A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

07/11/2011 09:57

Concurso para fiscal do Procon tem duas vagas e inscrições até o dia 17

Marta Ferreira

Além do concurso para preencher vagas na Educação, o Governo de Mato Grosso do Sul abriu hoje prazo para as inscrições a processo seletivo para contratar dois fiscais de relação de consumo para o Procon.

O cargo exige nível superior, em qualquer área. A carga horária é de 40 horas semanais. A remuneração, conforme o edital publicado hoje, é a seguinte: vencimento-bBase de R$ 1.057,35,

abono de R$ 42,65 e adicional de função de R$ 528,67.

A taxa de inscrição é de R$ 128,64. Os pedidos de isenção podem ser feitos hoje e amanhã.

O edital reserva vagas para negros, índios e deficientes, como prevê a lei.

Instituto Federal abre inscrições para 750 vagas na graduação pelo SiSU
O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul está com 750 vagas abertas para o SISU (Sistema de Seleção Unificada) em cursos de nível superior nos...
UFMS disponibiliza 4.575 vagas em 11 cidades de Mato Grosso do Sul
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), está disponibilizando 4.575 vagas em 97 cursos de graduação por meio do Sisu (Sistema de Seleção...
Inscrições para processo seletivo do Creci/MS encerram dia 5 de fevereiro
Encerram dia 5 de fevereiro as inscrições para processo seletivo do Creci/MS 14º Região (Conselho Regional de Corretores de Imóveis). Há vagas para p...



Nossa, fiscal do procon com este salario... por isso que existe tanta corrupção. O cara para fiscalizar os outros tem que ser bem pago para evitar propina.

O salario tinha que ser em torno de tres mil reais.

Pense!!!
 
Marcelo Mendes em 07/11/2011 10:26:42
O Marcelo está certíssimo!!!!!
O DF acaba de realizar concurso para o PROCON-DF, o salário para o cargo de fiscal foi de R$ 5.293,30, com as mesmas 40 horas.
É certo que o DF paga melhor, mas apenas R$ 2.000,00. Um absurdo!!!!!
 
Joseane Costa em 07/11/2011 03:37:41
Meu caro Marcelo Mendes, se "salário baixo" fosse motivo para atos de corrupção não teríamos políticos, empresários, juízes, advogados, funcionários públicos, etc e etc envolvidos nesse tipo de crime. Ser corrupto ou não é opção. È questão moral e de valores de cada indivíduo. Do contrário, quase que 100 por cento do povo brasileiro também seria.
 
Fernando Silva em 07/11/2011 02:57:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions