A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

08/12/2010 13:08

Mulher é morta pelo marido na Capital e ele se entrega em São Gabriel

Ana Maria Assis
Maria Lúcia, 45 anos, foi encontrada morta em sua casa, no bairro Bosque de CarvalhoMaria Lúcia, 45 anos, foi encontrada morta em sua casa, no bairro Bosque de Carvalho

Maria Lúcia de Souza, 45 anos, foi encontrada morta no quarto dos fundos de sua casa, no bairro Bosque de Carvalho na Capital, e seu marido já se apresentou na DP (Delegacia de Polícia) de São Gabriel do Oeste, como culpado pela morte da mulher.

A Polícia Militar foi acionada na tarde de sábado (4), pois uma vizinha havia suspeitado do desaparecimento. Ao chegar à casa, os policiais encontraram o corpo de bruços no chão.

O laudo pericial ainda não foi entregue à 3ª DP (Delegacia de Polícia), no entanto os sinais iniciais eram de homicídio.

Conforme o delegado Dimitri Palermo, que investiga o caso, o marido de Maria se apresentou na delegacia de São Gabriel do Oeste, mas não ficou preso porque conseguiu se livrar do flagrante.

Dimitri disse que, por telefone, o delegado do município afirmou que o marido alega ter enforcado a esposa após ela ter tentado agredi-lo com uma faca.

Fátima de Souza Oliveira, irmã de Maria, contou que a mãe soube da morte da filha apenas no domingo a tarde. “Minha mãe resolveu passar na casa da Maria Lúcia para ver como ela estava, e não encontrou. Perguntou para os vizinhos e assim que ficou sabendo da morte da minha irmã”, disse Fátima, ainda abalada com o assassinato.

Segundo a irmã de Maria Lúcia, ela morava com o marido há apenas três meses. Fátima diz que o nome dele é João Batista, e que é bem mais velho que Maria Lúcia. “Ele tem mais de 60 anos”, disse.

Fátima mora em São Paulo e veio a Campo Grande após saber da morte da irmã. “A Lúcia nunca comentou nada disso com minha mãe, se ele era agressivo ou não. Nós não estamos nada bem agora, vou saber como estão as investigações e depois vou levar minha mãe para São Paulo comigo”, disse ela.

Conforme o delegado Dimitri, o marido de Maria Lúcia será indiciado. Ele se apresentou na delegacia de São Gabriel do Oeste acompanhado de um advogado, e o relatório do depoimento deve ser entregue na 3ª DP da Capital nesta sexta-feira (10).

Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...
Marido agride mulher e tenta se enforcar em seguida, mas vai preso
Depois de agredir a esposa, de 45 anos, homem de 26, tentou se enforcar, mas acabou preso, esta noite (10) em Vicentina, a 255 quilômetros de Campo G...



Responsta ao 5° comentário (Abdo Salomao Jamil):

Infelismente, no atual estágio da sociedade contemporânea, ainda deparamo-nos com concepções estremamente intolerante, machista e preconceituosa. É um absurdo ler tamaha bárbarie de um cidadão, que se não tem,um dia teve uma mãe, irmãs, esposoa e filhas. A violência contra a mulher deve ser incondicionalmente, por homens e mulheres de bem, combatida. Posição como essa, retrata o verdadeiro horror vivenciado pelas mulheres em muitos lares em nosso país. Esse comentário deve ser repudiado em todos os seus sentidos. Na boa, não há nada que venha a somar em tamanha barbaridade. Certamente, sua esposa, filhas, mãe já sentiram na pele sua intolerância! Em defesa de todas as mulheres. Quem cala, consente. Denuncia sempre!
 
Orlando de Almeida Filho em 09/12/2010 11:24:02
se ele e inocente ou nao nao justifica ele tirar vidas.e um absurdo esse primeiro cometario.
 
sonia maria em 09/12/2010 08:19:52
A lei tem que ser cumprida independente se eh branda ou nao.. se favorece alguem ou nao.. o ilustre delegado apenas cumpre o que determina a lei. (infelizmente, diga se de passagem).
 
marcos amaral em 09/12/2010 08:02:14
Nada justifica essa pessoa ter ceifado a vida de outra, por mais que tenha sofrido nas maos dela, que a levasse a justiça, que é para quase todos ou se separasse. A Lei Maria da Penha precisa ser protetiva para funcionar, afinal sao vidas e integridade fisica que ela protege tanto de homens quanto de mulheres. Existem sim pessoas aproveitadoras porém, estão em igual patamar hoje em dia. Apesar da idade ele tem que pagar sim como qualquer cidadao criminoso.
Só quem pode tirar a nossa vida é Deus. Ele nos deu Ele tira.
 
zenilza sampaio em 09/12/2010 07:32:56
EU ACREDITO QUE NADA JUSTIFICA TAL VIOLENCIA,QUEM SOMOS NÓS PARA TIRAR A VIDA DE ALGUEM,ESTAMOS FALANDO DE UMA VIDA,NÃO DE UM OBJETO DESCARTÁVEL.A VERDADE É QUE ESSE POBRE HOMEM SE CONDENOU, POIS TERÁ QUE CONVIVER COM ESSA CULPA O RESTO DE SEUS DIAS.
 
LEILA SOARES em 09/12/2010 07:29:43
A violência é sempre ruim, seja contra homens ou contra mulheres. Infelizmente as mulheres sofrem mais porque são mais fracas fisicamente, Porém, não devemos generalizar, ou comparar fatos com os nossos problemas pessoais, principalmente sem conhecimento de causa. E, acima de tudo, boa ou ruim, justa ou injusta, a lei tem que ser cumprida.
 
Maria Tereza Silveira de Oliveira em 09/12/2010 06:16:01
Tais fatos estao ocorrendo pela total falta de respeito tanto do homem quanto da mulher, as pessoas deixam chegar neste ponto de agressoes e até morte e é tbém falta de Deus,
violencia, há em varias áras e níveis sociais desde a antiguidade, mas atualmente está demais; é a falta de estrutura dentro de casa, não se tem mais quem de boa educação, pois se preocupam só em satisfazer os caprichos dos filhos e esquecem do principal, que é a EDUCAÇÃO. TENHO DITO.
 
rose domingues em 08/12/2010 11:35:13
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, clara e totókkkkkkkkkkkkkkk

Ri porque achei engraçado, mas concordo com o indivíduo sobre mulheres que usurpam homens, mas penso que eles gostam, pois conheço um que a mulher uisurpava, casou novamente e continua sendo usurpado e
é pela familia inteira, ai é pra acabarrrrrrr.
 
Rose Domingues em 08/12/2010 11:31:09
Ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém... mesmo que essa pessoa transforme a sua vida em um verdadeiro inferno, a vida Humana é preciosa demais pra ser perdida assim!! Por favor... Não queira justificar um assassino!
 
Gilcelli Santos em 08/12/2010 09:52:00
Independente de qualquer erro e de qualquer uma das partes, a vida do ser humano deve ser preservada a qualquer custo, haja vista que não justifica sob qualquer hipótese, existem leis e estão ai para serem cumpridas, independe da morosidade e do descrédito da justiça e de suas leis que não caberiam mais nem no século passado datavenia evolução da sociedade, se vivessemos em um país descente, onde o que interessa é o poder para vias tranvesas a riqueza e corrupção, deveríamos ter a prisão perpétua com trabalhos forçados, onde o apenado recebesse um benefício revertido para família, caso nao tivesse família, seria revertido para algo em benefício ao patrimonio publico e a sociedade, mais infelizmente custa mais caro construir edificações e sustentar a máquina penal, do que construir escolas, pois um país que tem educação e saude como prioridade, tem um numero de presidios muito pequeno, mais não é de interesse do governo que isto aocnteça afina acompanhe meu cauculo: EDUCAÇÃO 100% - ANALFABETISMO +SAUDE = SOCIEDADE POLITIZADA E SOCIEDADE POLITIZADA NÃO VOTA EM QUALQUER UM...SIMPLES NÃO!!!
 
Gustavo césar capilé gonçalves em 08/12/2010 09:04:13
Se ele é que tivesse morrido, ela alegaria a mesma coisa que foi dita pelo marido: de que foi legítima defesa. Nunca saberemos a verdade. Se alguém tentar me esfaquear, independente de quem seja, tento me defender também, e se for preciso, enforco-a também. É a minha vida ou a de outra pessoa; prefiro a minha.
 
Antonio Valteir em 08/12/2010 08:50:37
Será que o João de Paula conhece os autos do inquérito para saber se estão presentes os requisitos da prisão preventiva ou será que comenta sem conhecer do que comenta.
 
André M. Gonçalves em 08/12/2010 08:02:31
Francamente deveriam ter mais sensibilidade. Ninguém acusou o homem (Abdo Salomao Jamil). Ele mesmo se acusou... Ele mesmo se entregou. Só não ficou preso porque a lei brasileira é branda. Se fosse na terra dos teus antepassados (Abdo Salomao Jamil) ele seria no minimo enforcado.
 
Paula Tejando em 08/12/2010 07:18:54
PARABÉNS ABDO!!! COMO VOCÊ É UM HOMEM SENSÍVEL...IMAGINO O QUE SUA ESPOSA DEVE PASSAR EM SUAS MÃOS....NEM POR ISSO ELA TE MATA. MAS PENSO QUE TIRAR A VIDA HUMANA NÃO SEJA JUSTIFICATIVA...TAL BARBÁRIE ACONTECE POR EXISTIR AINDA PESSOAS QUE SE PREVALECEM (COM C) DA FRAGILIDADE DE NOSSA JUSTIÇA E COMETEM ESTAS ATROCIDADES, POIS O PÃO PARA SER BEM AMASSADO DEVE SER COM DOIS SS. MAS COITADO DESTE ASSASSINO...ELE MERECE O CÉU....
 
VILMA ROSA DA SILVA GEROLIM em 08/12/2010 07:16:51
Sr. Abdo só Deus sabe o tamanho do pecado que falou. Não existe justificativa para se assassinar alguém, mesmo que maltratado, pra isso existe lei. E a violência contra as mulheres não aumentou, o que está ocorrendo é que as mulheres que antes sofriam caladas estão tendo coragem de denunciar homens ignorantes, machistas e que pensam que pode bater, torturar ou matar uma mulher. Fico triste de ver que tem gente que acha normal isso. A lei Maria da Penha é um avanço, e quem não quer ser processado ande corretamente, tanto nas leis dos homens e nas leis de Deus que nada terão para ter "usurpado". Parabéns pela reportagem, bem escrita e isenta de opinião. Termino deixando meus sentimentos à família e principalmente à mãe que é a que mais sofre.
 
katia rosana em 08/12/2010 07:03:07
respondendo ao leitor abdo
não concordo com a sua colocação amigo, pois desta forma esta caracterizado apologia ao crime contra a mulher. Temos que ser coerentes e combater a violencia em especial contra a mulher, pois ela é indefesa e ainda mais quando se depara com machistas como vc se mostrou. A mulher é ser divino e sua conduta depende do tratamento que recebe, existem ainda machistas que aprovam violencia como esta.tornando a mulher ainda mais fragil e sempre vitima, abomino seu comentario
 
israel cardoso de andrade em 08/12/2010 07:01:33
A LEI MARIA DA PENHA OU LEI 11340 NAO PODE SER CONSIDERADA INCONSTITUCIONAL, POIS NAO PRIVILEGIA NEM FAVORECE QUEM QUER QUE SEJA, SENAO PROTEGER A FAMILIA. TANTO MULHER COMO HOMEM, FILHO, NAMORADO, OU SEJA, ONDE HOUVER RELAÇAO DE AFETO. ISONOMIA IMPARCIALIDADE ETC... SAO PRINCIPIOS CONTIDOS NESTA LEI. PORTANTO ACHAR QUE UMA PESSOA DEVA OU MEREÇA SER MORTA, POR NAO AGRADAR O MARIDO E UM RETROCESSO CRUEL.( Sº ABDO ) DEVEMOS PROTEGER A FAMILIA...
 
marcio de oliveira silva em 08/12/2010 06:36:49
Só de pensar que existe gente que deve ser da pior espécie, com dna de bandido para defender um covarde é de dar nojo! Se estava ruim a convivência porque não separou? O duro é certos babacas e covardes justificar a morte da mulher! Esses aí não enfrentam outro homem. Sabem porquê? Na hora H viram mocinhas!
 
Alexandre Silveira Leite em 08/12/2010 06:23:18
Com todo respeito, por acaso, por sofrer tanto com uma mulher, ou pessoa, de qualquer sexo que seja, lhe dá o direito de perder a cabeça e matá-la? Hoje em dia homens, mulheres, crianças, pais, filhos sofrem com pessoas que só querem desestruturar, abalar, tirar o pouco de paz que existe, exigir dinheiro, mas matar não resolve absolutamente nada na vida!
 
Christiane Mesquita de Almeida Mahrous em 08/12/2010 06:07:08
Só pra esclarecer: a Lei Maria da Penha não tem nada a ver com pensão alimentícia, é para os casos de violência doméstica contra a mulher. E esse caso apresentado na reportagem é homicídio, pra não dizer femicídio, é assassinato, código penal. O fato é que são as mulheres sim as grandes vítimas de violência doméstica praticada por seus maridos e assassinadas diariamente em todo o mundo devido ao machismo que ainda nos assola. Isso são as estatítsticas que mostram e a história de luta das mulheres não é por acaso. Esse tipo de violência é histórica, cultural e continuará enquanto houver pessoas MACHISTAS que ainda tentam defender um crime tão brutal. NADA justifica uma barbárie como essa! E para aqueles que ainda encontram justificativa, analise as estatísticas, informe-se e reflita sobre seu próprio machismo. Precisamos acabar com a violência contra as mulheres. Mulheres, usemos sim os nossos direitos. A Lei Maria da Penha é mais uma conquista, mas ainda temos que lutar contra um pensamento patriarcal e machista que permeia toda a nossa sociedade.
 
Márcia Paulino em 08/12/2010 05:59:59
CHAMAR DE INCONSTITUCIONAL UMA LEI QUE É FRUTO DE ANOS DE LUTAS DAS MULHERES CONTRA UMA SOCIEDADE MACHISTA, ONDE A MULHER AINDA É VISTA POR MUITOS COMO AQUELE SER INFERIOR E SUBMISSO AO SEU HOMEM É UMA BESTIALIDADE, SUGIRO AO SR ABDO JAMIL QUE APROFUNDE SEUS CONHECIMENTOS SOBRE A LUTA DAS MULHERES PELOS DIREITOS IGUAIS. NEM MAIS , NEM MELHORES, APENAS IGUAIS.
 
REGIANE DA SILVA em 08/12/2010 05:42:43
Nada justifica uma pessoa tirar a vida da outra, o culpado tem que pagar pelo seu crime. A Lei Maria da Penha existe para ajudar mulheres que vivem em situações de violência e não sabe como sair dela, não é fácil,mas é necessário dar o primeiro passo e pra isso temos o Centro de Atendimento a Mulher que tem profissionais qualificadas na área de Assistente Social, Psicologia e Defensoria Jurídica e também uma casa abrigo se for o caso. Divulguem e ajudem essas mulheres a terem uma vida digna.
O telefone de lá é 0800 67 1236 (ligação gratuita)
 
Suzy Katiane em 08/12/2010 05:32:30
Neste momento não se discute se quem morre era ou não santinho. A verdade e que ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Esse criminoso deve pagar pelo bárbaro crime que cometeu, pois nada justificar tamanha brutalidade. Que Justiça seja feita, o mais breve possivel.
 
arlete em 08/12/2010 05:20:26
VIOLENCA CONTRA A MULHER: Prática comum por muitos homens que se dizem homem, mas na verdade não é homem e sim é um mediocre. Na verdade o que ocorreu foi a disciplina perante a lei penal para aqueles que não cumprem suas obrigações e responsabilidades no seio familiar, portanto a lei maria da penha não tem nada de incostitucional e sim trata de casos especifico que são aplicados com eficiencia e eficacia no tacante a punir os trangressores por atos lesivos a saude e a integridade da mulher. Portanto aquele que transgride tem que responder a luz da lei. Se fizer uma visita ao Presidio de Segurança Maxima e perguntares quem é inocente, mesmo com sentença transitado em julgado todos com certeza responderão que são inocentes.
 
cicero aparecido pereira em 08/12/2010 05:19:30
Parece que cada vez a vida está sendo mais banalizada, mas a justiça divina não falha, não matarás...
 
Sandro Lima em 08/12/2010 04:53:07
As pessoas só sabem criticar e reclamar da Justiça, porém, ninguém quer testemunhar nada e não ajuda a polícia e a justiça, mas sabem bem reclamar. Quando são chamadas para depor, mentem, dizendo que não viram nada, assim, parem de reclamar e façam algo, pois a segurança pública depende da participação de todos.
 
Denílson Garcia em 08/12/2010 04:52:35
Nada justifica um crime covarde como este...mas a leis são falhas, logo este homem será dado como foragido e voltara a matar novamente, graças a nossa justiça...
 
Aline Moura em 08/12/2010 04:49:59
Que mundo voce vive senhor Abdo Salomao Jamil ?!?!?!?! Como pode escrever tolices dessa magnitude, independente de qualquer coisa que aconteceu entre o casal ,violência doméstica ou qualquer outra e abominável.Acho que você esta vendo muita televisão e dando palpites equivocados....
 
Leila dos Santos em 08/12/2010 04:44:57
Me admira o fato de algumas pessoas ainda ficarem a favor de um ASSASSINO.
Independente de ele estar certo ou não, não se pode tirar uma vida assim, sem mais nem menos. Infelizmente quem perde é quem morre, pois ele continua vivo e solto, podendo fazer a mesma coisa a qualquer momento, pois nossa justiça é falha.

P.C.R
 
Rojas em 08/12/2010 04:36:49
Madresita de Dios, vou é ficar bem na minha, bem quietinha, cuidar bem do meu maridinho porque a coisa tá muito feia para o lado feminino, pelo visto já virou moda, aliás pela pouca importância que dão era de se esperar que "eles" tomassem gosto pela pratica.
 
Deometildes Marques em 08/12/2010 04:30:51
Muito me admiro da ignorância de algumas pessoas em generalizar o comportamento da mulher.Tenho mais de 40 anos,sou divorciada acabbei de criar meus 2 filhos sem nunc ter precisado de um centavo do pai deles,me orgulho por vê-los criados,formados,sem nunca ter q pedir um lápis para o pai deles,pois sempre fui suficientemente capaz de trabalhar e manter minha fam~ilia sozinha.É necessário q se reflita antes de criticar.
 
Dayse Rondon em 08/12/2010 04:13:38
Meu "Amigo", Abdo, este Santo Homen... leva ele pra casa e apresenta pra sua mãe ou irmã...outra coisa pessoa alguma é obrigada a conviver com outrem, para isso existe algo chamado SEPARAÇÃO,e talves você não saiba PASSIONE é uma novela, (não é baseada em fatos reais) e o Tony Ramos (totó) e Mariana Ximenes (Clara) depois de gravarem as cenas desta novela partem cada um para sua casa e vivem tranquilos,e a população de mulheres que apanham são ameaçadas agredidas estupradas e mortas está cada dia maior tanto que a lei tenta criar mecanismos para defede-las de alguns homens que são violentos, alcolatras ou apenas que não saibam ouvir um NÃO delas, simples assim mas infelizmente não é a primeira e não será a última, fica aqui uma mensagens para todos que ainda ficam indignados com tanta violencia e esperança na JUSTIÇA.
 
sandra lima em 08/12/2010 04:02:12
Pode até ser verdade que pessoas se aproveitem de outras em virtude de leis que as proteja, no entanto, o que justifica assassinar uma senhora de 45 anos? Nada....
 
AGRICIO ARAUJO em 08/12/2010 03:55:47
Se esta mulher, tentou assassinar este homem (indefeso), será o que ele pode ter aprontado? mesmo assim nada justifica ceifar a vida de um ser humano, principalmente uma mulher.... pois já tive muitas mulheres; santas e demoniacas, mas graças a Deus saimos ilesos... vamos usar a inteligencia e a pratica da coerencia e parar-mos de matar por qualquer motivo.... O resumo de tudo isto é: uma familia chorando na porta de uma delegacia e outra chorando na porta do cemiterio
 
Gilson de Almeida em 08/12/2010 03:51:01
Acusar o homem é facil, depois de morto todo mundo vira santo. Só Deus para saber o que este homem deve ter sofrido nas maos desta mulher para praticar tal ato. Se tem amentado tanto a violencia contra mulheres nao é atoa. Nao estou generalizando, e nem acusando esta mulher pois nao sei o motivo dos fatos. Mas muitas mulheres se prevalesem de tantas lei protetivas como esta inconstitucional maria da penha para usurpar homens, viver as custa de pensao alimenticia, etc. Quem nao conhece algum homem que ja passou o pao que o diabo amasou nas maos de uma mulher. Bom exemplo este da novela Pasione da Clara e Totó.
 
Abdo Salomao Jamil em 08/12/2010 03:22:04
A reportagem foi bem escrita... expos os fatos sem inducao a opiniao publica de que o cidadao é simplesmente um assassino ou se defendeu... de qualquer forma, ocorreu inducao no titulo da reportagem porque sugere uma especie de negligencia policial. os fatos demonstram que tudo foi feito na legalidade sem favorecimento do cidadao, o que me parece correto... quando a policia cumpre a lei nao devemos pensar que foi frouxa, apenas cumpriu o que esta escrito. devemos nos indignar com prisoes sem respaldo legal se houverem... TODOS SOMO INOCENTES ATE SE PROVAR O CONTRARIO!!!!
 
Antonio P. Souza em 08/12/2010 03:05:24
SERÁ QUE O DELEGADO DIMITRI JÁ REPRESENTOU PELA PRISÃO PREVENTIVA OU SERÁ QUE FICOU NO ESQUECIMENTO.
 
JOÃO DE PAULA em 08/12/2010 02:45:54
Não podemos nos acomodar diante de tal barbárie, é preciso aplicar a punibilidade no máximo para repreender esse tipo de violência contra a Mulher, que é bênção de Deus em nossa vida. Que a justiça impere sobre todo ato que fere e lesiona a vida das pessoas!!!!
 
Alfio Leão em 08/12/2010 02:31:34
VIOLENCIA CONTRA A MULHER: Mais um crime bárbaro contra a mulher, temos que persistir na luta pelo fim da violencia contra a mulher e denunciar os agressores para que possam serem punidos no rigor da lei maria da penha e evitar que assassinatos como esse continue acontecendo.
 
Áurea Domingues em 08/12/2010 01:52:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions