A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

01/12/2016 18:44

Hospital ficará sem fazer partos por 3 meses e pacientes serão transferidos

Vigilância Sanitária interditou centro cirúrgico de unidade de saúde nas Moreninhas nesta quinta-feira; foi constatado que local estava em condições insalubres

Anahi Zurutuza
Hospital da Mulher, na Moreninhas (Foto: Alcides Neto)Hospital da Mulher, na Moreninhas (Foto: Alcides Neto)

O centro cirúrgico do Hospital da Mulher das Moreninhas – bairro do sul de Campo Grande –, que funciona basicamente como uma maternidade, ficará fechado por ao menos três meses, se depender da Vigilância Sanitária Estadual. As salas para cirurgias foram interditadas nesta quinta-feira (1º).

Veja Mais
Governo garante R$ 15,9 milhões para início das obras de Hospital Regional
Vigilância Sanitária interdita sala de cirurgias do Hospital da Mulher

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde, a vistoria foi feita no local por fiscais das vigilâncias do Estado e do Município. A SES não detalhou os problemas encontrados no local, mas o Campo Grande News apurou que as condições foram consideradas insalubres para a realização de partos e outros procedimentos.

Os pacientes internados no local serão transferidos para o HR (Hospital Regional), HU (Hospital Universitário) e Maternidade Cândido Mariano. A SES, contudo, não informou quantas pessoas estão em tratamento da unidade das Moreninhas.

Consulta e o atendimento ambulatorial não pararam. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) ainda não se posicionou sobre a interdição.

A última informação dada era que a coordenação de urgência e emergência e a direção do Hospital da Mulher estavam reunidos para decidir que providências vão tomar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions