A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

13/11/2013 09:08

Mulheres sedutoras na história

Por Heitor Freire (*)

Desde que o mundo é mundo as mulheres prevalecem e mandam. Como elas tem em sua essência um componente genético intrínseco de sedução de que, muitas vezes não se dão conta, sempre que necessitam até intuitivamente, o utilizam. Faz parte da sua natureza.

Veja Mais
Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
A aviação e suas regras

Assim, ao longo dos tempos, fazendo-se um retrospecto histórico vamos confirmar o que afirmei acima: Desde o princípio. Começou com Eva. Adão ao se ver flagrado por Deus, foi logo se desculpando: “A criatura que me deste por companheira me deu a fruta e eu comi”. Nesta fala de Adão está implícita também uma cobrança a Deus, como se a sua falta pudesse também ser imputada a Ele, não querendo admitir que foi seduzido. A partir de Eva todas as mulheres recebem em sua concepção um gene, que só elas identificam, e que sabem utilizar com toda maestria.

Na história bíblica, por exemplo, temos vários episódios que registram a sedução feminina. Por exemplo, Rebeca, com Isaac já mais prá lá do que cá (na realidade se fazendo de mané) consegue a benção dele para Jacó quando o primogênito era Esaú (embora gêmeos, Esaú nasceu primeiro). Dalila, quando usou de todos os seus encantos, seduziu Sansão que acabou contando o segredo de sua força.

Ruth, a viúva moabita, instruída pela sua sogra Noemi conseguiu conquistar Booz. Abigail, quando Davi com seu exército vagava fugindo de Saúl e precisando de víveres que foram negados por seu marido Nabal, conseguiu evitar que Davi ataque a sua propriedade. Logo depois Nabal ao saber do acontecido tem uma síncope e morre. Davi então se casa com a bela e sábia Abigail, sua primeira mulher e que muito o ajudou com sua sabedoria.

A bela Betsabé, soube mostrar-se tomando banho para Daví, já rei de Israel, deixando-o totalmente apaixonado o levando a fazer de tudo para ficar com ela, até mandando seu marido, o comandante Urias para a frente de batalha mais acirrada para que ali morresse e ele pudesse casar-se com a viúva. Ela foi a mãe de Salomão. Este que teve mais de 700 mulheres e 300 concubinas, não resistiu aos encantos da rainha de Sabá, a bela etíope, negra, Belkiss.

E Judite, a bela viúva judia que seduziu com sua beleza a Holofernes comandante do exército de Nabucodonosor, cortando a sua cabeça para libertar o seu povo de um cerco que estava minando toda sua resistência. Ester, rainha de Assuero adentrou a sala do trono real sem permissão prévia e com coragem indômita provou ao rei o equívoco de um decreto real, conseguindo a sua revogação (algo impossível de se conseguir, o rei não voltava atrás) e livrou seu povo do extermínio que já estava decretado com dia marcado.

Essas mulheres todas fazem parte da história bíblica. Fora da bíblia, temos também a rainha do Egito, Cleópatra que antevendo a derrota do seu exército para o de César, se apresenta a ele, envolta num tapete que, ao ser desenrolado, apresenta-a com toda a exuberância de sua beleza, e este, extasiado pela sua visão e encantado com sua coragem e ousadia se rende aos seus encantos. Quando César retorna a Roma ela repete a dose com Marco Antônio.

Mas, trazendo o foco para cada um de nós, que somos naturalmente testemunhas dessa capacidade milenar da mulher de seduzir-nos e que somos agraciados por sua convivência, podemos atestar esse poder magnético que a todos nós encanta, alegra e conquista. Convenhamos, caros leitores, quem já não viveu e vive esse cotidiano delicioso com uma mulher em que o elemento sedução está presente, envolvendo-nos carinhosamente? Quem é que resiste a um olhar de lado, a um sorriso, a um meneio de quadris, a uma graça no molejo, a um suspiro alongado, a um cruzar de pernas? Mulher é fogo. E que fogo gostoso!

(*) Heitor Freire é corretor de imóveis, advogado e jornalista.

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



Parabéns, Heitor!
Adorei o texto, eu particularmente sinto falta de ser vista como mulher, de ser mimada. Os homens estão esquecendo de que a mulher( estou falando por mim) gosta de ser protegida, gosta de saber que ela pode e deve ser sedutora, sedutora em todos os aspectos, principalmente para a vida.
Espero ter a oportunidades de ler outros textos teus.
Obrigada
 
Maria aparecida de Andrade em 13/11/2013 13:37:39
Parabéns Heitor, belo texto! Quanto a você Rosana está na hora de "levar a vida mais leve" em momento algum ele diminuiu a importância,o valor ou a inteligência de nós mulheres. O fato é: o texto está direcionado exclusivamente para o poder de sedução das mulheres a começar pelo titulo "Mulheres sedutoras na história". O dia em que Heitor quiser escrever sobre "mulheres protagonistas do sec. 21" aí voce participa e da sua opinião! Entenda primeiro o contexto da história.
 
Ana Paula Silva em 13/11/2013 11:42:17
Com todo respeito que tenho por elas, sou pai e esposo, e graças a Deus pai de duas linda mulheres, que estão de parabéns pelas conquistas ; porém.....o que nos atrai de verdade é a silhueta o cheiro, o sorriso, o andar, o falar , que somados à capacidade cognitiva, produtiva e etc....., vamos fechar a nota do conceito, dá até pra expor em fórmulas de cálculo matemático e ver que o resultado será sempre o mesmo.
 
arnaldo saracho em 13/11/2013 11:10:12
Muito bom ler este artigo.
 
alexandra candido do nascimento em 13/11/2013 09:51:29
Antes de tudo isso, gostaria de lembra-lo que somos seres humanos,dotadas de inteligência e capacidade de trabalho. Se história nos reconhece apenas como fêmeas sedutoras e procriadoras já está na hora de rever os conceitos e valores e perceber o nosso lugar de protagonistas.
 
Rosana Monti Henkin em 13/11/2013 09:32:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions