A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

25/10/2016 10:36

“Vou morrer, liga para a polícia”, disse mulher antes de levar seis tiros

Viviane Oliveira e Julia Kaifanny
Casa onde ocorreu o crime. (Foto: Fernando Antunes) Casa onde ocorreu o crime. (Foto: Fernando Antunes)

Após ser baleada com seis tiros na madrugada esta terça-feira (25), a mulher de 30 anos disse para uma das filhas: “vou morrer, liga para a Polícia Militar”. O crime aconteceu na Rua Santa Isabel, no Bairro Santa Luzia, em Campo Grande. O principal suspeito de ter cometido a tentativa de homicídio é o ex-marido da vítima, que estava preso no presídio de Jataí, no Estado de Goiás.

Veja Mais
Mulher é chamada no portão e baleada com seis tiros no Santa Luzia
Após oito dias da cirurgia, homem que recebeu rim do irmão recebe alta

Segundo testemunhas, a mulher estava em casa, quando foi chamada no portão e, ao atender acabou surpreendida e baleada por dois homens. Depois do crime, os suspeitos fugiram em um carro.

À polícia, a filha da vítima relatou que o padrasto saiu da cadeia e queria saber o endereço delas. Durante vários dias, o irmão do suspeito mandou mensagem, via Facebook, para a família dizendo que o homem estava na cidade. O caso está sendo investigado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Atentado - Uma vizinha de 55 anos contou que ouviu os estampidos dos tiros por volta das 2h20, mas não saiu de imediato com medo da situação. “Quando fui ver, a mulher já estava sendo socorrida pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)”, diz.

Segunda a moradora, a vítima mora com seis filhos, com idades entre 16 e 2 anos, trabalha em buffet e se mudou há pouco tempo para o local. A mulher foi atingida nas pernas, costas e tórax. Ela foi encaminhada à Santa Casa, onde passou por cirurgia no abdômen e aguarda avaliação de um médico ortopedista. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions