A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

14/03/2014 09:33

Juiz proíbe teste de flexão para mulheres em concurso da Polícia Civil

Aline dos Santos
Segundo defensor Guilherme Cambraia, teste não foi exigido em 2008. (Foto: Defensoria Pública)Segundo defensor Guilherme Cambraia, teste não foi exigido em 2008. (Foto: Defensoria Pública)

A Justiça proibiu o teste de flexão para as mulheres inscritas em concurso da Polícia Civil. A avaliação física será realizada na quinta etapa do processo seletivo. O concurso é para provimento dos cargos de perito oficial forense (perito criminal), agente de polícia judiciária (escrivão e investigador) e perito papiloscopista.

Veja Mais
Concurso da Polícia Civil abre inscrição com salário de até R$ 5,2 mil
Aberta seleção de policiais civis aposentados para atuação na Força Nacional

Autor da decisão, o juiz da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Amaury da Silva Kuklinski, vetou o teste, que poderá ser substituído por outro exercício. A próxima etapa, marcada para abril, será a avaliação médico-odontológica. Para esta fase, estão aptas 350 candidatas. Em seguida, será agendada a avaliação física.

O pedido de liminar foi apresentado pela Defensoria Pública, que recebeu reclamação das candidatas. O edital prevê que mulheres deveriam concluir um único teste, que corresponde a segurar na barra e elevar o corpo até que o maxilar a ultrapasse. Já os homens deverão fazer duas repetições.

"As atividades de Perito Criminal, Escrivão de Polícia Judiciária, Investigador de Polícia Judiciária e Perito Papiloscopista não exigem, na prática, capacidade muscular que deva ser aferida com a aplicação do teste de flexão na barra fixa", diz o defensor Guilherme Cambraia.

Por meio da assessoria de imprensa da Defensoria, ele também destacou que em concurso público de provas e títulos realizado anteriormente para provimento dos mesmos cargos, no ano de 2008, o teste não foi exigido.

Na ação, o defensor apresentou dados de que “as mulheres são na média 30% menos forte” em comparação aos homens. Na parte superior do corpo, elas têm 55,8% da força de pessoas do sexo masculino.

Concurso da Polícia Civil abre inscrição com salário de até R$ 5,2 mil
A Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) publicou, na edição de hoje do Diário Oficial, o edital do concurso público para preen...
Inscrições abertas para 21 cursos gratuitos de capacitação
Pessoas com Ensino Médio completo e interessadas em se especializar para entrar no mercado de trabalho, podem se inscrever para participar dos 21 cur...
Inscrições abertas para 140 vagas em quatro cursos gratuitos de capacitação
Estão abertas as inscrições para quatro cursos gratuitos de qualificação profissional, oferecidos pelo Senac. São 140 vagas disponíveis e os interess...



Ué, cadê a "força" das mulheres ? Sempre choramingando na hora H ....
 
Carlos Bais em 16/03/2014 14:12:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions