A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/01/2013 10:59

O aposentado ciclista. Xô Fator Previdenciário

Por Ruy Sant’Anna (*)

Um dos assuntos quentes e que era para ter sido resolvido no final do ano passado é a extinção do velhaco Fator Previdenciário que tunga dinheiro de aposentados e pensionistas. E dizem que vivemos em plena democracia... Mas, não foi esse exemplo que vimos quando a presidente Dilma deixou que vazassem sua insatisfação com a mudança do que determina o Fator Previdenciário. E bastou isso para que fosse jogada essa decisão de novembro de 2012, para o mês de março deste ano. Enquanto isso, que se exploda o povo.

Veja Mais
Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
A aviação e suas regras

Algumas das importantes conquistas do povo brasileiro foram o Sistema Único de Saúde (SUS) e a universalização da Previdência Social, para atender também aos trabalhadores rurais. No entanto governos atacaram esses institutos, sob os trombeteados e nunca provados argumentos de déficit da previdência, com valores uma hora mais outra de menor importância, e de uma presumível harmonização dos regimes.

Daí as emendas de números 19 e 20, de 1998, criaram arbitrariedades, a exemplo do Fator Previdenciário, e a obrigatoriedade de os aposentados e pensionistas terem de recolher mensalmente contribuições. Com esta excrescência, cortaram drasticamente o poder de compras dos trabalhadores mais pobres, (principalmente de remédio, alimentação aluguel e diversão, por que não?),

Assim, os que começaram a trabalhar mais cedo, caíram no Fator Previdenciário e agora todos são obrigados a também pagar o que não deveria pagar que é a “contribuição” previdenciária. Esta, a contribuição previdenciária é outra roubalheira ao povo brasileiro. Porque é a Previdência que o trabalhador sempre pagou que deveria estar suprindo suas necessidades tranquilamente. E não, após ter contribuído e já aposentadoria ter que voltar a pagar por algo injusto. A própria palavra já diz, o Dicionário Aurélio: Previdência ....... qualidade ou ato de previdente; antevidência (Cf. providência)

Previdência social. 1. Conjunto de norma e defesa do trabalhador ou do funcionário, mediante aposentadoria, amparo nas doenças, montepios etc. 2. Instituição que as aplica. Então se a previdência existe é para prever, proteger o trabalhador quando aposentado e ficar livre de extorsão como a “contribuição” previdenciária criada com desrespeito aos aposentados e pensionistas.

Nem os servidores públicos ficaram livres da tara de extorsão, pois criaram o famigerado teto para servidores públicos. Com isso, não levaram em conta que os funcionários públicos recolhem sobre todo o salário que recebem mês a mês, mesmo quando mais elevado do que o valor máximo instituído pelas emendas.

Além de tudo o governo nunca cumpriu sua parte de empregador, e ainda mudou a regra mesmo pra quem já estava empregado. A lei deveria respeitar, neste caso, pelo menos os que estavam empregados e a lei deveria valer para os que fossem ingressar no mercado de trabalho, a partir de uma data determinada. É a tal mudança da regra do jogo, com ele já em andamento...

Demais a mais, a quem o governo federal pensa que engana? É por causa dessas inconstâncias e abusos legais que o nível de emprego tem caído. A impressão que as pessoas têm ao se defrontarem com esse emaranhado de leis, emendas etc. confunde-as e apavora. Aí está uma das razões que fazem crescer o índice de trabalhadores sem carteira assinada, enquanto aumentam as bolsas, qualquer coisa, do governo federal e parte da população fica iludida com “ajudas”, sem qualificação e sem emprego.

O aposentado vive numa bicicleta, que é o emprego, Se parar de pedalar cai, perde o emprego. Assim, caros trabalhadores enquanto a única certeza que têm é de que, após se aposentarem, terão que continuar trabalhando, eu lhes dou bom dia, o meu bom dia pra vocês, na esperança de que pelo menos a tranqueira do Fator Previdenciário seja eliminada. Nunca fantasiado ou dourado com outro nome ou apelido. Xô Fator Previdenciário.

(*) Ruy Sant’Anna é jornalista e advogado.

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



tudo se calou por la em relaçao ao fim do fator previdenciario sera que levaram um cala boca em cifras sim porque nesse pais tudo pode ou nao?
 
ildefonso miranda em 27/03/2013 09:48:39
ate entao se tinha uma briga pela extinçao do fato pevidnciaio com paulo pain compania ltd derrepnte tudo calou pararam de lutar o ue aconteceu sera levaram um cala a boca em cifras sim porue nesse governo tudo pode










 
ildefonso miranda em 27/03/2013 09:26:03
vamos dar o troco na urna meus amigos!!!!
 
jonathas de almeida em 14/03/2013 21:24:27
Por si só o fator previdenciario é injusto e como diz a colega no comentario acima, vamos todos lutar pra derrubar o veto presidencial do fator previdenciario e pronto. Mas aos politicos não interresam esse tipo de coisa e sim negociar com o governo pra morder verbas pros seus currais eleitorais e mais nada e que o povo que se exploda. Se alguem quisesse fazer algo pelo povo ja o teria feito.
 
claudionor tolentino em 12/03/2013 17:15:37
É UMA VERGONHA ESSE GOVERNO,MEU CASO CONTRIBUO PARA PREVIDÊNCIA HÁ 39 ANOS E 2 MESES COM ISSO NÃO POSSO ME APOSENTAR PORQUE ´SO TENHO 57 ANOS,SE EU PEDIR A MINHA APOSENTADORIA IRE CAIR NO CÁLCULO DO FATOR PREVIDENCIÁRIO PORQUE ELES DIZEM QUE EU SOU MUITO NOVO PARA MIM SE APOSENTAR ,O GRANDE NEGÓCIO É ESTUDAR ATÉ AOS 30 ANOS ENTRAR NO MERCADO DE TRABALHO...EU COMECEI COM 18 ANOS PORQUE EU PRECISAVA PAGAR OS MEUS ESTUDOS AGORA NÃO ACHO JUSTO EU TRABALHAR ATÉ AOS 65 ANOS DE IDADE ONDE A LEI DIZ QUE PARA SE APOSENTAR PRECISARIA CONTRIBUIR 35 ANOS PARA PREVIDÊNCIA.
OSWALDO GOMES..
 
OSWALDO GOMES em 05/02/2013 08:59:16
PT nunca mais,
Votarei Na Marina, Dilma não.
 
Celma Lúcia em 31/01/2013 09:45:17
Bom dia,

STJ , vamos derrubar o veto do Ex Presidente LULA , se ele quisesse corrigir a injustiça do FHC fez com os aposentados ele poderia ter sansionado a lei que daria fim no fator pois foi aprovado pelas 02 casas, mas ele vetou, agora Socorro STJ vamos derrubar o veto e corrigir , destruir essa tabela redutora de +- 45% e que deixa os aposentados passar fome . .
 
Celma Lúcia em 31/01/2013 09:43:03
Não entendo qual o problema com o fator previdenciaria. Não é justo que alguem que trabalhou durante 30 anos ganhando salario X (e pagando 10% disso como premio) ganha uma aposentadoria maior do que alguem que aos 64 anos consegui aquele emprego, com o mesmo salario, mas pagou só durante 1 ano os 10% daquele salario como premio?

Para a população em total, em media, o valor pago em premios deve ser igual ao valor recebido como previdencia. Obviamente, o balanço não é igual para todos, em razão de nem todos alcançar a mesma idade, mas a media tem que fechar. Se em media pagar mais, é um roubo, e se em media paga menos, é insustentavel e vai produzir a situação visto em Grecia. Então é preciso algum calculo para equilibrar para todos o premio pago com recebimentos. Simples assim. Errado?
 
Marcos da Silva em 30/01/2013 13:53:24
Só ficar comentando pouca coisa ajuda. Quem poderia encabeçar uma luta a nivel nacional, para exigir que se mude essa situação?
 
Jose Vicente Avalhas Marques em 30/01/2013 12:38:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions