A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

01/11/2016 16:37

Familiares aproveitam véspera de Finados para a limpeza de túmulos

Estima-se que em torno de 100 mil pessoas visitem os cemitérios da cidade nesta quarta-feira (2)

Amanda Bogo e Christiane Reis
Limpeza de túmulo no cemitério Santo Antônio, na tarde desta terça-feira (Foto: Christiane Reis)Limpeza de túmulo no cemitério Santo Antônio, na tarde desta terça-feira (Foto: Christiane Reis)
Campo-grandenses foram até o cemitério Santo Amaro para limpar túmulos e colocar flores (Foto: Christiane Reis)Campo-grandenses foram até o cemitério Santo Amaro para limpar túmulos e colocar flores (Foto: Christiane Reis)

O Dia de Finados, celebrado na quarta-feira (2), é uma data para prestar homenagens a familiares e amigos queridos que não estão mais vivos. Com objetivo de deixar tudo pronto para a data, alguns campo-grandenses foram até os cemitérios da cidade na tarde desta terça-feira (1º), limpar e organizar os túmulos.

Veja Mais
Cemitérios e paróquias da Capital terão celebrações no Dia de Finados
Celebrações marcam o dia de finados no Cemitério Parque Campo Grande

A aposentada Maria Simões, 68 anos, aproveitou para ir ao cemitério São Sebastião, localizado no bairro do Cruzeiro, região norte da cidade, para limpar o túmulo do marido, que faleceu há 17 anos. “Todos os anos venho deixar tudo arrumadinho. Acho importante ter este carinho, porque as pessoas se foram, mas a saudade ficou”, desabafou.

Acompanhada da neta de 13 anos, Thyeissi Miyashiro, afirmou que hoje foi dia de deixar tudo pronto para amanhã prestar homenagens e realizar orações ao marido. “Amanhã a gente retorna com os filhos e fico mais tempo. Hoje deixo tudo arrumado e limpo, com algumas flores”.

Cláudia coloca flores no túmulo do avô, no cemitério Santo Amaro, que faleceu há 20 anos (Foto: Christiane Reis)Cláudia coloca flores no túmulo do avô, no cemitério Santo Amaro, que faleceu há 20 anos (Foto: Christiane Reis)

No mesmo cemitério, Hiromilha de Oliveira Rodrigues, 46, foi acompanhada de um casal de amigos e da filha deles para colocar flores e limpar o túmulo do marido, que faleceu em 2006, e dos dois filhos, mortos em um acidente de carro em 2008.

Ela realiza as visitas mensalmente como uma maneira de matar a saudade dos familiares, e assim como Maria, voltará amanhã no local onde realizará orações por eles. “Para mim todo dia é um dia triste, é um dia igual e é uma dor que não passa”, lamentou.

Santo Amaro - No cemitério da região do Santo Amaro, a movimentação era a mesma. A funcionária pública Cláudia Maria Guimarães de Oliveira, 37 anos, que visitava o túmulo do avô, destacou que o Dia de Finados é um dia especial. “Procuro estar visitando aqui durante todo o ano, mas o Dia de Finados tem um significado importante, é especial. Na véspera aproveitamos para trazer flores, limpar e prestar homenagem para nunca esquecer de quem faleceu”.

Cinco familiares de Cláudia Silva de Oliveira, 44 anos, que estão sepultados no Santo Amaro: a avó, a mãe, dois irmãos e uma prima. “Durante o ano aperta a saudade e venho. Hoje vim realmente limpar e deixar as flores, sinalizando que alguém está cuidando. Talvez amanhã retorne. Para mim, o Dia de Finados é dia de homenagem, de relembrar e matar a saudade”, finalizou.

Movimentação - De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, por meio de sua assessoria de imprensa, de segunda-feira (31) até às 16 horas desta terça-feira, cerca de cinco mil pessoas estiveram nos três cemitérios da cidade. Para amanhã, a expectativa é de 100 mil visitações sejam realizadas durante todo o dia.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions