A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

13/01/2015 18:47

Conselho autua 180 pessoas por exercerem ilegalmente profissão de corretor

Liana Feitosa
Sistema Cofeci-Creci realiza fiscalizações para evitar atuação de pessoas não credenciadas. (Foto: Divulgação)Sistema Cofeci-Creci realiza fiscalizações para evitar atuação de pessoas não credenciadas. (Foto: Divulgação)

Foram autuadas 180 pessoas por contravenção penal de exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis em Mato Grosso do Sul durante o ano passado, segundo o Creci-MS (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso do Sul).

Veja Mais
Termina hoje inscrição de processo seletivo da UFMS para professor substituto
Inscrições para seleção de professores do IFMS segue até o dia 11

Além dos 180 flagrados em exercício ilegal, outras 92 pessoas foram autuadas por auxiliar no execício ilegal. Os autuados realizavam a função de corretor de imóvel sem ter o registro para trabalhar na profissão. Ao todo, existem 4.500 corretores de imóveis ativos no Estado.

Evitar dor de cabeça - Segundo o presidente do Creci-MS, Delso José de Souza, impedir a atuação ilegal de pessoas no setor é uma forma de garantir a segurança dos futuros clientes. O comprador pode ser vítima de má-fé de falsos profissionais.

Para isso, a sociedade pode ajudar a denunciar. “Como é muito difícil da gente pegar um falso corretor trabalhando, as pessoas podem e devem denunciar se souberem de algo", explica Delso.

"É muito difícil o conselho receber denúncias por que os consumidores lesados acionam apenas a justiça. É importante a sociedade ajudar o conselho fiscalizar. Denunciando, é uma forma de tirarmos essas pessoas do exercício ilegal", amplia o presidente.

Segundo ele, em alguns casos o profissional tem um número do Creci, mas está proibido, cassado ou a inscrição está suspensa, irregularidades que também podem ser denunciadas.

Como se preservar - De acordo com o conselho, interessados em comprar ou alugar um imóvel, podem checar se o profissional com quem está fechando negócio é credenciado ao órgão. Para isso, basta ligar para a sede do Creci-MS, cujo telefone é (67) 3325-5557.

Além disso, também é possível consultar a situação do profissional pelo nome da pessoa ou pela inscrição oferecida. Com esses dados, o comprador tem acesso ao histórico do profissional.

Como denunciar - Denúncias podem ser feitas pelo site: www.crecims.com.br. Na página, o internauta pode clicar no menu fiscalização, onde há a opção de denúncias. É só preencher o formulário e relatar o caso.

Fiscalizações para evitar a atuação de pessoas não credenciadas são feitas pelo sistema Cofeci-Creci (Conselho Federal e Regional de Corretores de Imóveis).

Termina hoje inscrição de processo seletivo da UFMS para professor substituto
Terminam hoje as inscrições de processo seletivo da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) para 12 vagas. As oportunidades são para profes...
Inscrições para seleção de professores do IFMS segue até o dia 11
Profissionais interessados em participar do processo seletivo do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), podem se inscrever até o próximo dia...
Prefeito autoriza realização de concurso público para Procuradoria Geral
O prefeito Alcides Bernal (PP) autorizou a realização de concurso público para a PGM (Procuradoria Geral do Município). De acordo com a publicação do...
Inscrições para concurso com salários de até R$ 12,6 mil encerram dia 11
A Prefeitura de Fátima do Sul está com inscrições abertas até o dia 11 de dezembro, para o concurso com 122 vagas e salários de até R$ 12,6 mil. As v...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions