A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

28/10/2016 10:51

Testemunha diz que homem matou tio após discussão por besteira

Viviane Oliveira
O suspeito morava com o tio há 32 anos. O crime ocorreu em frente à casa deles. (Foto: Fernando Antunes) O suspeito morava com o tio há 32 anos. O crime ocorreu em frente à casa deles. (Foto: Fernando Antunes)

O padeiro Carlos Helbert Duarte Sanches, 35 anos, que matou a facadas o tio, Antônio Vicente Duarte, 54 anos, na madrugada de segunda-feira (24), na Rua Dom Pasquale, no Conjunto Residencial Estrela do Sul, em Campo Grande, morava com o parente há 32 anos.

Veja Mais
Sobrinho que matou tio entrou em choque após crime, diz vizinho
Após discussão, sobrinho mata tio a golpes de faca no Estrela do Sul

Ele chegou a sair da casa quando casou, mas voltou ao separar da mulher. Em depoimento à polícia, o suspeito relatou que não se recordava como matou a vítima e muito menos o motivo. Ele foi preso em flagrante por homicídio qualificado.

Segundo uma testemunha de 39 anos, por volta das 15h de domingo (23) foi para a casa de um conhecido, onde já estavam os amigos Carlos e Antônio, que bebiam desde a hora do almoço. As 20h, a cerveja no local acabou e a testemunha foi para a casa de Antônio e Carlos. Lá, os três compraram mais bebida alcoólica e continuaram bebendo.

Por volta de 1h40, Carlos e Antônio começaram a discutir por besteira, segundo o amigo, quando Antônio disse que a casa era sua e não do sobrinho. Irritado com a situação, o padeiro deu um soco no rosto da vítima, que caiu ao chão.

A testemunha, então, resolveu tirar Antônio da residência e já na frente do imóvel, quando a vítima subiu na garupa da motocicleta do amigo, o sobrinho saiu de repente da residência e armado com uma faca passou a atingir o tio, nas costas.

O amigo da vítima acelerou a motocicleta e foi até a casa de uma vizinha pedir ajuda. Enquanto isso, Antônio ficou caído no chão. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e ainda tentou reanimar a vítima, que não resistiu.

Bêbado e muito alterado, Carlos coberto por sangue gritava que havia matado o tio e ao mesmo tempo abraçava a vítima caída e dizia “não morre não, eu matei meu tio”. Em seguida, o suspeito tentou fugir, mas foi localizado pela polícia sentado em uma calçada da Rua Aline, próximo do local que ocorreu o crime.

Carlos foi preso em flagrante e deve responder por homicídio qualificado. A faca utilizada no crime foi encontrada mais tarde por moradores. O suspeito passou por audiência de custódia na segunda-feira e a Justiça o manteve preso. Carlos tem um filho de 13 anos que mora com a ex-mulher dele.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions