A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

12/01/2015 13:41

Sintonização para 2015

Por Benedicto Ismael Camargo Dutra (*)

Muito se fala sobre o futuro do capitalismo, um sistema econômico que foi desenvolvido pelos que apostaram na acumulação da riqueza e poder como a principal finalidade da vida, enquanto de outra parte surgia o socialismo, restringindo a liberdade individual e a garantia da propriedade privada. Dada a nossa transitoriedade, o apego à riqueza e ao materialismo foi um grande erro. O capitalismo traz no bojo essa sintonização e tem de se moldar às mutantes condições dos embates econômicos. Com a correta sintonização, os seres humanos tenderiam a criar um sistema econômico mais solidário, com a devida consideração pela coletividade.

Veja Mais
Um galo para Asclepius
Tiro no pé ou tiro na mão?

A sociedade foi se adaptando aos ditames do aumento de riqueza e poder. Aparentemente, nesse sentido, está surgindo o novo mercantilismo de parceria entre corporações e Estados. No entanto, como faltam alvos elevados, as dificuldades tendem a aumentar. As crises levarão a humanidade a caminhos adversos enquanto a conduta dos indivíduos não se fizer em conformidade com as leis da vida e ao seu objetivo mais elevado.

Quantas empresas estão transferindo a produção para a Ásia e com ela os empregos, afetando a produtividade, como se fosse um novo tipo de mercantilismo de Estados e corporações? Para que haja paz e progresso é preciso que se estabeleça equilíbrio entre as nações na produção e no comércio de bens. Mas é indispensável também acabar com o apagão mental e falta de discernimento que se alastra entre os povos, atingindo inicialmente os mais atrasados.

O astrônomo Abraham Loeb disse, em entrevista para a imprensa, que teve uma iluminação sobre o surgimento das condições necessárias para a existência humana na Terra, indicando que há muito mais coisas a serem pesquisadas. A intuição ou iluminação, como alguns preferem, dá a direção para que o raciocínio procure a lógica existente nas leis naturais da Criação. Obra do acaso, ou teimosia de não querer aceitar que há muitas coisas que o cérebro frontal, ligado ao tempo-espaço, não consegue compreender sem a ajuda da intuição?

A Terra é patrimônio da humanidade; plano de cultivo da semente espiritual, ela nos é cedida como se fossemos hóspedes, não para nos colocarmos como seus donos. Após o Big Bang, toda uma cadeia de fatores foi urdida. Solo, água, ar, florestas, tudo unido pela vida para possibilitar a existência do ser humano.

São muitas as questões que se agravam num mundo que sempre se ressentiu da falta de líderes sábios e estadistas sérios, competentes e patriotas que cuidassem das contas internas e externas com equilíbrio, tendo como prioridade o aprimoramento da qualidade humana, pautando a conduta em conformidade com as leis da vida e o seu objetivo mais elevado. É essa a principal questão a ser enfrentada.

Estamos adentrando no ano de 2015, sendo que o anterior não acenou com melhorias e arrastou muitos problemas para o futuro; muitos países estão endividados, como os da Europa, que precisam renegociar dívidas no montante de um trilhão de euros e uma severa redução de empregos. O Brasil também segue nessa armadilha. Administradores relapsos comprometem o presente e o futuro.

Quais os objetivos dos indivíduos e da humanidade neste ano que começa agora? A maioria das propostas está centrada nos aspectos econômicos, o que é muito importante, mas é preciso focar no ser humano, no aprimoramento de sua qualidade, na sua saúde e preparo para a vida. Faltam estadistas sérios, competentes e líderes sábios. Falta a correta sintonização. Enfrentamos uma crise geral. As pessoas não titubeiam em causar danos a outros para satisfazer a própria cobiça, deixando de mobilizar todo o seu potencial para compreender o significado da vida e construir beneficamente.

(*) Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, e associado ao Rotary Club de São Paulo. Realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros “ Conversando com o homem sábio”, “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”, e “2012...e depois?”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7

Um galo para Asclepius
Sócrates, o filósofo ateniense, cujos preceitos influenciaram o pensamento ocidental de forma muito marcante e definitiva, tinha uma característica: ...
Tiro no pé ou tiro na mão?
Embora a economia do País tenha dado tímidos sinais de recuperação nos últimos tempos, a verdade é que ainda precisamos avançar mais e com velocidade...
Avaliação escolar: o peso de uma nota na vida do aluno
"Poderão esquecer o que você disse, mas jamais irão esquecer como os fez sentir." (Carl W. Buechner) Hoje, quero compartilhar uma grande decepção que...
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions