A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

03/11/2011 15:24

O Câncer de Lula e o SUS

Por Vladimir Polízio Júnior*

O aumento do número de vereadores tem despertado, em todo o Brasil, movimentos de cidadania, de pressão popular, para que os representantes do povo se apercebem que o momento não é de elevação da quantidade de vereadores, mas sim da melhoria de sua qualidade. Isso fez com que muitos municípios, onde esse aumento já havia sido autorizado, recuassem, e mantivessem o mesmo número de vereadores desta legislatura. O que isso tem a ver com o problema recentemente descoberto pelo ex-presidente Lula? Tudo.

Veja Mais
A Odisseia da Chape
Comunicação da qualidade dos alimentos

Segundo o Jornal Folha de São Paulo, edição de 03/11/2011, no ano passado, aproximadamente 60 mil pacientes não puderam se submeter aos serviços de radioterapia, e 80 mil não conseguiram ser operados para extração de um tumor: "Além de não conseguir atender a todos- na radioterapia o índice de não atendidos é de 34% e em cirurgia, de 53%- os pacientes começam o tratamento muito depois do tempo devido. No caso dos procedimentos de quimioterapia, o tempo de espera médio foi de 76,3 dias e apenas 35% dos pacientes foram atendidos com 30 dias (prazo recomendado pelo Ministério da Saúde).

Na radioterapia, o resultado é ainda pior: 113,4 dias de espera e apenas 16% atendidos no primeiro mês.”

Num país em que a Justiça reconhece o casamento gay porque o contrário importaria em discriminação, e nossa Constituição não aceita distinções entre brasileiros, não se justifica o desperdício de dinheiro público com o aumento do número de vereadores enquanto o sistema de saúde continua capenga. Como explicar para um brasileiro com câncer, que está dentre aqueles que não conseguiram atendimento no prazo adequado, que nossa Carta Magna estabelece que “a saúde é direito de todos e dever do Estado”, mas a ANS (Agência Nacional de Saúde) baixou resolução estabelecendo prazos para que planos de saúde realizem exames, consultas e cirurgias, enquanto quem depende do SUS deve contar com a própria sorte?

Espero que nosso ex-presidente melhore, e supere também mais essa dificuldade. Mas não podemos tapar os olhos diante da imensa quantidade de brasileiros que, silenciosamente, padecem por falta de tratamento adequado do SUS. O plano de saúde privado deve ser uma alternativa, e não uma necessidade.

(*) Vladimir Polízio Júnior, 40 anos, é defensor público

(vladimirpolizio@gmail.com)

A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...
Comunicação da qualidade dos alimentos
É importante que as notícias do agro cheguem de maneira correta aos moradores dos grandes centros urbanos. A maioria destes consumidores de alimentos...
Ponte com o futuro
O agronegócio brasileiro é carta importante no jogo geopolítico mundial. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agri...
Tendências e atitudes
Professores e economistas como Simão Davi Silber, Ricardo Amorim, Zeina Latif, entre outros sinalizam melhoras na economia para os próximos anos. Enq...



gostária de parabenizar o srVLADMIR,porque tudo que foi falado nada mais é que a voz do povo cansado de sofrer em filas de hospitais postos de saude e,sai sem saber o dia que vai passar pela primeira consulta, emquanto seu problema de saude só aumenta e sua dor tambem, alguem tem defender os menos favorecido.
 
ROSANA JACINTO DE OLIVEIRA GAMA em 03/11/2011 09:52:58
A bem da verdade Sr Vladimir, não existe dinheiro público na saúde neste país, é imposto de renda devido, o dinheiro dos planos de saúde, portanto o dinheiro é público.Portanto a nossa Carta Magna como garantia não passa de uma simples carta de intenções para os pobres cidadãos.Falo como paciente dessa doença e de um plano de saúde(cassems)
 
Tonhão Alves em 03/11/2011 09:30:05
Então...Nosso ex presidente poderia passar pelo Sus agora para sentir na pele oque as pessoas que necessitam da saúde publica sentem.
 
graciete adolfo em 03/11/2011 08:29:32
É ridícula essa polêmica de SUS,diante da doença do Ex.Presidente! Ele hoje pode usufruir de qualquer tratamento particular,emergente ou qualquer outra comodidade que todo cidadão tem direito!!! Fez jus a isso,e faz! Ele claro, cobra por seus trabalhos,e cada palestra que faz em outro país ou mesmo aqui,é uma forma de trabalho,portanto chega dessa ediotice nacional,vamos rezar por todos,isso sim!
 
Márcia M Fonseca em 03/11/2011 07:56:56
Vereador não deveria ter salário e outras regalias. Aí queria ver se esse povo brigaria tanto pelo poder, ou somente àqueles interessados pelo progresso da comunidade é que realmente teriam interesse pelo cargo. Qual é o custo de uma câmara de vereadores?
 
Adelino Brauner em 03/11/2011 07:38:08
Pior que tudo isso é a grande quantidade de corruptos dentro da vida publica, vereadores, prefeitos, deputados, senadores secretários, ministros e etc... E enquanto isso o povo morrendo de fome e de doenças que se tratadas poderiam ser curadas! E os corruptos comprando votos, alguns vendem até por nescessidades msm, outros pq ja não tem esperança na politica Brasileira e outros pq são safados msm
 
Antonio Rodrigues em 03/11/2011 04:17:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions