A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

07/12/2010 09:09

Liberdade e atitude: um novo estilo de morar

Por José Paim de Andrade (*)

Pesquisas mostram que os padrões familiares estão em constante transformação em um modelo bem distante àqueles dos antigos comerciais de margarina.

Não me refiro aos valores e a importância da família, mas sim do formato tradicional que está ficando ultrapassado, criando uma grande lacuna entre as incorporadoras e o indivíduo que procura uma casa ou um apartamento na medida certa, seja no tamanho, nas divisões, na arquitetura, no design, adequando o seu estilo de vida ao seu espaço.

São pessoas conectadas e independentes, público da terceira idade, casais modernos que já criaram os filhos - ou não os tiveram – e não querem algo pré-estabelecido.

Com o aquecimento da economia e a maior abertura nos financiamentos imobiliários esse é um imenso nicho a ser explorado e o desafio é investir nesses novos grupos de grande crescimento que vêem na flexibilidade uma maneira de transformar a sua casa em um lugar, definitivamente, para chamar de seu.

Hoje, o Brasil está integrado com as mais recentes tecnologias e o mercado necessita dessa atualização constante e, principalmente, da aproximação maior com os seus consumidores. As pessoas não querem mais uma empresa que produza apartamentos iguais.

Estamos na era da customização e ainda existe um caminho a ser estudado e praticado pelo setor imobiliário para gerar maior abertura aos clientes que desejam fazer absolutamente tudo do seu jeito.

Quando alguém busca ou adquire um imóvel, ainda se depara com plantas pouco flexíveis e, muitas vezes - para configurar aquela área conforme as suas necessidades e idéias - surgem inúmeros transtornos como: quebra de paredes, vigas no meio dos ambientes, e assim por diante.

O que na hora da compra deveria ser um bom negócio pode se transformar em um investimento bem acima do orçamento previamente estipulado.

A combinação de tecnologia, técnica, qualidade, planejamento e pesquisa resulta em soluções e estratégias inovadoras e, o melhor, sem onerar o bolso dos consumidores, e possibilita a geração de grandes negócios tanto para o comprador quanto para o vendedor.

Estamos em um momento que, para a realização de negócios sustentáveis, é necessário e fundamental a valorização do indivíduo e, especialmente, focar naqueles que são cada vez mais numerosos em nossa sociedade. Eles têm seus próprios valores, senso crítico, ousadia, atitude para sair da rotina e querem criar a sua própria história.

O segredo é interagir, compartilhar valores e se integrar à era atual. É enxergar o mundo com os olhos do seu público proporcionando uma experiência única.

(*) José Paim de Andrade é presidente da incorporadora MaxCasa e idealizador do projeto arquitetônico MaxHaus e do conceito ArquiteturAberta® - www.maxhaus.com.br

Desglobalização seletiva
Para muitos analistas, a desglobalização significa a tendência das nações se fecharem para o comércio internacional. Neste movimento estão incluídos ...
Terça-feira de carnaval não é feriado
Bem ao contrário do que a maioria pensa, a terça-feira de carnaval não é considerada oficialmente feriado nacional. O mesmo ocorre com a quarta-feira...
Desenvolvimento Sustentável: Utopia ou uma possibilidade real?
Ao enfrentar um novo paradigma na sociedade, a academia, o marketing empresarial, relatórios executivos e até discursos eleitorais apelam para a “con...
Novos pobres
Haverá, só neste ano, mais 3,6 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza. É impossível (para quem ainda consegue estar saudável dentr...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions