A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

03/12/2010 16:52

Acidente com cinco veículos e uma moto da PM paralisa trânsito na Av. Afonso Pena

Jorge Almoas e Danúbia Burema

Fluxo está lento no sentido Shopping – Centro

Colisão entre veículos foi causada pelo primeiro carro, que freou bruscamente. (Foto: João Garrigó)Colisão entre veículos foi causada pelo primeiro carro, que freou bruscamente. (Foto: João Garrigó)

Um acidente por volta das 16 horas desta sexta-feira envolveu cinco carros e uma motocicleta da Polícia Militar causou congestionamento na Avenida Afonso Pena, no sentido Shopping Campo Grande – Centro.

A batida aconteceu entre um Polo (de placas HTD-6236), um Corsa Classic (HSI-2304), uma Mercedes A190 (JTZ-6541), Celta (HTA-0604), um Voyage (HTI-9097) e uma motocicleta (HSH-1553).

A motorista do primeiro carro, o Polo, freou bruscamente, fazendo com que os demais carros se chocassem. A mulher, que não quis se identificar, contou que um Voyage havia entrado sem sinalizar na pista da esquerda, o que forçou a freada brusca.

Atrás do Polo, a administradora Sandra Elenir Freitas de Souza, de 43 anos, seguia com o Corsa Classsic quando foi surpreendida com a freada do carro da frente. “Não tinha ninguém correndo, estávamos a um metro de distancia um do outro. Eu vi quando o Voyage entrou e ela freou”, conta Sandra.

A administradora acrescenta que a motorista do Polo estava com um cigarro na mão, e que ao descer do veículo depois da batida, ficou desesperada ao ver que o cigarro tinha caído dentro do carro.

“Ela disse que só parou quando eu bati atrás. Mas não foi assim. A mulher ainda queria que eu pagasse a placa dela que entortou”, garante Sandra, que avalia seu prejuízo em R$ 1.800,00.

Maior prejuízo

O Voyage da enfermeira Gislaine Machado, de 37 anos, o último da fila dos carros envolvidos foi o mais prejudicado. A moto doada para o 10° Batalhão da Polícia Militar era guiada pelo policial militar que se identificou como Sd. Elton.

Ele conta que com a batida, foi projetado para a frente, machucando a mão, e atingindo o vidro traseiro com a arma que levava na cintura. “Fiquei mais assustada pelo meu filho”, comenta Gislaine.

O radiador do carro da enfermeira estourou, e ela terá que trocar o capô do veículo, que tem seguro.

Segunda a Ciptran, será necessária pelo menos 1 hora para liberar o tráfego, por conta da quantidade de veículos. A situação está congestionada desde a área próxima da Prefeitura de Campo Grande até a praça do Rádio Clube. Um ônibus está estacionado na pista da direita, o que torna o fluxo ainda mais complicado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions