A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

21/08/2014 12:58

Capacitação terá R$ 2 milhões e 2,5 mil vagas já estão disponíveis

Luciana Brazil e Caroline Maldonado
Representantes participam do lançamento do programa para qualificação profissional. (Foto: Marcos Ermínio)Representantes participam do lançamento do programa para qualificação profissional. (Foto: Marcos Ermínio)

Já estão disponíveis 2,5 mil vagas destinadas a qualificação profissional gratuita de trabalhadores em Campo Grande nas áreas de vestuário, comércio, serviços, construção civil, alimentação, artesanato, beleza, estética entre outros. A capacitação faz parte do programa “Capital do Trabalho” lançado hoje (21) pelo prefeito Gilmar Olarte (PP). O investimento da prefeitura será de R$ 2 milhões.

Veja Mais
Universidade abre quase 2 mil vagas em cursos gratuitos de capacitação
Funtrab tem 44 vagas em aberto com salário de até R$ 3,8 mil

Ao todo, serão oferecidas 5,5 mil vagas para capacitação técnica na Capital. Até setembro, mais 3 mil vagas devem ser licitadas pela prefeitura, segundo Olarte. Os cursos serão oferecidos gratuitamente e as inscrições podem ser realizadas na Funsat (Fundação Social do Trabalho). A solenidade aconteceu no Armazém Cultural e reuniu entidades e autoridades. 

Para o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Ricardo Kuninari, o programa deve reduzir o déficit de mão de obra qualificada na cidade. Segundo ele, a partir de outubro, 4 mil vagas temporárias estarão disponíveis no comércio da Capital.

“Veio em boa hora (programa), pois além das vagas que o comércio tem permanentemente, a partir de outubro serão mais 4 mil vagas temporárias. Temos dois desafios na cidade que são a alta carga tributaria e a falta de mão de obra qualificada. Por isso, as entidades fazem ações para capacitação, mas ainda assim é difícil preencher as vagas. Esse programa vai somar ao esforço que já temos feito”, explicou Kuninari.

Com a qualificação, é possível diminuir a “importação” de mão de obra qualificada de outros estados, segundo aponta o presidente da Funsat, Cícero Ávila. Ele lembra ainda que pela primeira vez o município recebe investimento para promover capacitação. “Isso vai propiciar um ambiente para que pequenas e grandes empresas venham para cá, mas também seja dada atenção para nossos trabalhadores”.

Há pelo menos sete anos o comércio e a indústria sofrem com a falta de mão de obra qualificada, disse o presidente da AICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), João Carlos Polidoro. “Desde que ocorreu esse 'boom' de empresas e indústrias vindo para Campo Grande nós não conseguimos suprir com funcionários. Temos a Escola de Varejo e outras ações, mas o investimento da prefeitura vai ajudar muito, principalmente neste momento, em que se aproxima o fim do ano”.

A oportunidade de mudar de vida foi lembrada pelo prefeito. “5,5 mil pessoas poderão mudar suas vidas através do conhecimento”, afirmou.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas em Materiais Elétricos em Mato Grosso do Sul, Robson Willian Souza de Freitas, apontou a necessidade da qualificação e afirmou que a oportunidade vai capacitar os trabalhadores.

Universidade abre quase 2 mil vagas em cursos gratuitos de capacitação
A universidade Uniderp está com 1,9 mil vagas em aberto para os interessados em participar de cursos de qualificação. A aulas começam no dia 26 de ja...
Aprovados em concurso do HU em 2014 são convocados para assumir cargos
Diário Oficial da União desta segunda-feira (16) traz convocação de aprovados em Concurso Público n°9/2014 para atuação no HUMAP (Hospital Universitá...
Concursos e processos seletivos somam 96 vagas e salários de até R$ 5,1 mil
Editais em Mato Grosso do Sul reúnem mais de 90 vagas em concursos e processos seletivos. Os salários são de até R$ 5,1 mil e há oportunidades em vár...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions