A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

12/11/2016 08:41

Decisão do STF pode dobrar repasse da repatriação a MS e mais 15 estados

Ricardo Campos Jr.

A ministra Rosa Weber mandou a União depositar em juízo o valor que corresponde aos estados da repatriação de bens mantidos no exterior. Segundo Portal G1, Mato Grosso do Sul e outros 15 estados acionaram em conjunto o STF (Supremo Tribunal Federal) para ter direito a uma quota maior sobre o montante e agora terão que esperar o plenário da suprema corte analisar o caso.

Veja Mais
Presidente do STF garante que decisão sobre repatriação sai até quinta
Amiga teria dado Cytotec a grávida e pode responder por duplo homicídio

Também fazem parte da ação Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Santa Catarina, Roraima, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Tocantins.

Os governos de Pernambuco e Piauí já haviam entrado com o processo anteriormente e obtido decisão semelhante. Sendo assim, o total de estados que podem ser beneficiados chega a 18.

Discussão - O Governo Federal fez uma campanha para a regularização dos bens. Os contribuintes que aderiram tiveram que pagar 15% de imposto de renda e mais 15% de multa.

A União quer repassar aos estados apenas o montante correspondente ao tributo, enquanto os governos exigem também percentual sobre as penalizações, o que dobraria o valor sobre o qual têm direito.

Para os governos, a lei de 1990 que regulamenta os fundos de participação de estados e municípios prevê partilha não só do imposto de renda, mas da multa arrecadada em razão de atrasos no pagamento.

O problema é que na lei específica sobre repatriação foi vetado o artigo que previa a divisão da multa.

Além do montante aos estados, o país destinará ainda 24,5% aos municípios, por meio do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), e outros 3%, a projetos produtivos do Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Somando o valor da repatriação com o FPM, os municípios sul-mato-grossenses terão reforço de quase R$ 100 milhões.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions