A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

10/02/2011 10:11

PT 31 anos: Mudanças e Transformações

Zeca do PT (*)

Todos nós, militantes petistas, estamos comemorando, neste 10 de fevereiro de 2011, os 31 anos do aniversário do Partido dos Trabalhadores.

Particularmente me sinto um privilegiado, afinal junto com saudosas figuras como Ezequiel Ferreira Lima, Irineu Verner, entre outros, ainda vivos, quando participamos da histórica reunião, no dia 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion, em São Paulo, para fundar-mos o maior partido de esquerda do Brasil e hoje com muito orgulho, um dos mais importantes do mundo: O “Partido dos Trabalhadores - PT”.

Naquele dia vi de perto além de Lula, Olívio Dutra, Manoel de Conceição, outros personagens que também fizeram a história da esquerda neste País, como Apolônio de Carvalho, Mário Pedroso e Sérgio Buarque de Holanda, numa completa integração de intelectuais, sindicalistas e gente do povo, tornando o sonho de construção de um partido socialista, uma realidade. Um partido que nasceu para transformar e mudar o Brasil e nos permitir sonhar na construção de uma sociedade justa e solidária com pessoas que simbolizam o novo, a luta pelo socialismo, por justiça, democracia e terra para todos os trabalhadores.

Trinta e um anos se passaram, nesse tempo elegemos além do primeiro operário presidente, a primeira mulher presidenta, deputados estaduais, federais, senadores, prefeitos e vereadores, muitos se foram, outros se perderam pelo caminho, oportunistas e aventureiros se aproximaram, e o PT se transformou na maior experiência de luta, organização política dos trabalhadores e modelo para outros países.

E agora, passado todo esses anos, como uma das lideranças e ex-governador de Mato Groso do Sul por duas vezes, penso que é necessário darmos um tempo para que possamos fazer uma profunda auto-critica e uma discussão democrática do caminho que trilhamos. Nestes 31 anos de existência completados o PT precisa, urgentemente, ser repensado. Isso significa voltar para dentro de si, e investir-mos em nossa militância, na formação política, no debate, na reconstrução de nossa principal bandeira: a democracia. Para que todos sejam ouvidos, afinal nós não somos cabos eleitorais, somos militantes movidos pela paixão, pelo sonho e pela vontade de lutar sempre. Agora o grande desafio do Partido dos Trabalhadores não é diferente do objetivo para o qual o PT foi fundado: reconstruir sonhos, motivações para nossa militância fazendo o Brasil cada vez mais igualitário, justo e lutar para implementar um dos principais desafios de nossa presidenta Dilma Roussef:a erradicação da pobreza extrema e a criação de oportunidades para todos.

“Ousar Lutar. Ousar Vencer”

(*) Zeca do PT é Fundador do PT ex-governador de Mato Grosso do Sul

Hoje eu me lembrei...
Nestes tempos conturbados que estamos vivendo, em que muitos buscam um culpado para eximir-se de suas responsabilidades, em que nos esquecemos que no...
Sistema carcerário brasileiro clama por ajuda
O ano começou com uma bomba relógio, que já ‘tic-tateava’ há muitos anos, explodindo. As rebeliões em presídios de todo o Brasil deixaram mais de 120...
Mais um ano difícil
A economia brasileira inicia 2017 com a combinação de otimismo moderado e preocupação. A perspectiva levemente otimista se fundamenta na expectativa ...
A atuação das empresas na era do talentismo
No atual cenário em que vivemos, com crise financeira em diversos países, catástrofes ambientais e diferenças sociais, engana-se quem acredita que es...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions