A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

04/05/2011 11:37

Preconceitos em sociedade: Homossexualidade

Por Adriana Camargo do Nascimento (*)

.

"Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo, que um preconceito" - Albert Einstein

Escrever sobre um tema tão polêmico, porém real e presente não só em nossa sociedade, mas também em um mundo globalizado, onde o humano está presente como ser individualizado e único, não é fácil.

Cada qual tem sua história de vida , estrutura genética , psíquica e acima de tudo está envolvido com sua crença, cultura, valor e realidade sócio-econômica e espiritual tão diferenciada, onde gays, lésbicas, transexuais e outros, organizam-se saindo de seus guetos, reivindicando aquilo que lhes é de direito, responsabilizando-se pela construção de sua própria História, buscando tornar-se cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.

A homossexualidade e a bissexualidade são milenares em existências comportamentais, sociais e culturais. Como todo ser humano, temos nossas próprias angústias existenciais decorrentes do nosso caminhar pela vida, sendo intrínseco do estar no mundo.

O preconceito, a discriminação e a opressão social contra os homossexuais, apresentam-se como atitudes de extrema crueldade, pois geram sentimentos intensos de menos valia, baixa estima, depressão e muitas vezes, sensação de despersonalização, podendo levá-los ao suicídio induzido consciente ou não.

Vivemos na diversidade de padrões psicológicos, biológicos e sociais, sendo explícito o papel que a cultura exerce nos estilos de vida de uma pessoa, e a severidade com que tratam as minorias que não seguem os padrões "ditados" por uma sociedade capitalista em que prevalecem os heterossexuais, que encaram a homossexualidade como categoria desviante.

O conflito entre o desejo e a moral, quando muito opressor, não permite que o indivíduo reconheça suas próprias necessidades , sendo assim a vida se esvai, como um rio em turbilhão de seu leito de morte.

(*) Adriana Camargo do Nascimento é psicóloga, pesquisadora das causas depressivas.

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



A autora.So' queiro adicionar mais um ponto. Dizer 'estilo de vida', pra nos (bem informados de assuntos de activismo), aqui nos EU, a expressao, que nao tem a intencao de insultar, e' expressao errada. Trabalhar de dia ou noite, beber muito, pouco ou nada, ir pra igreja ou nao, fumar ou nao - sao 'estilos de vida' que os 2, heteros e homos podem estilizar na vida. Ser homo e' so' uma vida.
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:36:37
E pra Ademir Gomes, Na hora que voce for batido violentamente, que voce for negado trabalhar num lugar, que voce for rejeitado por quem voce e', que voce for julgado de coracao, caracter e alma... so' por ser careca, sim pode se sentir a discriminacao. Ate' esta hora, nao faca comparacoes ridiculas. Usa um pouco de logica.
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:31:30
Varias destes pecados sufrem a pena de morte quando passam. E a homosexualidade, nao. Entao, quando se referem as suas creencias na biblia, tenha certeza que voce e' inocente e nao peca nehum pouquinho. OU, seja' realistica e admite que um livro escrito ums 2000+ anos atras foi escrito com as ideias da era / epoca.
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:28:58
Exodus 35:2-que nao posso trabalhar no domingo. Lev. 11:10-que e' abominacao comer mariscos. Lev. 21:20-que nao posso ficar por perto de deus se tenho defeito de visao. Lev.
19:27-que nao posso cortar o cabelo em certas partes. Lev. 11:6-8 -que nao posso tocar a pele dum porco morto. (E' incluye luvas? botas?) Lev.19:19-que nao posso cultivar 2 sementes diferentes uma ao lado da outra.
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:27:00
SE Leviticus 18:22 e' certo, sinto bem em incluir isso com as outras partes da biblia que sao ridiculas. Leviticus 25:44-que posso ter esclavos. Exodus 21:7 que posso vender minha filha pra ser esclava. Lev.15: 19-24 que nao posso ter contacto com nehuma mulher emquanto sangra. (Imagina ir perguntando as mulheres se sangram. estaria apanhando cada vez mais.)
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:20:48
SE Leviticus esta' falando da homosexualidade mesmo, eu posso incluir esta parte da biblia com as outras partes ridiculas que tem la'. Leviticus 25:44 que posso ter esclavos.
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:16:14
No Nouvo Testamento, Jesucristo nem comenta na homosexualidade. Nao faz julgamento nehum. As pessoas que estudam as partes de Leviticus analizam-lo dizendo que falava do homen hetero, usando homen o animal em vez de mulher quando mulher nao estava 'presente'. Nao falava da homosexualidade mesmo. Como nao estudo a biblia, nao sei, mas volta la' pra cima ao que escrevi sobre deixar que deus julgue
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:13:39
Nao e' uma das filosofias mais importantes a de nao julgar? Que deixa que deus mesmo julgue? De ter compaixao pra tudo mundo, mesmo o pecador que o religioso? (NAO ACREDITO que sou 'pecador'.)
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:11:26
Desculpa os errores que vou escrever aqui. Sou norteamericana, e meu portugues e' bom, mas muito fora de perfeito. Quando leio coisas que os cristoes ou catolicos escrevem sobre os comentarios na biblia, sempre fico muito confusa. SE a biblia tem razao, as partes de Leviticus, no Testamento Velho (nao sei se se chama assim em portugues), entao, e das outras filosofias de cristoes / catolicos?
 
Kelly Bartels em 04/10/2011 07:07:29
BOM DIA PSICÓLOGA,
Ñ SE TRATA APENAS DE "PADRÕES DITADOS POR UMA SOCIEDADE CAPITALISTA EM QUE PREVALECE OS HETEROSEXUAIS", E SIM A FORMA COMO TUDO ISSO ESTÁ SENDO CONDUZIDO; DE FORMA AGRESSIVA E DITATORIAL AO QUE PARA MUITOS SÃO VALORES INCORRUPTIVEIS. Ñ VEJO PROBLEMA NENHUM EM LUTAR PELOS DIREITOS DA PESSOA HUMANA; E HUMANOS NÃO TEM RAÇA, COR, NACIONALIDADE, IDADE, POSIÇÃO SOCIAL, RELIGIÃO, OPÇÃO SEXUAL E ETC....O QUE CADA UM FAZ DE SUA SEXUALIDADE É PRIVADO, E EU Ñ PRECISO SABER DISSO. AGORA NÃO VENHA PRIVAR ALGUNS DAQUILO QUE SE TEM COMO VALOR EM DETRIMENTO DE OUTROS; ISSO Ñ É DEMOCRACIA.
 
GABRIEL ALVES em 04/05/2011 12:48:54
Sou careca, já fui chamado por muitos de careca! Será que deveria me sentir tbm discriminado por isso?
Acho que a ´questão é cultural, e sendo assim, fico confuso se a tal discriminação está na cabeça do que se sente discriminado ou do discriminador. Cada um tem sua própria personalidade! A vida é assim. A questão bíblica impõe suas regras, porém, explica que cada um dará conta de si mesmo perante o Criador. Numa democracia onde devemos conviver com Gregos e Troianos, os homens ao longo do tempo estabeleceram as suas regras. Tenho entendido que o importante é que cada um tenha a sua própria identidade e sua própria opinião a respeito de qualquer assunto, sem essa de seguir imposições. Tanto está certo quem condena qualquer comportamento ante a msg bíblica, como quem pensa ao contrário. Esta é minha opinião que pode ser aceita por alguns, porém, rejeitada por outros, o que em nada irá modificar o conceito que tenho sobre o assunto.
 
Ademir gomes em 04/05/2011 05:12:42
Creio que cada ser humano tem o direito de se expressar como queira e que a questão sexual é muito particular e não se deve ser julgada pelos demais, afinal a é constituicional que todo todos tem liberdade de expressão , seja qual for,quanto a questão religiosa,melhor dizendo biblica, não é aceita tais praticas,nem por isso tem que ser promovida uma inquisição como nos tempos da idade media,onde os homosexuais,bruxas,protestantes,cientistas entre outros eram queimados na fogueira,além do mais o cristianismo prega que o ser humano deve respeitar os seus semelhantes,não impondo assim e nem criticando ,e muito menos julgandoos homosexuais.Sou um pregador evangelico,não critico e nem julgo a questão da homosexualidade,apenas não a defendo,o que não pode ser tido como preconceito.Mas acho que o preconceito é algo ignorante, e retrogrado.
 
Reinaldo Costa em 04/05/2011 03:50:55
é realmente um tema polêmico porque envolve coisas que alguns não acreditam(o pecado).

então partindo desse principio nós somos como carro desalinhado.

A sociedade não pode ser a favor da pratica homosexual. Eu disse

vamos pelo "principio da vida". quando nascemos o médico ou médica já afirmam...
-nasceu vivo.... é do sexo masculino, ou diz, é do sexo feminino.
então somos criados homem ou mulher.... não existe meio termo.

o que existe sim é um desvio do ser que veio a existir.
 
Anderson Silva em 04/05/2011 01:24:30
Preocupante, como se baixa estima, depressão ou pensamentos suicidas fossem exclusividade de um grupo ou outro, essas são atitudes comportamentais do ser humano em geral..as pessoas, enquanto simples pessoas e não como gays, heteros, gordos, magros , brancos ou negros, deveriam aprender a lidar melhor com suas limitações e não atribuir sua dificuldade de inserção e evolução ao preconceito, bullying ou desdém de outros que não de seu universo. Respeito é bom e todo mundo gosta, inclusive os que não se encaixam em nenhum grupo, tido como minoria, o que é até discutível, pois alguns deles me parecem ser até maioria. Não é por ser gay, como na matéria em questão que a pessoa merece ter mais direitos e respeito do que os demais, afinal, como todo mundo sabe, ninguém é melhor do que ninguém. Quem se dá ao respeito e respeita o próximo, inclusive a sua opinião, deve exigí-lo na mesma medida. Outra coisa importante, nós vivemos num país democrático e laico, que bom, não é? Podemos expressar nossa opinião e adotar o estilo, religião, time de futebol e partido político que preferirmos, mas o que me assusta é que parece que estamos caminhando para uma tirania da patrulha do "politicamente correto". Me parece que somos obrigados a gostar do que não gostamos, sob pena de sermos mandados para a guilhotina se discordarmos da opinião dos mais radicais, Péraí, eu tenho obrigação de respeitar uma pessoa por ela ser homossexual, mas não sou obrigado a achar bom, bonito e normal, é muito perigoso, após tantos anos de repressão da ditadura, depois da esperança vencer o medo, vidas perdidas em luta pela liberdade e democracia, voltarmos a ter que se submeter à mordaça e reprimir a nossa opinião, O povo em geral não é obrigado a rezar pela cartilha de radicais, quer eles sejam quem sejam!
Ah! Antes que me crucifiquem em praça pública por manifestar minha opinião. Tenho amigos gays, negros, gordos e até corintianos e gosto muito deles.
 
Claudio Arantes - CG/Amambai em 04/05/2011 01:15:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions