A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

11/11/2015 09:20

O ENEM e o mundo contemporâneo

Por Ronaldo Mota (*)

O Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, que nasceu com a finalidade de medir a qualidade do ensino médio, a partir do final da década passada passou a ser quase que exclusivamente um teste nacional de admissão ao ensino superior. O exame hoje abrange anualmente um público de quase oito milhões de candidatos, com perspectivas concentradas no interesse nas quase 250 mil vagas das universidades públicas federais e de milhões de outras oportunidades de ingresso no ensino superior privado.

Veja Mais
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Um galo para Asclepius

Ao longo deste processo de transformação de finalidades, progressivamente houve uma consequente cobrança maior por demonstração de profundidade no domínio de matérias como matemática, física, química, biologia, língua estrangeira, história, geografia e redação. A questão é que profundidade passou a ser entendida como sendo basicamente, ainda que não exclusivamente, capacidade de memória, habilidade de responder questões no tempo previsto e atestado formal de domínio de itens supostos essenciais a ingressantes em cursos superiores.

Se o mundo contemporâneo apresenta novidades substantivas, entre elas estão as consequências resultantes do ingresso acelerado em uma sociedade onde a informação está cada vez mais total e instantaneamente acessível, bem como gratuitamente disponibilizada. Assim, pode ser que simplesmente separar os candidatos entre os que sabem e os que não sabem seja menos relevante do que, principalmente, selecionar e induzir talentos associados aos que sabem resolver. Claro que saber resolver tem a ver com saber, mas vai além: significa fazer uso das informações disponíveis para apresentar soluções a problemas que se caracterizam por serem mais complexos e menos associados a simplesmente saber em oposição simples a não saber.

Neste novo cenário, a capacidade de interpretar textos, fazendo uso de dados disponibilizados, o uso do raciocínio crítico e da lógica, e especialmente um conjunto de atributos metacognitivos, que vão além dos processos cognitivos mais simples, passam a desempenhar um papel cada vez mais relevante e tais elementos deveriam estar expressos cada vez mais nos testes.

Por exemplo: uma questão curta e objetiva, ainda que bem formulada, se sua solução depende principalmente de memória e do domínio de técnicas e procedimentos padrão, ela é substancialmente diversa de uma questão cuja ênfase está em apresentar no seu enunciado boa parte dos dados que serão importantes para a solução do problema proposto. A segunda estratégia, diferentemente da primeira, mensura foco, interpretação adequada de texto, capacidade de raciocínio e de adoção estratégias metacognitivas. Ou seja, estaríamos medindo, ainda que indiretamente, o nível de amadurecimento da consciência adquirida pelo educando acerca dos mecanismos de aprendizagem que o habilita na sua capacidade de aprender a aprender continuamente em um contexto de educação permanente ao longo da vida.

Em outras palavras, o ENEM, como ele é hoje, visa, principalmente, a selecionar e distinguir entre os que sabem e os que não sabem. Porém, tem grandes dificuldades em aferir aqueles que sabem resolver, em especial resolver à luz das informações amplamente disponíveis, que caracterizam a sociedade contemporânea.

A relevância maior deste fato é que, ao não percebermos claramente aqueles que a partir das informações disponibilizadas sabem resolver bem como deixar de induzir as escolas a adotarem procedimentos que resultem dessa percepção, deixamos de captar e estimular os verdadeiros talentos que podem ajudar a liderar a melhoria de nossa produtividade e, consequentemente, a conduzir um desenvolvimento econômico, social e ambiental sustentável.

(*) Ronaldo Mota é diretor executivo de Educação a Distância da Estácio)

Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...
Um galo para Asclepius
Sócrates, o filósofo ateniense, cujos preceitos influenciaram o pensamento ocidental de forma muito marcante e definitiva, tinha uma característica: ...
Tiro no pé ou tiro na mão?
Embora a economia do País tenha dado tímidos sinais de recuperação nos últimos tempos, a verdade é que ainda precisamos avançar mais e com velocidade...
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions