A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

28/12/2011 18:40

O que você pensa pode refletir em sua vida

Por Élcio Cunha*

O que crê em Deus, crê numa esfera acima de tudo e de todos. O que não se pode plastificar a crença de maneira espúria, a fé precisa se posto à prova. O homem é provado dia a dia. Das provas, poderá, se alegrar e crer verdadeiramente que “quem crê será salvo”.

Veja Mais
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
Comércio exterior: o que esperar de 2017

No entanto, o contestar do mundo consiste em mostrar suas articulações e façanhas de obras que são mortas. Porque são mortas? Porque as obras que são feitas, seja boa ou má, é uma obra. Esta obra será julgada. Tanto no presente século como no vindouro.

De maneira que a obra boa será julgada para verificar se os seus frutos que são gerados produzem frutos bons. A prova significa um ato de verificar de todos os meios, os feitos que ela produz.

Jesus, o Mestre por Excelência, explicou aos seus discípulos que não pode uma árvore má produzir um bom fruto. Entendes isto? No entanto, há frutos bons e maus que se misturam de maneira a confundir a própria árvore.

Quem faz ou realiza ou produz frutos maus, terá um julgamento. Não obsta, que a sociedade de homens constituídos por estamentos jurídicos, já o fazem para as quebras de condutas, regras, costumes, padrões ditos “sociais”.

O pensamento pode ser um. Todavia, pensar nas regras humanas pode simplesmente trazer “boas relações”, o homem precisa descobrir regras que superam as regras do homem. No sentido que o que vale, é as relações que conduzem a paz, ainda que as regras humanas sejam pontos de referência.

O pensamento pode expressar uma verdade, e no entanto, aqueles pensadores agirem de outra forma. Ou estabelece apenas “pensares” para comunidades existentes. Mas, amigo, o que pode delimitar o seu agir, frente à necessidade, torna-se melhor, o que o outro lhe embute. Quero dizer, nem eu posso lhe incutir pensamentos que lhe domine, se assim eu o fizer, estarei te “dominando”.

Porém, o Evangelho pregado pelo Senhor Jesus proporciona ao homem total libertação. Liberdade de agir de forma independente. Ele não veio trazer sobrecarga. Quando Ele chamou os oprimidos e carregados, lhes garantiu liberdade dos costumes e tradições impostas pelos homens. Por isso, a necessidade de libertar dos pensamentos errados de dominares e escravocratas.

Os escravocratas que domina nos dias de hoje, fazem não por meio de “força” nos tempos anacrônicos, e sim, por meio do pensamento. Por isso, nem eu posso te dominar, por mais que os pensamentos sejam bem escritos ou esclarecidos. O que precisa no humano livre, é ter a sua submissão direta ao Criador, na relação vertical homem com Deus. Pense nisso.

(*) Élcio Cunha é leitor

Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions