos, gratuitos e pagos, de jogos para celular que estimulam o raciocínio e memorização. Outro jeito é acompanhar notícias em sites do exterior e utilizar os tradicionais "chats", ou salas de bate-papo, com estrangeiros.

Há ainda os programas de conversação por voz, ou envio de áudios, como o Messenger, WhatsApp e o Skype. Quando se fala com alguém, seu cérebro tende a gravar mais o que você está dizendo. E essas ferramentas podem auxiliar para uma excelência em pronúncia.

Dessa forma, o aprendizado é aprimorado e colocado em prática. Por exemplo, a língua inglesa não é só o vocabulário, o chamado inglês bem falado. Mas, sim, o bem pronunciado. Portanto, converse bastante com os professores e os colegas em sala de aula. Em casa, treine através das ferramentas de comunicação. Quanto mais se exercitar, melhor será sua performance.

(*) Lília Parrini é diretora da Meta International School

Educação e o futuro da alimentação
Educação deve colaborar na preparação de todos para o pleno exercício da cidadania e, especialmente, formar os jovens para uma vida profissional que ...
Convenções internacionais e competitividade
O Brasil precisa atuar com mais critério na hora de analisar e ratificar convenções multilaterais, especialmente as negociadas no âmbito de entidades...
A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...
Comunicação da qualidade dos alimentos
É importante que as notícias do agro cheguem de maneira correta aos moradores dos grandes centros urbanos. A maioria destes consumidores de alimentos...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions