A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

28/11/2016 12:47

Moradores mudam e cachorro sozinho em casa preocupa vizinhos

Adriano Fernandes
O cachorro tem ferimentos nas orelhas e mal consegue latir. (Foto: Adriano Fernandes) O cachorro tem ferimentos nas orelhas e mal consegue latir. (Foto: Adriano Fernandes)
As unhas grandes são um indicativo de maus cuidados. (Foto: Adriano Fernandes)As unhas grandes são um indicativo de maus cuidados. (Foto: Adriano Fernandes)

Cachorro aparentemente abandonado em uma residência da rua Afro Puga, tem preocupado vizinhos do bairro Mata do Jacinto, em Campo Grande. Eles afirmam que os donos se mudaram da casa há duas semanas e desde então, o animal uiva durante toda a noite.

Veja Mais
Período de inscrição de novos alunos na Reme termina nesta sexta-feira
Decisão do TRF 'limpa' nome de Campo Grande em cadastros de inadimplentes

Pela vizinhança, os moradores que preferem não se identificar, disseram que desde que os donos da residência se mudaram, pelo menos uma vez ao dia alguém vai ao local levar comida e água para o cachorro, já que no endereço, o fornecimento de água também foi interrompido.

Mas enquanto a reportagem esteve no local, no fim da manhã desta segunda-feira (28), nenhum vasilhame continha água ou alimento. Dócil, ele mal consegue latir para quem se aproxima do portão do imóvel.

Além de ferimentos nas orelhas, o cachorro tem secreções nos olhos e unhas muito grandes. "Ele mal late e 'chora' bastante porque na residência tinha sempre alguém brincando com ele. Ele deve se sentir muito sozinho", comentou um morador. Os uivos são ainda mais intensos a noite segundo outro vizinho.

"Nos primeiros dias ele foi deixado trancado no espaço aos fundos do terreno e depois o portão foi aberto para que ele pudesse circular. Mas ele uiva a noite toda. Queríamos que alguém tirasse ele daí não só porque ele está sendo muito judiado, mas também pelo risco de alguma doença. Do jeito que ele está ali, provavelmente já deva estar com leishmaniose”, disse o morador.

Em situações como esta o denunciante deve entrar em contato com a Decat (Delegacia Especializada de Repreensão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) pelos telefone (67) 3325-2567 (67) 3382-9271 para efetuar a denúncia.

A orientação é comparecer pessoalmente na delegacia para o registro de um boletim de ocorrência. Por ser um imóvel residencial fechado os agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) só podem ir até o local com o acompanhamento da polícia.

Constatado os maus tratos o animal é recolhido e o proprietário intimado para prestar esclarecimentos na delegacia. O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) também pode ser acionado pelos números 3314--5000 / 3314-5001. A reportagem encaminhou o caso a delegacia.

Curta o Campo Grande News no Facebook. 

Para quem chega no local o cachorro mal tem força de latir. (Foto: Adriano Fernandes) Para quem chega no local o cachorro mal tem força de latir. (Foto: Adriano Fernandes)
Período de inscrição de novos alunos na Reme termina nesta sexta-feira
Termina nesta sexta-feira (9) em Campo Grande o período de matrículas de alunos interessados em ingressar na Reme (Rede Municipal de Ensino). As insc...
Decisão do TRF 'limpa' nome de Campo Grande em cadastros de inadimplentes
Decisão do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3º Região (MS e SP) excluiu definitivamente Campo Grande do Cadin (Cadastro Informativo de créditos não...
Recadastramento de ambulantes em terminais será em janeiro e terá sorteio
Foi definido em reunião na Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) que o processo de recadastramento dos vendedores ambulantes que poder...
Rapaz que colocou fogo na casa da mãe tem extensa ficha criminal
O rapaz de 26 anos que colocou fogo na casa da mãe, na manhã desta quinta-feira (8) na rua Beira Mar, bairro Coophavilla II - região sul de Campo Gra...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions