A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

06/09/2016 14:45

O que aprendi sobre como alcançar a felicidade

Por Por Erik Penna (*)

A vida é feita de partidas, chegadas, pausas, recomeços e vivemos sempre em busca da felicidade.

Veja Mais
Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio

Como consultor, me relaciono com diversas pessoas de áreas e universos diferentes, além dos contatos sociais do dia a dia, do relacionamento com minha família e amigos. Desta forma, compartilho com vocês a seguir cinco das minhas maiores descobertas na vida:

1) Discernimento e fidelidade

Aprendi a discernir bem que nem tudo o que eu acho maravilhoso eu quero para a minha vida.

Descobri que, mesmo achando uma Ferrari linda, não quero este carro na minha garagem. Mesmo admirando o castelo do rei, não quero morar lá. E mesmo encontrando mulheres lindas e maravilhosas pelos mais variados lugares, não as quero na minha vida, afinal, analisando os prós e contras do que significaria cada escolha, cheguei à conclusão que nenhuma delas me tornaria mais feliz do que sou com minha esposa e família.

2) A saudade é o combustível do amor

Meu trabalho sempre me fez viajar bastante e, após cada partida, eu me tornava mais saudoso das pessoas que amo. Por isso, fazia de cada chegada momentos intensos.

Não permita que a rotina o torne míope a tal ponto de não mais perceber o quão importante e essenciais são as pessoas que fazem parte da sua vida. Faça valer a pena cada momento ao lado de quem você ama.

3) Não alimente suas fraquezas

Certa vez escutei estas palavras de um homem muito espiritualizado. Portanto, se percebo que algo pode me fazer cair em tentação, nem começo. Se beber um copo de álcool o fará pior, nem tome o primeiro gole. Se uma pessoa o fará trair a quem você ama, não responda a mensagem, não retorne a ligação, não marque um encontro. Se alimentar a fraqueza, ela vai se tornar mais forte do que você e isso poderá gerar um arrependimento irreversível.

Não permita que uma simples aventura de alguns minutos devaste a vida das pessoas ao seu redor.

4) Valorize as conquistas e esteja sempre alerta

Muitas vezes, nos deixamos levar por atitudes que o mundo nos induz a tomar, mas que no fundo, não é o que realmente queremos. Podemos desejar a melhora contínua, mas valorizar as conquistas obtidas dá a consciência de felicidade.

Valorize o que você já tem! Não me refiro apenas a bens materiais, mas à saúde, ao trabalho, à sua família etc.

5) Justiça e honestidade

Não, eu não sou perfeito, o ser humano não é completamente perfeito. Seja o mais justo e honesto possível com todas as pessoas, pois dos homens é possível esconder algo, mas eu creio que nada adianta, já que o acerto final será sempre entre você e Deus. Viva a vida, seja grato!

(*) Erik Penna é palestrante motivacional, especialista em vendas, consultor e autor de livros sobre o tema.

Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Nestes poucos dias do Ano da graça de 2017, o Brasil e o Mundo viram estarrecidos o massacre brutal de cerca de pelo menos 134 detentos, dentro das p...
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions