A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

01/12/2016 21:52

Professores de Educação Física são premiados pelo programa Sanear é Viver

Nyelder Rodrigues
Professor recebeu o prêmio das mãos dos diretores da Águas Guariroba (Foto: Divulgação)Professor recebeu o prêmio das mãos dos diretores da Águas Guariroba (Foto: Divulgação)

Foram premiados nesta quinta-feira (1) em evento realizado na sede da Águas Guariroba, em Campo Grande, os vencedores da edição de 2016 do programa Sanear é Viver. Os prêmios oferecidos aos diretores e professores finalistas foi um notebook para o primeiro colocado, um celular para o segundo e um tablet para o terceiro.

Veja Mais
Mulher nega entregar a bolsa e leva coronhadas de assaltante
Encontrado perdido em mata é homem de 42 anos com problemas psiquiátricos

A proposta do Sanear é Viver feita aos professores de educação física das escolas municipais de Campo Grande foi de que eles associassem o tema saneamento básico ao conteúdo da disciplina.

Os planos de aula apresentados pelos dez finalistas discutiram com os alunos de 1º ao 9° ano como é feito o tratamento da água que chega às residências, necessidade de se evitar o desperdício de água, cuidados com as fossas sépticas, riscos em consumir água de poço e limpeza das caixas d’água.

Os assuntos relacionados ao saneamento básico foram abordados em vídeos, na confecção de cartazes, leitura de textos em sala, jogos e brincadeiras na quadra poliesportiva.

Apresentado pelo professor Alexandre Rios Pereira, da Escola Imaculada Conceição, o plano vencededor conta com atividade de simula um lago contaminado com garrafas pet e argolas espalhadas pela quadra de esporte. Na brincadeira, as argolas representam pedras, nas quais os alunos têm que pisar para recolher o lixo que polui o lago.

De acordo com Pereira, o prêmio é um incentivo para trabalhar de forma diferente. "Fomos desafiados a apresentar novas propostas que motivem os alunos", comenta o professor. Para ele, a temática apresentada possibilitou ampliar a visão dos docentes e dos alunos sobre o que pode ser feito na disciplina de educação física.

Segundo Willian Carvalho, gestor de Projetos Sociais da empresa, não foi tarefa fácil escolher os três melhores pela elevada qualidade dos trabalhos apresentados. Como critério de avaliação foram considerados: criatividade, fundamentação teórica e didática e a facilidade de aplicação das atividades.

Em segundo lugar ficou Luciene Gamarra, da escola Professor Licurgo de Oliveira Bastos. Com seus alunos do 6º ano, ela fez a brincadeira de pega-pega, na qual o pegador estava contaminado por doença causada pela falta de tratamento de água.

Ao desenvolver o plano de aula, Luciene abordou também assunto relacionado à matéria de ciências e afirma sentir-se gratificada. "É muito bom saber que somos capazes de trabalhar um plano multidisciplinar. Fez a gente sair da zona de conforto", resume a professora

O terceiro lugar ficou com Adriano Adania, da escola Professor Nelson de Souza Pinheiro, que montou uma brincadeira com tatame e bolas de plástico coloridas e azuis, as primeiras representam o esgoto e as outras, água tratada. Na atividade, as crianças devem fazer a separação das bolas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions