A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

16/02/2014 10:05

Concurso muda de data e candidatos questionam na Polícia falta de aviso

Kleber Clajus
Grupo foi até a delegacia porque não recebeu informação de mudança na data de prova da Sefaz (Foto: Kleber Clajus)Grupo foi até a delegacia porque não recebeu informação de mudança na data de prova da Sefaz (Foto: Kleber Clajus)

Cinco candidatos do concurso para fiscal de rendas da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) foram este domingo (16) à Depac (Delegacia de Prontoatendimento Comunitário) para registrar ocorrência por prejuízos com alteração da data prevista para a prova, que ocorreria hoje. Eles alegaram que não foram comunicados pela comissão organizadora sobre a mudança, publicada no dia 31 de janeiro.

Veja Mais
Justiça revoga liminar de suspensão e data de concurso da Sefaz é divulgada
MPE quer suspensão de concurso da Sefaz com 12 mil inscritos

O auxiliar administrativo Thiago Ferreira, 27 anos, classificou o caso como “constrangedor”, uma vez que chegou a ir ao colégio onde seria aplicada a prova e, para isso, teve que fazer uma troca no trabalho.

Já o dentista Tiago Moura, 35 anos, veio de Vitória (ES) e disse que “não tinha nada divulgado” no site do concurso. O prejuízo chegou a aproximadamente R$ 1 mil, entre passagens e hospedagem.

Esta também foi a média de quem veio de fora do Estado, como foi o caso do escrevente judiciário Wagner Amin, 50 anos, de Pitangueiras (SP). Para ele, houve “falta de respeito”, uma vez que em cinco anos nunca viu um certame tão questionado.

Assim como Wagner, o advogado Rodrigo Souza, 32 anos, partiu do interior paulista, mais precisamente de Presidente Epitácio (SP), e também foi surpreendido quando chegou ao local da prova. “Se tivesse divulgação, não teríamos esse gasto”, comentou Rodrigo.

Questionado – O concurso, que possui 20 vagas para fiscais de rendas e 40 para agente tributário estadual da Sefaz, é questionado desde dezembro do ano passado e já foi alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual) que solicitou sua suspensão por “risco de prejuízo ao erário estadual e aos candidatos inscritos”.

No entanto, em 11 de fevereiro, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) revogou liminar nesse sentido.

Troca de datas – De acordo com editais do concurso, a data inicialmente prevista para a prova de fiscal de rendas era 16 de fevereiro, mas no último dia do mês passado foi alterada para 23 de fevereiro. Situação semelhante ocorreu com a seleção de agente tributário que teria a prova aplicada em 23 de fevereiro, mas foi transferida para 9 de março.

Os salários para os cargos variam de R$ 10,8 mil a R$ 6,6 mil e o andamento das etapas pode ser acompanhado no Portal Estadual de Concursos.

Justiça revoga liminar de suspensão e data de concurso da Sefaz é divulgada
O TJ (Tribunal de Justiça) de Mato Grosso do Sul revogou a liminar que suspendia o concurso da Sefaz (Secretaria de Fazenda) aberta pelo MPE (Ministé...
MPE quer suspensão de concurso da Sefaz com 12 mil inscritos
O MPE (Ministério Público Estadual) quer a suspensão imediata do concurso público da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda). De acordo com a promotor...
Governo publica gabarito preliminar do concurso para procurador
Divulgado o gabarito preliminar da prova objetiva do Concurso Público para Procurador do Estado. A lista está no Diário Oficial do Estado desta terça...
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas
Encerram no dia 29 de dezembro as inscrições de concurso público para a Prefeitura Municipal de Bandeirantes, distante 70 quilômetros de Campo Grande...



Que pena eu perdi o dia da prova não deu pra eu ir,então foi conveniente
 
Andrey Rodrigues em 18/02/2014 18:33:20
Eita pessoal que gosta de rolo. E ainda falam do Governo do Estado. Pelo que me consta, o Edital de ensalamento saiu na semana passada. E os distintos senhores que vieram fora de hora, deveriam ter sido mais atentos para com o horário e dia de prova. Se a totalidade de inscritos ficou em casa, por qual razão estes desavisados vieram e ainda por cima fizeram denúncia na Policia? Deveria envergonhar-se, isso sim.
 
Jessica Santos em 17/02/2014 16:01:49
Estou inscrito para este concurso, mas estou abismado com a bagunça deste certame.
É verdade quem se inscreveu deve acompanhar a data e possíveis alterações, mas também é verdade que está notoriamente claro a intenção do governo do Estado em deixar possíveis concorrentes residentes fora do Estado sem condições de prestar o concurso.
Sou do Rio de Janeiro e como bom concurseiro da área fiscal, inscrevo-me para qualquer Estado. Inscrever-se demanda muito mais coisas que apenas o pagamento da taxa, quando se é de outra UF tem que se pagar a passagem de avião, reservar o hotel etc.
Já a alteração da data em tão pouco tempo para o certame é visto por mim como uma forma de tornar impraticável a vinda de outros candidatos a MS.
Só me resta esperar que a Justiça traga decência a este concurso.
 
Rafael Rangel em 17/02/2014 12:10:32
Como diz uma pessoa que conheço, a seleção de um concurso começa quando ela faz a inscrição. Se os distintos senhores não tivessem lido o Edital onde constava a data, não saberiam onde seria o Concurso. Souberam como? O Espírito Santo veio dizer em seus ouvidos? Com certeza viram o Edital mas esqueceram de ler na íntegra, onde havia data de prova, horário e local. Cada vez mais tenho a certeza de que o povo gosta de baderna. É bem mais fácil jogar a culpa nos outros do que aceitar que errou. Me admira muito perceber que poucos leem o Edital.
 
Lara Cardoso em 17/02/2014 08:58:32
Esse pessoal não leu desde o inicio o edital que esta o ensalamento?????
 
Karina Romero em 16/02/2014 17:43:54
Também sou concurseira, até onde sei,em todo edital de concurso é expresso que é obrigação do candidato acompanhar quaisquer alterações de datas e horários. Já vi acontecer. Se a banca comunicou no site não há o que reclamar.
 
Deborah Pires em 16/02/2014 14:32:23
Bom, num concurso, a seleção já começa aí, candidatos desinformados correm o risco de perder a prova. Por que de 12 mil inscritos, apenas 5 se enganaram no dia? Tem que ficar atento às notícias sobre o concurso, data, local e horários...
 
Maria Silva em 16/02/2014 13:12:08
NAÕ TENHO NADA COM ISSO. MAS ESSES SUPOSTOS CANDIDATOS, DENTISTA, ADVOGADO?, A COISA TA PRETA!!!!, NÃO TEM NEM COMPUTADOR OU DINHEIRO PARA ACESSAR UM CYBER?, TA FEIA A COISA EIM, O TROÇO TA SENDO QUESTIONADO DESDE O MES DE JANEIRO, EU ESTAVA EM CAMBORIU-sc, SABIA E O BACHAREL EM DIREITO NÃO SABIA?, SIM POIS TEM MUITO CARA QUE NÃO CONSEGUE PASSAR NO EXAME DA ORDEM E SE DIZ ADVOGADO. PERA AÍ NÉ INTERNET ATÉ NO BUTECO TEM E VCS SABERIAM. AGORA QUER OQUE? RESSARCIMENTO DA BURRICE? TEM DÓ NÉ.
 
LOURENÇO CARVALHO em 16/02/2014 12:05:18
Chego à conclusão que o brasileiro quer apenas tumulto e baderna, pois o site do Concurso Publico da sefaz traz as informações necessárias quanto ao dia de prova. Sou irmã de candidata e posso assegurar que no Portal do Concurso a data está visivel. Se o candidato não lê, não entende ou se faz de bobo, ninguem tem culpa. Aprenda a seguir as informações e não jogue a culpa em quem não têm. Assuma seus erros!!
 
Jessica Santos em 16/02/2014 11:54:41
Como assim não houve aviso?!?!
Todas as pessoas que eu conheço que farão este concurso ficaram sabendo no momento de acessar seu ensalamento... Em tempo hábil o suficiente para mudar as folgas do trabalho! Não houve aviso ou não prestaram a atenção aos comunicados? Faz favor hein gente!
 
Keila Josefa em 16/02/2014 11:24:06
Esse pessoal que veio fazer o concurso no dia errado não deve reclamar de nada, pois no Edital 07/2014 SAD/SEFAZ, que se refere ao ensalamento e o local das provas é muito claro quanto a data do concurso (23/02/14), se eles sabiam em qual escola eles iam fazer o referido concurso, em qual sala e em qual carteira, isso prova que não leram o edital por completo. Não deram conta nem de ler um edital que é do dia 31/01/14. Além do mais o edital de abertura cita a data de "previsão", o que cabe ao candidato se informar da confirmação dessa data.
 
Mauro Zaia em 16/02/2014 11:23:58
Não é possível que, só por capricho, o governador do Estado não suspende esse concurso e contrata uma banca examinadora de fora.Para que "deixar no ar" a dúvida sobre a seriedade de um concurso tão importante!
 
MARCELLO MENDES em 16/02/2014 10:30:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions