A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

29/03/2013 11:31

Integridade física do PM deve estar acima da criminalidade

Cláudio Souza (*)

Os casos não são raros. Durante todo o ano passado, pelo menos uma dúzia de bandidos foram mortos em confronto com policiais militares em todo Mato Grosso do Sul. Recentemente, um marginal acabou em estado grave após enfrentar a PM em Campo Grande. Os números, no entanto, não traduzem um aumento da letalidade ou da intolerância por parte dos policiais, mas, sim, da ousadia e do sentimento de impunidade desses marginais.

Veja Mais
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
Elementos da teoria da decisão

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul é, de fato, uma das mais bem preparadas do Brasil. Até bem pouco tempo atrás, bandido algum ousava enfrentá-la. Recentemente, principalmente a mando de detentos – nosso Estado não tem capacidade para vetar e entrada de aparelhos celulares nos presídios -, esses marginais passaram a reagir, obrigando o policial a dar uma resposta imediata e proporcional à agressão sofrida.

Em 2012, parte dos marginais mortos em confrontos com a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) agiam sob ordem de presidiários. Em alguns casos, o objetivo era roubar caminhões para levá-los até o Paraguai ou Bolívia, onde seriam trocados por droga. Os motoristas foram torturados e mantidos reféns. Graças à ação rápida dos policiais, os crimes foram frustrados.

Nenhum policial, seja militar, civil ou federal, sai para o trabalho com a intenção de matar uma pessoa. A falta de uma estrutura adequada para a realização do policiamento, os baixos salários dos praças, a falta de instrução e treinamento para a classe, somados a falta de fardamento, promoções e de acesso a mais viaturas, armas e equipamentos, não diminuem a coragem dos policiais militares de Mato Grosso do Sul.

Por enfrentarem tantas dificuldades, eles constituem, de fato, uma das mais bem preparadas polícias do Brasil. Bandido que ousa enfrentá-la em confronto é morto em nome da sociedade.

Na contramão de todo esse esforço, algumas entidades e instituições insistem em atingi-lo. Quando um policial mata um bandido durante confronto, parte da imprensa e órgãos de defesa dos direitos humanos cobram explicações sobre a ação. Ainda questionam o trabalho policial, afirmando que ações dessa natureza colocam em risco a sociedade. Querendo defender os criminosos, usam o argumento de que as ações policiais que levam a óbito alguns marginais são violentas e desnecessárias.

Por outro lado, podemos elencar uma série de fatores que, de maneira direta, culminaram na morte desses bandidos: o aumento da população, da miséria, a falta de presídios, de políticas públicas para inserção dos jovens no mercado de trabalho e a falta de um ensino público de qualidade. Tudo isso é fruto da incompetência do Estado, incapaz de administrar o bem público e proporcionar oportunidades para a população. Diante disso, a culpa é toda do policial que se defendeu ao ser agredido?

Apesar disso, mesmo com a imprensa e as comissões massacrando nossos policiais, a sociedade apoia a corporação. A população, cansada de violência e de ficar presa em casa, enquanto os bandidos seguem soltos nas ruas, endossam e aprovam as ações repressivas da Polícia Militar. Não quero, em hipótese alguma, incentivar esse tipo de prática ou afirmar que ‘bandido bom é bandido morto’. No entanto, vou até às últimas consequências para defender o policial militar injustamente atacado. A integridade física do PM deve estar acima da criminalidade.

Nesse momento, cabos e soldados agonizam devido aos baixos salários. É hora de a sociedade sair em defesa da polícia que tanto a defende, exigindo que o governo do Estado conceda um reajuste de acordo com a reivindicação da classe. Assim, nossos policiais ficarão ainda mais estimulados e defenderão com mais garra a sociedade de Mato Grosso do Sul.

(*) Cláudio Souza, jornalista e vice-presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul

Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...
Embarque comprometido
O Brasil está entre os cinco melhores mercados de aviação doméstica, mas há quase dois anos vem perdendo demanda por conta do cenário econômico. Só e...



Fico feliz em saber que tem pessoas que pensam assim e nos defendem! Gostaria de ver esse tipo de atitude do povo e dos governantes. Boas palavras meu caro, porque precisamos mesmo que o povo que defendemos, nos defenda agora. Porque daqui algum tempo não existirão mais voluntários a vestir a farda e defender a sociedade honesta do crime.
Eu mesmo desabafo que estou me preparando para adquirir outra profissão e abandonar esta que tanto sonhei, lutei e hoje estou decepcionado.
Mas vamos ver o que da´né.. eu não acredito que o povo vai deixar a bandidagem tomar conta...
 
Allinson Viana em 01/04/2013 18:53:32
Ótimo artigo; parabéns!!
 
marcel arruda de almeida em 30/03/2013 22:38:12
Parabêns pelo artigo, principalmente em uma sociedade onde um adolescente de 13 anos agride policiais e resiste após ser flagrado em um ato infracional esta correto seu dialogo. Como se nós não coibirmos no inicio de maneira energica e ante tudo correta, quando ele chegar nos 16 anos enfrentara a Policia com arma de fogo. A nossa Policia Estadual é bem preparada, coerente e quase nunca comete abusos, ah somente pequenos deslises pois somos humanos.
 
Augusto Liderberg em 29/03/2013 20:50:27
Parabéns Cláudio, faustoso artigo, muito bem escrito e fundamentado...
 
Rogério Melo em 29/03/2013 20:39:43
Parabens pelo artigo, precisamos ter uma associação atuante e que leva as reais condições de trabalho da PMMS, sem medo de sofrer repressálias.
 
adriano figueiredo em 29/03/2013 20:06:37
Parabéns, pelo artigo!!!!!! Por causa de defensores do "eu acho que deveria ser assim" é que a população está encarcerada e bandidos na rua. Policiais não são máquinas, são seres humanos que saem de casa todos os dias e pedem a Deus para retornarem com vida para suas famílias, e não precisarem atirar contra o seu semelhante; estão para defender a sociedade, se não estiverem nas ruas impondo respeito, ordem, etc. quem estará? Eu, vc ou os bandidos? A sociedade precisa desses valorosos para continuar a existir.



 
Leidir Freitas em 29/03/2013 19:05:05
Valeu, sabia que não seria em vão, mesmo diantre de algumas divergencias, ter sido o mento dessa sua jornada; meus parabens, bom artigo.
 
gilberto dos santos em 29/03/2013 18:55:57
Parabéns pelo artigo. É a mais pura verdade.
 
Gilberto Vieira em 29/03/2013 18:49:13
Excelente artigo! Poucos conhecem as dificuldades pelas quais o policial passa diariamente e mesmo assim somos uma das melhores polícias do Brasil... O Brasil precisa de uma alteração em nosso Ordenamento Jurídico Penal, Processo Penal e do Sistema Carcerário, Direitos Humanos deviam ser garantidos apenas aos Humanos Direitos!
 
Rodrigo Haynan em 29/03/2013 18:37:46
Concordo plenamente ....
 
JOSAFÁ PEREIRA DOMINONI em 29/03/2013 18:28:32
Parabéns amigo, falou a verdade clara, doa a quem doer. Vale ressaltar que quando o amigo diz sobre as cr´ticas da sociedade com relação as ações da polícia militar, as vezs devemos refletir nas ações e fatos ocorridos no RJ, onde os policiais não tem apoio da sociedade, vive a mercer de politicas puplicas destorcidas, quantos a questão sdalria, e o resultado e o que vemos todos os dias.
 
wilham nantes em 29/03/2013 17:15:26
Meus parabéns Claudia pelo artigo.
 
kleber leite quintana em 29/03/2013 16:22:07
Parabens Cláudio pelo o belo artigo, falou o que muita gente tem vontade de falar, falou com sobriedade serenidade, ficou bem claro para toda sociedade o sentimento do policial do nosso estado. Espero que suas sabias palavras sensibilize os nossos governantes e comandandes. Estamos juntos.
 
josé luiz leite em 29/03/2013 16:11:48
Belíssimo artigo, traduz a realidade de forma brilhante! Parabéns Campo Grande News, parabéns amigo Claudio Souza, parabéns a todos os herois dessa gloriosa!
 
sidnei garcia em 29/03/2013 15:59:54
Como diria o praça: "Tá coberto e alinhado" O artigo está ótimo.. parabéns!
 
Deiwid Albuquerque em 29/03/2013 15:36:08
Essa é a mais pura verdade!...
 
anderson batista em 29/03/2013 11:42:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions