A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/10/2016 18:06

Carteiras e cadeiras ficam expostas ao clima em escola da Capital

Secretária disse que pode ser uma troca por novas

Yarima Mecchi
Material exposto em pátio está danificado. (Foto: Fernando Antunes)Material exposto em pátio está danificado. (Foto: Fernando Antunes)

No maior colégio eleitoral de Campo Grande, a Escola Estadual Teotônio Vilela, localizada no bairro Universitária II, o cenário é de material mobiliário deteriorando no sol. Quem passa pelo local vê mesas e cadeiras no pátio, expostas às condições climáticas.

Com alguns danos, o material foi colocado bem ao lado do portão de entrada e ficava visível para quem passava pelo local. O amontoado não parece ser uma surpresa por quem foi ao colégio.

Ao todo são esperados 6.956 eleitores para votarem no colégio. Para a votação deste domingo, a rua foi fechada e apenas motos conseguiam transitar na frente da escola. O portão da Escola Estadual Teotônio Vilela abriu pontualmente às 8h e fecha às 17h.

A secretaria estadual de Educação, Maria Cecília Amendola Motta, disse que por ser domingo não tem como entrar em contato com o diretor da escola e saber oficialmente o motivo do material estar exposto.

Veja Mais
Votos brancos e nulos não anulam eleição, esclarece juiz
No maior colégio eleitoral da Capital, eleitor chega quase 2 horas antes

“Agora não tenho como verificar, pode ser que seja uma das escolas que está repondo carteiras por novas e as velhas vão para reforma. Não sei se é o caso dessa escola, amanhã (segunda-feira) vou ter a informação”.

Caridade – Em meio à deterioração de material estava o representante comercial Emerson Luiz Petla, de 42 anos, vendendo bala baiana para ajudar com as despesas da igreja que frequenta. Ele mora próximo a escola e aproveitou assim como no primeiro turno para ajudar a igreja.

“No primeiro eu trouxe 70 balas e vendi em duas horas. É bom porque ajuda a igreja a pagar as contas e manter projetos”.

Com o sucesso das vendas no primeiro turno, dessa vez Emerson levou 138 balas para vender e espera ter o mesmo sucesso. No dia 2 de outubro ele chegou ao local 9h da manhã e saiu às 11h. Neste domingo, o representante chegou mais cedo, às 8h15. “Tem que ajudar. Vamos adoçar o domingo um pouco”, finalizou.

Votos brancos e nulos não anulam eleição, esclarece juiz
Desacreditados com a política, muitos eleitores pretendem anular o voto. Outros afirmam que não vão votar neste segundo turno, o que deve aumentar o ...
Passageiros da rodoviária poderão enviar cartões de Natal gratuitamente
O Terminal Rodoviária de Campo Grande realizará entre os dias 8 e 23 deste mês a campanha Cartão Social Socicam, que oferece gratuitamente o envio de...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions