A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

05/12/2010 19:21

Vitória só empata em casa com Atlético-GO e é o último rebaixado

Folha Online

Depois de Grêmio Prudente, Goiás e Guarani, o Vitória é o novo e último time rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2011. Mesmo jogando em casa o confronto direto com o Atlético-GO, no Barradão, o time só empatou em 0 a 0 e terminou caindo, já que o empate favorecia o rival, dono de dois triunfos a mais na tabela de classificação.

Além de reedição da semifinal da Copa do Brasil deste ano, quando o Vitória se classificou, o duelo serviu para o treinador atleticano, René Simões, se vingar do oponente. Era ele o técnico da equipe no pior momento da história rubro-negra: rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, em 2005. Em Salvador, colocou-se a culpa no profissional. Agora, segundo ele, veio a resposta.

O JOGO

Cercado de enorme expectativa na cidade, com todos os 35 mil ingressos antecipadamente vendidos, o jogo foi o último a começar da rodada final da competição, com quase 10 minutos de atraso.

Em campo, os donos da casa tentaram logo se impor, porém esbarraram em um adversário muito bem arrumado taticamente, que passou a ditar o ritmo a partir de meados do primeiro tempo.

A jogada mais perigosa da etapa foi do Vitória, após falta cobrada da esquerda por Fernando e cabeçada pelo zagueiro Anderson Martins, aos 35min. A bola passou pelo goleiro Márcio e raspou a trave atleticana.

Os goianos, porém, tiveram lances incisivos em maior quantidade, como nos chutes do centroavante Marcão e em um pênalti pedido pela equipe, quando Viáfara saiu nos pés de Juninho, que já havia se antecipado, porém o árbitro Salvio Spinola mandou seguir.

No intervalo, o técnico Antonio Lopes tirou Adaílton para a entrada de Elkeson, garoto revelado na base do Vitória.

Em 30 segundos, já havia acontecido a primeira chance do time da casa, quando Júnior chutou de virada, dentro da área, mas Márcio defendeu. Aos 8min, o mesmo Júnior 'tirou tinta' da trave, de cabeça.

Dava a impressão de que o Vitória viria mesmo com tudo, com uma atuação bastante superior ao apresentado na etapa inicial. Mas não foi o que aconteceu.

Foram pelo menos cinco oportunidades incríveis desperdiçadas pelo Atlético a partir dos 10min.

Na primeira, depois de falha bizara de Anderson Martins, Juninho tirou o goleiro Viáfara, mas Neto Coruja salvou em cima da linha. Para se ter ideia, o próprio Coruja salvaria outra chance bem parecida, já no final.

Aos 37min, o Vitória ainda perdeu o zagueiro Gabriel Paulista, expulso.

O tempo passou, o tetracampeão baiano não conseguiu marcar e agora troca de posição com o rival Bahia, que subiu para a Série A.

Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia
Mulher de 42 anos foi agredida pelo marido com uma garrafada no sábado (3), após ser vista conversando com as amigas em sua casa em Dourados, distant...
Domingo é de redação no segundo dia de prova do Enem em Paranaíba
Candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande, fazem neste domingo (4) as provas de reda...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions