A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

10/11/2016 08:03

Terceirizados ainda não receberam e creches funcionam parcialmente

Na unidade da Vila Margarida apenas a pré-escola está funcionando

Yarima Mecchi, Julia Kaifanny e Willian Leite
Pais tiveram que voltar para casa com os filhos. (Foto: Willian Leite)Pais tiveram que voltar para casa com os filhos. (Foto: Willian Leite)

Funcionários da Seleta (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária) que prestam serviço para a Prefeitura de Campo Grande continuam sem receber os salários de outubro. Com isso, a paralisação parcial que começou na quarta-feira (9) continua nesta quinta-feira (10) em parte dos Ceinfs (Centro de Educação Infantil) da cidade.

O Senalba (Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social) e a Prefeitura não divulgaram a abrangência da greve. Segundo a vice-presidente da entidade, Elenir Leite, como o município ainda não pagou a organização, por isso não houve pagamento dos terceirizados. "Os da Omep – outra organização que mantém convênio na área com o Executivo Municipal – já foram depositados, mas da Seleta ainda não. Estamos aguardando", declarou.

Veja Mais
Creches fechadas obrigam pais a faltar ao trabalho
Funcionários entram em greve hoje e pais encontram Ceinfs fechados

Como resultado disto, as creches funcionam de modo parcial. Na unidade da Vila Margarida, apenas a pré-escola está funcionando, as crianças do berçário e de até três anos não estão sendo atendidas.

Quem chegou com o filho teve que voltar para a casa com a criança. A auxiliar de limpeza Antônia Costa, de 29 anos, chegou com a filha de três anos, mas não pode deixar a criança.

Ela conseguiu um emprego há um mês e ontem (9) deixou o filho mais velho, de 10 anos, tomando conta do mais novo durante meio período e faltou o outro período. "É tão difícil arrumar emprego e agora acontece isso".

Joilson Duran, de 28 anos, pedreiro, também foi levar o filho de três anos e foi informado que não poderiam receber a criança. Ele sustenta a casa sozinho, disse que vai ter que ir na casa da mãe em outro bairro ver se ela está em casa e pode ficar com o neto senão vai ter faltar o emprego.

Unidades - A equipe de reportagem visitou os Ceinfs do bairro Aero Rancho, Vila Nhá-Nhá e Vila Afonso Pena Júnior. No Aero Rancho a diretora informou que estava funcionando normalmente.

No caso da Nhá-Nhá diretora disse que estão funcionando, mas que alguns funcionários da Seleta não foram trabalhar porque não receberam e dão autonomia para eles. Ela afirmou que fez remanejamento dos funcionários que estão trabalhando.


Já na unidade da Vila Afonso Pena ninguém atendeu o interfone e um aviso está colado na entrada avisando que não vão funcionar por causa da greve dos servidores da Seleta.

Pais encontraram Ceinfs paralisados e voltaram com filhos. (Foto: Willian Leite)Pais encontraram Ceinfs paralisados e voltaram com filhos. (Foto: Willian Leite)

Greve - Ontem os funcionários da Omep e da Seleta paralisaram suas atividades por causa da falta de pagamento. Eles alegam que todos os meses o salário está sendo pago com 10 a 15 dias de atraso e com isso o vale o transporte também. O advogado que representa as organizações, Laudson Cruz e Ortiz, disse que é comum o atraso no pagamento e que a demora tem sido cada vez maior.

Ainda de acordo com Ortiz, o convênio com a prefeitura tem como regra o depósito até o segundo dia útil de cada mês, mas que isso nunca foi cumprido. "Eles sempre depositavam no quarto dia útil".

Creches fechadas obrigam pais a faltar ao trabalho
Os Ceinfs (Centros de Educação Infantil) de Campo Grande estão fechados nesta terça-feira em função da greve dos funcionários terceirizados....
Com salários atrasados, trabalhadores de Ceinfs entram em greve hoje
Funcionários de Ceinfs (Centros de Educação Infantil) em Campo Grande vão entrar em greve a partir desta quarta-feira (9), já que o pagamento dos sal...
Recadastramento de ambulantes em terminais será em janeiro e terá sorteio
Foi definido em reunião na Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) que o processo de recadastramento dos vendedores ambulantes que poder...



Que engraçado isso. Onde estão os vereadores que tem antre suas atribuições fiscalizar o poder executivo? Na hora de contar com os quase 4.300 votos dos trabalhadores terceirizados (SELETA e OMEP) os Digníssimos Vereadores são rápidos. Sem contar que tem até Vereador que recebeu sem trabalhar. Total descaso com os trabalhadores. Está assinado o atestado de incompetência da administração municipal.
 
Tutti em 10/11/2016 09:27:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions