A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

04/09/2012 16:39

Situação é tranquila em nova área invadida por índios em Paranhos

Nadyenka Castro

Grupo de 400 indígenas da etnia guarani nhandeva entraram nas propriedades rurais nessa segunda-feira

Guarani kaiowás na área Arroyo Korá, ocupada desde 10 de agosto. (Foto: Grupo Aty Guasu)Guarani kaiowás na área Arroyo Korá, ocupada desde 10 de agosto. (Foto: Grupo Aty Guasu)

É tranquila a situação nas propriedades rurais invadidas por 400 indígenas nessa segunda-feira, em Paranhos, a 469 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. De acordo com a Funai (Fundação Nacional do Índio), não houve confronto com fazendeiros.

Os índios da etnia guarani nhandeva ocuparam a área que chamam de Potrero Guassu para reivindicar a posse. Potrero Guassu foi considerada terra indígena no ano 2000, tendo 4.025 hectares de extensão e ainda é ocupada por fazendeiros por força de liminar judicial.

Além da fazenda ocupada, a Jatobá, há no interior da terra indígena outras duas propriedades, a Ouro Verde e a Nova Fronteira. Juntas, elas ocupam quase 3 mil hectares dos 4 mil hectares totais da terra.

Segundo as lideranças indígenas, a retomada é a concretização do movimento pelo direito à terra, que emperra na guerra de liminares da justiça brasileira: “Não vamos mais esperar, já esperamos muito, nossas tekohás serão nossas”, disse o grupo.

No dia 10 de agosto, os guarani kaiowás retomaram outra área indígena, Arroyo Korá, também no município de Paranhos. Na ocasião, os índios foram atacados por pistoleiros que, segundo eles, foram contratados por fazendeiros, para tentar impedir o movimento que luta pelos direitos indígenas em Mato Grosso do Sul.

Índios ocupam fazenda em Paranhos para cobrar demarcação de terra
Índios guarani kaiowá e nhandeva ocuparam esta manhã (3) uma fazenda instalada em área declarada indígena em abril de 2000. A propriedade fica a cerc...
Reunião entre índios e MPF termina com tiros e susto em Paranhos
Uma reunião entre o MPF (Ministério Público Federal) e índios da aldeia Arroio-Korá, no município de Paranhos, terminou com cinco tiros disparados po...



Sílvicolas! Será que são tão inocentes assim?
Tonto é quem compra terras no Brasil, como tudo isso era povoado por índios creio que o país inteiro seja deles.
Porque eles não invadem a cidade, na verdade o que todos querem é ser fazendeiros mesmo, ou alguém acha que esses inocentes vão viver da caça e pesca?
 
Pedro Alcantara Machado em 05/09/2012 09:27:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions