A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

28/06/2011 10:22

O desatino de uma lei que regulamenta a relação homoafetiva

Por Hernandes Dias Lopes (*)

O Supremo Tribunal Federal reconheceu como legal e legítima a união homoafetiva, dando às pessoas do mesmo sexo, que vivem juntas, todas as garantias da lei como se casadas fossem. Essa é a tendência de uma sociedade secularizada que não leva em conta a verdade de Deus.

A raça humana, na sua corrida desenfreada rumo à degradação dos valores morais, abafa a verdade, amordaça a voz da consciência e conspira contra os princípios absolutos que emanam da Palavra de Deus. A ira de Deus, porém, se revela desde o céu contra toda essa impiedade e perversão e o primeiro sinal dessa ira é que as pessoas perdem qualquer senso de culpa.

Elas pecam e não sentem mais tristeza pelo pecado. Antes, aplaudem suas loucuras, fazem apologia de sua decadência e censuram aqueles que discordam de sua sandice, rotulando-os de radicais. Vamos, aqui, examinar alguns aspectos dessa decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal à luz das Escrituras:

1. A decisão conspira contra a Palavra de Deus. Ao longo da história as constituições procuraram se inspirar na Palavra de Deus, a carta magna da liberdade e da justiça. A relação homoafetiva, ou seja, a união entre pessoas do mesmo sexo está na contramão da verdade de Deus. É uma abominação para Deus (Lv 18.22). Trata-se de um erro, uma disposição mental reprovável. Não é uma relação de amor, mas uma paixão infame (Rm 1.24-28).

A Palavra de Deus é infalível e inerrante, e qualquer lei humana que atenta contra ela, constitui-se em conspiração contra Deus e em vileza contra a raça humana. Mais do que isso, a decisão do STF conspira também contra a Constituição Federal, pois esta define casamento como a união entre um homem e uma mulher.

2. A decisão conspira contra a família. Quando o Supremo Tribunal Federal concede a um "casal" homossexual o direito e o privilégio de adotar uma criança, perguntamos: Que tipo de educação essa criança vai receber? Sob que influência essa criança vai crescer? Que valores morais ser-lhe-ão transmitidos? Os pais ensinam os filhos não apenas com palavras, mas, sobretudo com exemplo. É a prática homossexual um comportamento a ser promovido e recomendado?

Queremos ver nossas crianças seguindo por esse caminho? Levantaremos essa bandeira? A verdade dos fatos é que a nossa sociedade perdeu a noção de certo e errado. Nessa sociedade permissiva não há mais a ideia de pecado. Tudo é permitido. Nada é proibido. Há uma inversão de valores. Faz-se apologia daquilo que Deus abomina e cumula-se de benefícios aquela relação que Deus chama de disposição mental reprovável, erro e torpeza. Abrem-se, assim, as comportas do grande abismo. As torrentes da maldade inundarão as famílias e a sociedade, sob os auspícios da lei.

3. A decisão conspira contra a sociedade. Um "casal" homossexual não pode cumprir o papel da propagação da raça. É um "casamento" que legitima uma relação contrária à natureza. Trata-se de uma lei que legaliza aquilo que Deus considera ilegítimo. É uma constituição humana que conspira contra a constituição divina. É o homem inculcando-se por sábio, mas tornando-se louco. As leis justas são inspiradas na lei de Deus. As constituições mais humanas sempre espelharam a Palavra de Deus.

Por isso, quando uma nação despreza a verdade de Deus, avilta a ética e atenta contra a família. Contra todas as racionalizações humanistas, que buscam sacudir o jugo de Deus para abraçar o relativismo moral, a Bíblia é categórica em nos dizer que: "Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor" e não a nação que promove o pecado e faz troça da virtude, chamando luz de trevas e trevas de luz (Is 5.20).

A sociedade que anda no trilho da verdade e pauta sua conduta pelas Escrituras, marcha resoluta pelas veredas da justiça e colhe os frutos sazonados da santidade e da bem-aventurança. Aqueles, porém, que entram pelos atalhos do descalabro moral, caem nas insídias do pecado e colhem os frutos amargos da sua própria insensatez.

(*) Hernandes Dias Lopes é pastor presbiteriano.

A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...
Comunicação da qualidade dos alimentos
É importante que as notícias do agro cheguem de maneira correta aos moradores dos grandes centros urbanos. A maioria destes consumidores de alimentos...
Ponte com o futuro
O agronegócio brasileiro é carta importante no jogo geopolítico mundial. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agri...
Tendências e atitudes
Professores e economistas como Simão Davi Silber, Ricardo Amorim, Zeina Latif, entre outros sinalizam melhoras na economia para os próximos anos. Enq...



Parabens Edson Lira pelo seu comentario. Gostei da sua visão com relação a essa situação..
 
Milton Palacio em 28/06/2011 12:44:44
Muito boa a colocação do Rev Hernandes Dias Lopes, que de maneira clara expõe sobre a verdade sobre o tema, oxalá que aqueles que governem o país também tenham discernimento sobre o assunto. Ainda há tempo para uma reflexão maior sobre o assunto de tanta relevancia em nossa sociedade para nao ter um arrendimento posterior, pois as gerações futuras vao pagar um alto preço por uma tomada de decisões contrárias aos ensinamentos relevadas através da Palavra de Deus.
 
luiz aparecido Bellan em 28/06/2011 12:25:05
Independente da decisão do STF, muito maior é a decisão individual das pessoas, maior ainda é a decisão divina, quando Deus deu discernimento aos homens e fez com que soubessemos disso fez maior o livre arbítrio, onde cada um responderá pelas escolhas das quais fez.
O fato é que estamos querendo tomar o papel divino do julgamento, este será feito por Ele e não deve ser antecipado por ninguém, as palavras que Ele deixou são para nos guiar, e não para que discriminassemos o caminho alheio, enquanto o fim não chega, apenas exercitemos a tolerância a fim de vivermos em harmonia, por que se Deus disse que todos somos iguais, e assim devemos nos tratar, independente da orientação sexual.


 
Renan Balyero em 28/06/2011 12:21:45
Parabéns por suas palavras, Verdadeiramente feliz é a Nação Cuja Deus é o Senhor.
Estamos realmente passando por um momento onde nossos Juízes estão trabalhando totalmente contra a palavra de Deus, parecendo criar uma nova etnia, uma nova raça, mais na verdade estão criando uma verdadeira aberração contra a natureza Humana.
 
Macos Orejana em 28/06/2011 12:07:23
Deplorável esse artigo, é inacreditável que pessoas ainda pensem assim,,,
Gente que entende a palavra de Deus ou se julga entender, acha o direito de dizer coisas dessa maneira, acho que ele também esqueceu que " atire a primeira pedra quem nunca cometeu um pecado" ..
Somos livres para fazer o que quiser, o que Deus espera de nós é que sejamos bons e não desejamos ou fazemos o mau ao próximo, acho que so todos fizessem isso o mundo seria 50% menos pior.
Infelizmente um site de responsabilidade compactua com isso, e olha que hoje homosexuais estão presentes em todos os lugares, inclusive neste meio de comunicação.
 
henrique castro diniss em 28/06/2011 12:06:58
Diante de sábias palavras resta-me apenas dizer-lhe: PARABÉNS!!!!! Lindo artigo sob todos os aspectos, pena que as pessoas que norteiam pelo mesmo caminho ora seguido pelos que desprezam as palavas de Deus, não valorizam ou menosprezam o artigo que eu defino como um Editorial da Moral. Parabéns
 
Gilson Giordano em 28/06/2011 11:01:55
Pergunta???????????????????????/
De onde saiu esta quantidade de homosexual??????????????
Não sei, a maioria ou totalidade eram de pais hetero.
Sera que filho de Pastor será Pastor?
Sera que todos filhos de assassinos, é assassinos?
Gostaria de ver essas pessoas tão preocupadas com a felicidade de outras, pregando nos bairros de carentes sem pedir o dizímo, sem vender cd e outras formas de ganhar dinheiro.
afinal nem Cristo obrigou pessoas a te seguir ele convidava e não pegava dinheiro, ele não contruia Igreja e nem transformou algua em vinho para vender.
Bem, este salvação em troca de dinheiro e não de atos, to fora.
E se eu não for salvo, certamente irei encontrar pessoas boas e preocupadas com a salvação de outras, ESPERO NÃO ENCONTRA-LO.
 
Edson Lira em 28/06/2011 10:57:56
Parabéns ao Pastor Hernandes e às pessoas que têm se posicionado favoravelmente à vontade de Deus (e não à vontade dos homens), que está clara na Bíblia e muitos não lêem ou simplesmente não querem enxergar. É preciso coragem.
 
Frederico Silva em 28/06/2011 10:53:08
As pessoas precisam se voltar para Deus,abrir os olhos e ver que essa loucura de casamento gay é contra os ensinamentos do Senhor,precisamos ensinar a verdade..e a Verdade é essa ,é contra a lei de Deus é pecado o que o homem esta fazendo precisamos voltar para o Criador não querer ocupar o lugar dele mudando o que esta escrito na biblia
 
Daniele Belusso em 28/06/2011 10:52:49
A pergunta é:
Quem criou Deus?
Não foi o Homem, em sua tentativa de explicar o cosmos e tudo?
Então porque o Homem não pode de tempos em tempos rever sua forma de explicar o cosmos e tudo?
 
Orlando Lero em 28/06/2011 10:40:16
Sou ateia e, como tal, vou me abster de comentar sobre valores religiosos, porém sempre defenderei os valores morais e da vida. Por isso, me atenho ao seguinte trecho compilado do artigo: "A decisão conspira contra a sociedade. Um "casal" homossexual não pode cumprir o papel da propagação da raça. É um "casamento" que legitima uma relação contrária à natureza." Como quase bióloga, uma vez que fiz três anos de Biologia, de um total de quatro anos para completar a Graduação, já repeti neste mesmo site inúmeras vezes que considero a relação homossexual uma afronta à natureza humana, e o maior fator de risco para a extinção da espécie.
Portanto, ninguém pode me acusar de usar deus e a religião para defender minhas opiniões.
Do ponto de vista legal, o senhor etyene ortiz carneiro tem toda razão. De fato, uma família formada por uma mãe solteira e seu/s filho/s, pela definição constitucional, não pode ser, então, uma família. Pelas leis naturais, anteriores às leis sociais e também menos suscetíveis a falhas, essa família é perfeitamente possível e, aliás, foi a única existente na raça humana por milhares de anos, até que os primitivos habitantes da Terra passaram a organizar-se em células que passariam, futuramente, a constituir as sociedades atuais, tendo como base o núcleo familiar.
Como eu passo da discussão meramente biológica à sociológica? Eu sou geógrafa, historiadora amadora e amante da filosofia por hábito e prazer, portanto, mais preparada para falar sobre esse tema com o distanciamento pessoal necessário, apenas usando argumentos científicos, ao contrário de muitos leitores que atacam o autor do artigo apenas com mirando o próprio umbigo e, naturalmente, advogando em causa própria, o que não é meu caso.
 
marly siqueira caramalack em 28/06/2011 08:06:23
Concordo plenamente com o ponto de vista do pastor prebisteriano pois o casamento homossexual, nos termos atuais, fere o parágrafo 3º do artigo 226 da Constituição Federal, que, segundo ele, prevê que apenas casais heterossexuais podem se casar.
 
Antonio Lupe em 28/06/2011 08:00:12
Pastor amado de JESUS! Que texto sublime e corajoso, mostrou que é um homem de Deus.O Senhor Jesus disse sim, atire a primeira pedra quem nunca errou, mas complementou, dizendo aa mulher adúltera que queriam apedrejar, VAIS, E NÃO PEQUES MAIS. O Senhor ama o pecador, pois todos somos pecadores, mas abomina o pecado. Ele nos instrui do que é certo ou errado. Aqueles que escolhem fazer o que é certo perante a face de Deus, são considerados fanáticos e retrógrados.
 
Marcia Maria em 28/06/2011 04:10:47
art. 5º da Constituição Federal consta que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade...

Realmente sr Edson Lira concordo com o comentário e acrescento minha opinião:
Acredito e conheço pessoas criadas por casais homossexuais e posso garantir que tem a mesma ou talvez até melhor criação que os filhos de casais heterossexuais, ser homossexual não tira o mérito de ninguém em relação a criação de uma família,se assim fosse uma mãe solteira não teria direito de dizer que ela e seu filho são uma família, já que para a sociedade família é pai, mãe e filhos, enquanto na sociedade houver esse tipo de preconceito de quem não conhece e julga por medo de conhecer e por não ter argumentos joga a culpa em Deus, pois tudo que não se conhece é por não ter sido Deus que criou, nos seremos uma sociedade preconceituosa e mesquinha
Gostaria de saber o que o senhor Hernandes Dias Lopes que é pastor presbiteriano ensina a seus filhos a educação de respeito a todos independente de raça, cor, opção sexual, religião etc ou o preconceito e diz " Nós somos os melhores somos os escolhidos o resto é resto e não são filhos de Deus??"
 
etyene ortiz carneiro em 28/06/2011 02:55:31
É triste ver as pessoas irem contra a vontade de DEUS, querer impor suas vontades e conceitos antibíblicos às pessoas que buscam viver de acordo com as doutrinas da Biblia, que é a Palavra de DEUS para nós. Há tantas coisas a serem feitas no mundo, há tanta gente precisando de ajuda, de palavra amiga. O mundo está ficando todo desorganizado, porque as pessoas teimam em ir contra a natureza. Tudo o que está escrito em Apocalipse está acontecendo. As pessoas,ao invés de estudarem a Bíblia, buscar a Proteção de DEUS, de ter JESUS como o Único Senhor e Salvador do Mundo, e ÚNICO CAMINHO que nós leva a DEUS, preferem lutar entre si, maltratarem os que não concordam com suas ideias, perdendo seu tempo precioso.Pessoal, ACORDEM, estudem a Biblia, DEUS e JESUS amam a todos vocês e só querem a sua salvação. Que DEUS os abençõe, e dê juizo a todos.Prefiram receber as Graças de DEUS, ao invés de receber a justiça pela sua desobediencia.
 
beth freitas em 28/06/2011 02:32:43
A Bíblia diz em Romanos 1:26-27 “Pelo que Deus os entregou a paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza; semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para como os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro.” O dia em que o médico falar: "nasceu um homosexual" e não um MACHO ou uma FEMEA eu dou razão a PL122. GENTE VOLTEM-SE PARA DEUS!!! ELE SIM SUPRIRA AS NOSSAS ALMAS COM TODO AMOR E ALEGRIA A QUE TEMOS PROCURADO.
 
Anderson Silva em 28/06/2011 01:14:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions