A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2017

13/01/2015 18:47

Conselho autua 180 pessoas por exercerem ilegalmente profissão de corretor

Liana Feitosa
Sistema Cofeci-Creci realiza fiscalizações para evitar atuação de pessoas não credenciadas. (Foto: Divulgação)Sistema Cofeci-Creci realiza fiscalizações para evitar atuação de pessoas não credenciadas. (Foto: Divulgação)

Foram autuadas 180 pessoas por contravenção penal de exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis em Mato Grosso do Sul durante o ano passado, segundo o Creci-MS (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso do Sul).

Veja Mais
Universidade abre quase 2 mil vagas em cursos gratuitos de capacitação
Funtrab tem 44 vagas em aberto com salário de até R$ 3,8 mil

Além dos 180 flagrados em exercício ilegal, outras 92 pessoas foram autuadas por auxiliar no execício ilegal. Os autuados realizavam a função de corretor de imóvel sem ter o registro para trabalhar na profissão. Ao todo, existem 4.500 corretores de imóveis ativos no Estado.

Evitar dor de cabeça - Segundo o presidente do Creci-MS, Delso José de Souza, impedir a atuação ilegal de pessoas no setor é uma forma de garantir a segurança dos futuros clientes. O comprador pode ser vítima de má-fé de falsos profissionais.

Para isso, a sociedade pode ajudar a denunciar. “Como é muito difícil da gente pegar um falso corretor trabalhando, as pessoas podem e devem denunciar se souberem de algo", explica Delso.

"É muito difícil o conselho receber denúncias por que os consumidores lesados acionam apenas a justiça. É importante a sociedade ajudar o conselho fiscalizar. Denunciando, é uma forma de tirarmos essas pessoas do exercício ilegal", amplia o presidente.

Segundo ele, em alguns casos o profissional tem um número do Creci, mas está proibido, cassado ou a inscrição está suspensa, irregularidades que também podem ser denunciadas.

Como se preservar - De acordo com o conselho, interessados em comprar ou alugar um imóvel, podem checar se o profissional com quem está fechando negócio é credenciado ao órgão. Para isso, basta ligar para a sede do Creci-MS, cujo telefone é (67) 3325-5557.

Além disso, também é possível consultar a situação do profissional pelo nome da pessoa ou pela inscrição oferecida. Com esses dados, o comprador tem acesso ao histórico do profissional.

Como denunciar - Denúncias podem ser feitas pelo site: www.crecims.com.br. Na página, o internauta pode clicar no menu fiscalização, onde há a opção de denúncias. É só preencher o formulário e relatar o caso.

Fiscalizações para evitar a atuação de pessoas não credenciadas são feitas pelo sistema Cofeci-Creci (Conselho Federal e Regional de Corretores de Imóveis).

Universidade abre quase 2 mil vagas em cursos gratuitos de capacitação
A universidade Uniderp está com 1,9 mil vagas em aberto para os interessados em participar de cursos de qualificação. A aulas começam no dia 26 de ja...
Aprovados em concurso do HU em 2014 são convocados para assumir cargos
Diário Oficial da União desta segunda-feira (16) traz convocação de aprovados em Concurso Público n°9/2014 para atuação no HUMAP (Hospital Universitá...
Concursos e processos seletivos somam 96 vagas e salários de até R$ 5,1 mil
Editais em Mato Grosso do Sul reúnem mais de 90 vagas em concursos e processos seletivos. Os salários são de até R$ 5,1 mil e há oportunidades em vár...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions