A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

21/12/2012 09:50

O país que queremos em 2013

Por Jane Resina (*)

Estamos chegando ao fim de mais um ano. Nesta época, marcada por muitas celebrações, é comum fazermos várias promessas para o Ano Novo: fazer mais atividade física, parar de fumar, quitar dívidas, emagrecer, entre outros desejos. De fato, o iniciar de mais um ano inspira mudanças internas e externas, já que não existe melhor período para recomeçar e ir em busca de objetivos melhores que os do ano que se encerrou.

Esses mesmos sentimentos – de mudança e recomeço – deveriam inspirar nossos governantes. O Conselho Federal de Administração (CFA) realizou uma rápida enquete no Facebook, “Se você pudesse pedir um presente para Papai Noel para sua cidade, o que você pediria?”. Investimentos em saúde e educação encabeçam a lista de pedidos dos cidadãos, com 41,77% e 35,4%, respectivamente. Contudo, a população também está desejosa em investimentos em segurança, transporte, entre outros.

A enquete foi simbólica, mas com certeza esses desejos são compartilhados por todos os brasileiros. Afinal de contas, de norte ao sul do país é conhecido o desempenho mais do que pífio dos serviços prestados pelo poder público em todos os segmentos. Vivemos em um país com uma das maiores cargas tributárias do mundo, porém a população não tem recebido a contrapartida necessária.

Por isso, no Ano-Novo, sugerimos que os nossos governantes assumam o compromisso com uma gestão pública mais profissional, tocada por mãos capacitadas, com formação acadêmica adequada, habilitadas e com o registro no respectivo órgão de classe para tal. Nós, brasileiros, não aguentamos mais tanto descaso e o setor público clama por mudanças em todos os níveis e poderes.

Nesse ponto, chamo a atenção dos prefeitos e prefeitas que foram eleitos, reeleitos nas últimas eleições e que assumirão seus mandatos no início de 2013. Aproveitem esta época do ano, em que paramos para fazer um balanço e fazer novos planos para o ano que irá iniciar, para estabelecer mudanças positivas nas prefeituras em todo o país. Afinal, é bom começar o ano com bons pensamentos, motivado em energia renovada.

Aos prefeitos e prefeitas, ressaltamos a importância de realizarem uma gestão proba e cautelosa, pautada em valores como ética e comprometimento. Sugerimos, ainda, que os novos chefes do poder executivo municipal busquem ouvir a população, convidando-a para participarem das decisões. Mas convidamos, também, os cidadãos a acompanharem de perto a gestão dos prefeitos de suas cidades. Algumas dela, inclusive, já adotam o orçamento participativo, entretanto a maioria das pessoas não sabe.

Este é o momento! Vamos começar 2013 com desejo de mudança. Sabemos que os desafios que os prefeitos e prefeitas terão são muitos. Afinal, não é fácil administrar um município brasileiro, seja ele o menos ou o mais desenvol¬vido. Pensando nisso, o CFA elaborou, recentemente, o Guia da Boa Gestão do Prefeito. Nele, estão informações que devem servir como facilitadoras das rotinas dos prefeitos e dos procedimentos do dia a dia de uma prefeitura.

Este é o nosso presente de Natal a todos os chefes do executivo municipal e desejamos que o Guia possa ser o livro de cabeceira do prefeito, com o qual será muito mais fácil e agradável administrar a sua cidade.

Os desafios serão muitos, contudo sabemos que obstáculos podem ser vencidos. É preciso coragem, vontade e determinação. Assim será possível ajudar o país a alcançar o desenvolvimento por todos nós esperado, levado ao topo das maiores e mais importantes nações, principalmente com um altíssimo índice de desenvolvimento humano em todos os seus aspectos.


(*)Sebastião Luiz de Mello é presidente do Conselho Federal de Administração (CFA)

Agricultura familiar, um estímulo à economia brasileira
O agronegócio está entre as principais atividades responsáveis por movimentar a economia brasileira. De acordo com um levantamento feito pelo Centro ...
Soja: Três segredos para a safra render e o agronegócio brasileiro melhorar
Após passar por uma situação difícil no último ano, seja do ponto de vista climático – por conta das secas em algumas regiões – e até mesmo econômico...
Relevância da atividade econômica e o direito empresarial
Todos, de bom senso, somos uníssonos sobre a necessidade na melhoria das condições de vida do ser humano, essa melhora pode minimizar os conflitos so...
Contratações temporárias X efetivas na administração pública
Todo início de ano é muito comum vermos tanto os municípios quanto o estado realizarem processos seletivos de contratação de professores temporários ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions