A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

20/08/2013 08:46

Concurso público com 75 vagas recebe inscrições até a próxima 5ª feira

Aline dos Santos

Com 75 vagas, o concurso para a Agehab (Agência Estadual de Habitação) recebe inscrições até a próxima quinta-feira, dia 22 de agosto. Os interessados devem acessar o site www.concurso.ms.gov.br.

Veja Mais
Aberta seleção de policiais civis aposentados para atuação na Força Nacional
Inscrições abertas para 21 cursos gratuitos de capacitação

A taxa de inscrição varia de R$ 142,16 para candidatos a cargo com exigibilidade de ensino superior; R$ 88,85 para ensino médio e R$ 53,31 para o ensino fundamental.

As provas serão aplicadas no dia 29 de setembro. São cinco vagas para o cargo de analista de programas habitacionais, com salário de R$ 1.337,50, e o candidato deve ser formado em Serviço Social.

São quatro vagas para arquiteto (R$ 1.337,50), quatro para engenheiro (R$ 1.337,50), duas para analista contábil (R$ 1.391,00) e duas para gestor de serviços organizacionais em qualquer área de graduação (R$ 1.391).

Para o cargo de Técnico de Programas Habitacionais, são 21 vagas para Técnico de Programas Habitacionais e 26 vagas para Assistente de Serviços Habitacionais, com vencimento-base em R$ 709,11. A exigência é ensino médio completo.

Para o cargo de Técnico de Serviços Organizacionais, estão sendo destinadas duas vagas para Técnico Contábil, duas para Técnico de Compras e Suprimentos e duas para Técnico de Recursos Humanos, com vencimento-base de R$ 1.048,36. A exigência é nível médio acrescido de curso de aperfeiçoamento na área de atuação.

Para o cargo de Assistente de Serviços Organizacionais (curso de nível médio) são duas vagas, com vencimento-base de R$ 1.048,36 e para Assistente de Serviços Operacionais, função Motorista de Veículos Leves (nível fundamental completo), são três vagas, com vencimento-base de R$ 845,24.

 

Inscrições abertas para 21 cursos gratuitos de capacitação
Pessoas com Ensino Médio completo e interessadas em se especializar para entrar no mercado de trabalho, podem se inscrever para participar dos 21 cur...
Inscrições abertas para 140 vagas em quatro cursos gratuitos de capacitação
Estão abertas as inscrições para quatro cursos gratuitos de qualificação profissional, oferecidos pelo Senac. São 140 vagas disponíveis e os interess...
Detran abre inscrições para 50 vagas em curso de formação de instrutores
O Detran MS (Departamento Estadual de Trânsito) abriu inscrições para o Curso de Formação de Instrutor de Trânsito em Campo Grande. São 50 vagas disp...



Simples, gente! Ninguém faz o concurso! Assim ninguém vai ser contratado. O problema é que tem gente que não se dá o mínimo de valor e acaba aceitando qualquer coisa por causa de uma "estabilidade".
 
Helena de Oliveira em 21/08/2013 21:09:44
ATENÇAO- mp
 
Moises Batista em 21/08/2013 13:01:11
que sálário heeim, do engenheiro e arquiteto,onde está o Crea, para manifestar a respeito , deveriam impedir este sálario, um absurdo, mais absurdo ainda se houver candidato , se houver , pode ter a certeza, com esse eu não mando fazer planta de casa não.?"!
 
marcio cabanha em 21/08/2013 12:53:22
Uma vergonha mesmo, tanto o salário quanto a taxa de inscrição! Está mais cara do que muitos concursos federais!!
 
Priscila Torales em 21/08/2013 11:56:51
Um Engenheiro por lei tem de ganhar seis salários mínimos. Este valor que querem pagar a um profissional com esta qualificação é um escárnio! E o CREA como sempre, inerte neste assunto.
 
Alvaro Cunha em 21/08/2013 11:24:48
Sem dúvida é uma ofensa sim! Dependendo da formação de nível superior como é meu caso, o valor mensal do meu curso foi em torno de 973,00 ao mês fora o material, bem como o tempo de formação de longos cinco anos. Há diversos Estados que o salário inicial da minha profissão para o concurso público é aproximadamente 4.000,00. Nosso MS precisa e deve se atualizar no campo financeiro para concursos públicos. É por isso, que não conseguimos atingir a cota de médicos e demais profissionais para cá. Estamos aceitando melhores propostas de trabalho de outros Estados e até fora do país.
 
Talita Borges em 21/08/2013 08:06:01
pagar concurso p/ ganhar uma miséria um servente de pedreiro ganha 1.200 reais por mês isso é uma ofensa para o trabalhador
 
JOSE CARLOS em 20/08/2013 21:34:35
Além dos vencimentos serem baixos, pagam mais para motorista de nível fundamental do que para nível médio com curso técnico... Aff.
 
Sandra Letícia em 20/08/2013 16:17:40
Ha tá que sindicato fiscaliza alguma coisa!!!
 
Gracyella Galhardo em 20/08/2013 16:11:35
Esse salário é uma ofensa ao profissionalismo. Desvaloriza o diploma e envergonha a profissão. Duvido que quem propôs esse valor recebe essa merreca aí!
 
Fernando Valencia em 20/08/2013 16:01:57
Realmente é uma piada esses salários oferecidos, um desrespeito ao aluno que gasta uma fortuna se preparando para concursos.Mas garanto que lá dentro do governo tem funcionário ganhando mil vezes esses valores e nem formação tem.#indignada
 
Ana Paula Ibanes em 20/08/2013 15:46:39
Gelésio, quem tem que fiscalizar o Salário é o Sindicatos. Os Conselhos de profissão existem para fiscalizar os profissionais e não o salário deles!
 
João Metione Santos em 20/08/2013 13:24:55
Quem iria gastar R$ 142,00 para fazer essse concurso do estado???...taxa de inscrição altíssima, salário baixíssimo.
 
Marta Santos em 20/08/2013 13:07:51
Me desculpem mas o salario do pedreiro só é maior do que o do engenheiro que entrar neste concurso, porque no mercado é dificil voce encontrar um engenheiro que ganhe menos de R$ 6.000,00, se for em construtora privada grande então vai pra 15 mil se o cara for bom, claro.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 20/08/2013 12:31:32
o salário de pedreiro realmente é maior que o de engenheiro. Isso porque o crea não faz nada. A lei dos engenheiros prevê salário base de oito salários mínimos para engenheiro, o que seria hoje, aproximadamente, R$5.600,00. O que fazer? peticionar ao crea/ms requerendo a fiscalização e aplicação da lei, duela a quem duela.
 
gelésio cruz em 20/08/2013 11:39:04
Os vencimento apresentados como incentivos ao concurso, não motiva a fazer a inscrição.
Um engenheiro ganhando menos que um pedreiro...
Será que os pais de alunos estão motivados para estudarem seus filhos?
 
jose oliveira em 20/08/2013 10:10:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions