A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

14/01/2015 09:28

MPE apura denúncia de erro na prova de títulos para a Polícia Civil

Ricardo Campos Jr.

O MPE (Ministério Público Estadual) investiga denúncia anônima de que candidatos do concurso da Polícia Civil teriam sido beneficiados por um erro na atribuição de pontos da prova de títulos. O órgão aguarda que a SAD (Secretaria Estadual de Administração), responsável pela organização do certame, encaminhe cópia de toda a documentação apresentada pelos inscritos para analisar a veracidade das informações. O prazo para que a demanda seja cumprida é de 15 dias úteis a contar do recebimento do pedido, que segundo os autos foi no dia 7 de janeiro.

Veja Mais
Sejusp divulga relação final de classificados em concurso da Polícia Civil
TJ/MS derruba lei que veta deficientes em concurso da Polícia Civil

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa do governo do estado para saber se existe alguma previsão de enviar as cópias pedidas ou quais medidas serão tomadas com relação ao inquérito, mas até a publicação desta reportagem, não houve retorno.

Segundo os autos da investigação, alguns inscritos tiveram pós-graduações rejeitadas e não pontuadas pela banca, enquanto a aceitação desse tipo de capacitação estava prevista no regulamento do processo seletivo. Em contrapartida, “um grande número de candidatos teve pontuações por títulos não inclusos nesse rol”, como por exemplo, cursinhos preparatórios para concurso público.

O denunciante afirmou ainda que esses títulos foram validados como curso de capacitação e treinamento na área de segurança pública.

No dia 16 de julho de 2014, a SAD encaminhou ao MPE um ofício pedindo cópia do procedimento investigativo, uma vez que mais de 600 candidatos participaram da etapa do certame, tendo cada um enviado em torno de seis páginas de certificados, o que acarretaria na impossibilidade de fornecer todas as cópias.

Além disso, de acordo com o órgão, somente nessa etapa 283 pessoas foram eliminadas. A secretaria também alegou que o reconhecimento das instituições emissoras dos certificados é feito pelo MEC.

No entendimento do MPE, não há necessidade de que as cópias pedidas sejam enviadas impressas, mas sim em formato digital. Por isso fez o pedido para obter a documentação, fundamental na resolução do caso. Os certificados devem vir acompanhados dos atos jurídicos que reconheceram as emissões dos mesmos.

Sejusp divulga relação final de classificados em concurso da Polícia Civil
A classificação final dos candidatos aprovados no Concurso Público de Provas e Títulos da Carreira Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, aberto em 201...
TJ/MS derruba lei que veta deficientes em concurso da Polícia Civil
O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) declarou inconstitucional a Lei Complementar 171/2013, que veda a reserva de vagas para deficient...
Termina no dia 11 inscrição de Prefeitura de Angélica para 122 vagas
Encerra no dia 11 de dezembro inscrição da Prefeitura de Angélica, distante 263 quilômetros de Campo Grande, para preencher 122 vagas. Os salários of...
Inscrições para concurso da Câmara com salários de até R$ 7 mil encerram dia 16
Encerram no dia 16 de dezembro, as inscrições para o concurso da Câmara de Bonito, distante 257 km de Campo Grande, com 13 vagas e salários de até R$...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions