A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

25/10/2016 15:42

Secretaria vê caso como algo isolado e direção deve se reunir com pais

Adriano Fernandes
Cerca de 30 alunos participavam da confraternização na manhã de ontem (24). (Foto: Adriano Fernandes) Cerca de 30 alunos participavam da confraternização na manhã de ontem (24). (Foto: Adriano Fernandes)

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) vai investigar administrativamente o caso da estudante de 14 anos que entrou em coma alcoólico, após ingerir bebida durante uma festa na Escola Municipal Professora Maria Lúcia Passarelli, no Aero Rancho, em Campo Grande.

Veja Mais
Erro é vender para menor de 18, diz promotor sobre bebedeira em escola
Vodka com energético teria causado coma alcoólico em adolescente

De acordo com a secretaria, a direção da escola fará uma reunião com os pais dos 30 alunos do 9º ano da instituição e dos demais estudantes que participavam da festa, para discutir o que realmente aconteceu no dia. A unidade tem 1600 alunos matriculados.

Em nota, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) afirma que a situação é um fato isolado, e por isso está sujeita a todas as medidas cabíveis e possíveis para o seu devido esclarecimento. No entanto, o órgão não confirmou oficialmente qual foi a bebida ingerida pela estudante.

Ao Campo Grande News, outros alunos do colégio disseram que a garota ingeriu um mistura de vodka com energético. A Semed (Secretaria Municipal de Educação) confirma que uma bebida foi servida à menina, mas não especificou qual.

No posto de saúde do bairro Aero Rancho, para onde ela foi levada depois de passar mal, funcionários informaram a reportagem, na tarde de ontem (24), que a garota chegou ao local em coma alcoólico. Ela tomou soro e passava bem. Os pais da aluna também evitaram falar com a imprensa. 

Na escola - A ingestão da bebida ocorreu durante confraternização iniciada após a divulgação de notas de provas, por volta das 09h de segunda-feira (24). Em nota, divulgada na última segunda-feira (24), a Semed informou que “um dos alunos que participava da festa levou em sua mochila uma garrafa pet de refrigerante aparentando ter um litro de bebida – o que não transmitiu desconfiança de ter bebida alcoólica – e ofereceu, posteriormente, a bebida à aluna – de 14 anos – que, após o consumo, passou mal, vomitando”. Os pais da aluna foram acionados logo em seguida.

Adolescente é socorrida em escola; suspeita é de ter ingerido bebida alcoólica
Um adolescente de 13 anos foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, no fim da manhã desta segunda-feira (24). A equipe foi chamada para socorrer a menin...
Grupos culturais da UCDB realizam 'Cantata de Natal' no domingo
Será realizado no domingo (11) em Campo Grande a Cantata de Natal da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), que reúne o coral da universidade, os gr...



Só falta algum dos pais dos alunos culparem o professor que se dispôs a cuidar dos adolescentes. A RESPONSABILIDADE de educar e ensinar o que é certo ou errado pertence aos PAIS/RESPONSÁVEIS. Nenhum professor vai verificar a mochila dos alunos e isso nem é permitido, constrange os alunos. EDUCAÇÃO vem de casa!
 
Ju em 25/10/2016 16:20:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions