A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

26/09/2014 10:35

Indústria de alimentos não demite na entressafra e deve iniciar contratações

Aumento das exportações para países asiáticos e Europa impulsionou a produção e comercialização das indústrias

Caroline Maldonado
Segundo sindicalista indústria de alimentos deve contratar novos funcionários até dezembro (Foto: Divulgação/Stiaa)Segundo sindicalista indústria de alimentos deve contratar novos funcionários até dezembro (Foto: Divulgação/Stiaa)

As indústrias de alimentação comemoram o fim do período de entressafra sem contabilizar sequer uma demissão nas unidades de Mato Grosso do Sul. A perspectiva agora é de contratações, em especial no setor de frigorífico, segundo o presidente do Stiaa (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande e Região), Rinaldo Salomão.

Veja Mais
Apesar de preço alto da carne bovina, consumo de suíno segue estável
Inflação fica estável em agosto na Capital, mas carne volta a ser vilã

“Acompanhamos de perto esse período crítico e felizmente não houve dispensa de funcionários como já se verificou em outros anos”, afirmou o presidente da entidade ao explicar que a entressafra da carne ocorreu entre julho e agosto.

Segundo Rinaldo, empresários e funcionários garantem que o aumento das exportações, principalmente para países asiáticos e Europa, impulsionou a produção e comercialização das indústrias do Estado, em especial as responsáveis pela carne. “Acreditamos que a partir de outubro haverá uma maior aceleração do comércio externo, para atendimento da demanda maior de final de ano. Esperamos, com isso, que haja até novas contratações para reforçar nossa produção”, disse.

A perspectiva é positiva também para o setor de bebidas e alimentos diversos, que deverão ter um incremento de produção nos últimos três meses do ano, garante o sindicalista. A demanda certamente vai gerar novas contratações.

Oportunidade – O presidente da entidade lembra que o momento é oportuno para jovens que estão saindo do ensino médio e desejam ter o primeiro emprego. Cursos profissionalizantes oferecidos nos municípios são um passo para contratação nas indústrias da região.

“É preciso que os pais incentivem os jovens a ingressarem nesses cursos para que possam sair do ensino médio com emprego garantido e ganhando melhor. Isso não significa que devem parar com os estudos. Pelo contrário, devem servir de estímulo para que possam buscar novos conhecimentos para ganharem cada vez mais e melhor”, destacou Rinaldo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions