A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

26/10/2016 08:48

Médica é agredida e xingada ao negar atestado a paciente em UPA

Luana Rodrigues

Uma médica de 33 anos foi agredida e xingada ao recusar um atestado a uma paciente. O caso ocorreu na noite desta terça-feira (25), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, em Campo Grande.

Veja Mais
Ossada de oitava vítima de 'serial killer' é encontrada no Veraneio
Sem reajuste, motoristas dizem que vão cruzar os braços nesta terça-feira

Conforme informações do registro da ocorrência, a médica contou que estava finalizando o atendimento a paciente Gleicy Sarati Cardoso, 39 anos, quando a mulher lhe pediu um atestado.

A médica se negou a confeccionar o documento a paciente, pois "não viu necessidade". Diante da negativa, a paciente teria desferido um tapa no rosto da médica, a empurrado e xingado de “vagabunda, inútil”.

A servidora pediu por socorro e guardas da UPA algemaram a mulher até a chegada da polícia. Aos policiais, Gleicy negou as acusações, porém confirmou que “a desmereceu por ter sido tratada com desdém”.

O caso foi registrado como vias de fato e desacato a servidor público no exercício do função.




Nunca fui a favor da violência em circunstância alguma, aplicar a Lei que desrespeita o funcionário publico é muito fácil, e a forma do atendimento e o descaso com os usuários dos postos de saúde como é classificado? quem pune? é bom que o gestor e o maldito CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE funcione e pare fazer só o que o gestor quer. Ou eu estou erado?
 
José Fagundes da Silva em 26/10/2016 16:08:37
Certeza que queria atestado para dar o golpe no trabalho, não trabalhar sendo que esta apta. pouca vergonha mesmo
 
Junior em 26/10/2016 09:24:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions