A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

22/01/2012 15:30

Luiza voltou do Canadá: o fenômeno dos memes

Por Eduardo Marques*

Milhares de menções sobre Luiza, que estava no Canadá, mas já voltou, povoaram as redes sociais nos últimos dias. Mas afinal, por que uma sentença proferida em um comercial sem grandes pretensões se tornou um bordão nacional?

Veja Mais
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Um galo para Asclepius

Para entender isso, precisamos compreender o que é um meme. Cunhado em 1976 por Richard Dawkins, um meme é uma unidade de informação que se propaga de mente em mente. O termo popularizado na internet é uma referência às pessoas, vídeos, imagens e quaisquer outros arquivos que tragam consigo uma ideia ou conceito que se populariza entre centenas de pessoas.

Alguns exemplos comuns de memes utilizados na internet são os chamados “memefaces”. Desenhos que ganharam vida própria ao expressar facilmente e de forma humorada, situações reconhecidas por todos nós. Em comum, eles exploram a caricatura. E são nessas caricaturas do cotidiano que reside um dos segredos do por quê alguns assuntos se tornam facilmente replicáveis e outros não: o riso.

Para o filósofo francês Henri Bergson, o riso tem o objetivo de destacar o que há de automático e estereotipado no comportamento das pessoas. Em suma, o risível é algo que foge do nosso padrão de comportamento habitual. Ele destaca o que há de automático e estereotipado no comportamento das pessoas. Ainda segundo Bergson, o humor é um espelho deformante que nos faz rir porque exagera nossos próprios defeitos.

Aplicando esse conceito ao “Menos a Luiza, que está no Canadá”, conseguimos perceber no comercial que originou o bordão, aspectos caricatos. A sentença evidencia a imagem caricata de família burguesa recomendando um empreendimento. Ela causa o riso e transmite em si o ápice do estereótipo. O mesmo pode ser observado nos famosos pôneis malditos. A imagem infantil dos pôneis é transgredida. Foge do comportamento habitual esperado. Gera o riso e a surpresa.

E o que tomamos como bom, compartilhamos. Vide a Coca-Cola e o seu slogan: Compartilhe a Felicidade. E assim, tomados pelos nossos gostos e pelas coisas que nos fazem sentir bem, compartilhamos.

(*)Eduardo Marques é publicitário com MBA em Marketing e estratégias digitais pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente trabalha como gerente de projetos web na Midiaweb Interactive.

Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...
Um galo para Asclepius
Sócrates, o filósofo ateniense, cujos preceitos influenciaram o pensamento ocidental de forma muito marcante e definitiva, tinha uma característica: ...
Tiro no pé ou tiro na mão?
Embora a economia do País tenha dado tímidos sinais de recuperação nos últimos tempos, a verdade é que ainda precisamos avançar mais e com velocidade...
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...



quando a nossa presidente der um aumento de 15% no salario minimo,sera comentado tanto assim,tantas outras coisas para nos preocuparmos e fica ai essa bobeira de luisa esta no canada.sera que todos os brasileiros estao bem como luisa.acorda brasilllll..............
 
ademilso barbosa em 24/01/2012 10:20:00
Afinal quem é Luiza, o que ela faz,para ter tanto audiencia assim? nunca vi nem mais magra e nem mais gorda, acho que os brasileiros estãodando muita importancia pra pouca coisa, enquanto nossa saúde e educação estão uma verdadeira calamidade. acorda brasil.........
 
DAIANE OLIVEIRA em 23/01/2012 04:10:48
Tanta coisa importante para se preocupar, e ficam dando importância à coisas que não acrescentam em nada na vida das verdadeiras pessoas. Vamos nos preocupar com coisas de valor, coisa que merecem nossa atenção, fome, miséria, segurança educação,... saúde. ACORDA PESSOAL.
 
Marcelo Max em 22/01/2012 04:54:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions