A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/11/2016 13:46

Em órgãos e bancos, bandeiras a meio mastro pela Chapecoense

Amanda Bogo
Bandeiras na Advocacia Geral da União que, assim como em diversos locais de Campo Grande foram hasteadas a meio mastro em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)Bandeiras na Advocacia Geral da União que, assim como em diversos locais de Campo Grande foram hasteadas a meio mastro em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)
No prédio da governadoria, no Parque dos Poderes, as bandeiras também ficaram a meio mastro (Foto: Marcos Ermínio)No prédio da governadoria, no Parque dos Poderes, as bandeiras também ficaram a meio mastro (Foto: Marcos Ermínio)

A tragédia que aconteceu na terça-feira (29), e vitimou a delegação da Chapecoense, que viajava para Medellín, na Colômbia, chocou o Brasil e o mundo. Por toda a parte, diversas homenagens estão sendo prestadas a equipe de Santa Catarina. Em Campo Grande, supermercados, órgãos públicos e bancos hastearam as bandeiras à meio mastro em homenagem ao desastre que deixou 71 vítimas fatais.

Veja Mais
Vinte anos separam tragédias que vitimaram grupos em ascensão
Atlético de Medellin pede que Chapecoense seja declarada campeã

A Capital sul-mato-grossense fica a mais de 900 km de Chapecó (SC), mas a distância é o que menos importa quando o sentimento de perda é compartilhado por todos em momentos como este.

Em demonstração de solidariedade, órgãos públicos como a Advogacia Geral da União, Ministério Público Federal, batalhão do Corpo de Bombeiros, Governadoria e Policia Federal em Campo Grande, deixaram bandeiras a meio mastro.

Em diversas regiões da Capital, supermercados e bancos, assim como o Hotel de Trânsito Militar, que fica localizado na avenida Afonso Pena, prestaram homenagem à equipe de Chapecó.

Chapecoense pelo mundo - O impacto da tragédia tomou grande repercussão e sensibilizou o mundo, ultrapassando a barreira do futebol e unindo povos de todas as partes. 

No Brasil, times da série A emitiram uma medida solidária onde colocam jogadores a disposição para empréstimo ao Verdão do Oeste sem custos, além de enviarem solicitação para que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), deixe a equipe catarinense fora do risco de rebaixamento pelos próximos três anos. O Palmeiras, atual campeão brasileiro, pediu para jogar com a camisa da Chapecoense no último jogo do Brasileirão.

Bandeira brasileira do Hotel de Trânsito de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)Bandeira brasileira do Hotel de Trânsito de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)

Torcedores do Atlético Nacional, que jogaria contra o Verdão do Oeste nesta quarta-feira (29), foram as ruas em vigília. Com velas e cartazes, cantavam que o time é o campeão e nunca será esquecido. A diretoria da equipe de Medellín pediu a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) que considere os catarinenses os vencedores da Copa Sul-Americana.

Homenagens ainda foram realizadas por parte de personalidades esportivas e em monumentos históricos e em estádios, que ficaram com tons de verde, como a Torre Eiffel, em Paris; Estádio Wembley, em Londres e no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

Acidente - A tragédia ocorreu na madrugada de terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. O voo da LaMia, matrícula CP2933, fretado, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

A suspeita é o acidente ocorreu devido a uma pane seca na aeronave. Setenta e uma pessoas morreram e seis sobreviveram ao desastre, porém o goleiro Danilo faleceu após o resgate. Mais de quarenta pessoas faziam parte da delegação da Chapecoense. Outras vinte e duas eram jornalistas que acompanhavam a equipe.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions